Oxente Menina

A menina que rebolava

menina-rebolando-2

“Olha só que safadinha”. Esse foi apenas um dos comentários no vídeo de uma menininha rebolando que circula pelo Facebook essa semana. Dançar não tem nada de mais, afinal de contas todos os dias vídeos de bebês fofinhos e crianças engraçadas circulam pela rede, e todo mundo acha lindo, curte e compartilha, não é? É sim. Mas esse é um pouco diferente.

Aparentando uns dois aninhos, e ainda usando fraldas, os gestos embalados pelo ritmo caribenho que contagia e envolve a criança são de fazer corar. Mas só a mim, pelo visto. Os parentes da criança que também aparecem no vídeo parecem não sentir nem um pouco de vergonha vendo a menina descer até o chão. No embalo, a garotinha segue sua performance estimulada pelo ritmo das palmas de umas seis pessoas que também estão no vídeo, em sua maioria adultos. Não obstante, a pessoa que filma faz questão de registrar o talento da garotinha dando zoom no seu bumbum de fralda no momento do rebolado. “Ah, que bonitinha!”, alguém comentou em meio aos mais de 1500 compartilhamentos que o vídeo oficial teve até o momento em que eu escrevia esse texto.

menina-rebolando

Não estou contestando a inocência dessa criança, nem contradizendo o seu molejo {basta ver o vídeo para comprovar que a menina tem ritmo}, o que me choca é que a família incentive e ainda divulgue esse conteúdo nesse mundo cão em que vivemos, onde a cada dia as notícias de pedofilia, violência e exploração infantil enchem nossos olhos de horror. Não é bonitinho, gente, é chocante!

“Quanta hipocrisia! Você nunca dançou o Tchan?”, alguém retrucou na fanpage do Oxente Menina quando postei o vídeo abrindo espaço para a discussão. Para mim não tem nem comparação, uma vez que essa banda com músicas de duplo sentido estourou quando eu já estava no início da minha fase adulta. Não fui incitada pelos meus pais a dançar sensualmente quando criança, nem estimulei as crianças da minha família a fazerem dancinhas que ficam de quatro enquanto rebolam. A educação que recebi e que tento passar para o meu filho pode não ser 100% certa, mas dentro dos valores educacionais da família, criança tem que viver a fase de criança, ouvir e dançar música de criança. Simples assim.

menina-rebolando-3

“E depois ninguém sabe porque foi mãe adolescente”, uma outra pessoa pontuou. Vamos lá dar as mãos e tentar entender, amiguinhos. Não estamos afirmando que essa criança vai ser mãe logo cedo por falta de orientação familiar. Nada, nada mesmo, vai garantir que essa criança tenha um filho aos 14 anos. Simplesmente não temos como prever. Pode ser, inclusive, que a menina que rebola tenha uma educação exemplar em casa {não sabemos como é a vida que ela leva fora desse vídeo}, talvez aos 16 ela se mostre um prodígio e entre na faculdade de medicina, quem sabe ela um dia seja a cientista responsável pela cura do câncer e decida só ter filhos após os 35. Só Deus sabe. Mas dentro do que nos está sendo mostrado, e diante das estatísticas que não só conhecemos como fazemos parte, o indivíduo é reflexo da educação que recebe, e se aos dois anos fazer danças vulgares é visto como normal e inocente, que futuro esperar pra ela? Torço para que essa tempestade se transforme num pingo d’água, e tanto família quanto bebê tenham uma vida plena e feliz dentro de suas escolhas.

Se me permitem dar uma dica – e isso vale para todos nós – quando pairar a dúvida entre o que é engraçadinho e o que é vulgar, prefiram não divulgar na internet. E falando em vídeos, tem uns da Galinha Pintadinha que as crianças adoram…

Em tempo: 1) O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) está acessível para qualquer cidadão;  2) O site da Fundação Promenino tem ótimo conteúdo para informação e pesquisa; 3) Descobri o vídeo a partir de um compartilhamento pelo perfil de Sarah; 4) Achei melhor não postar o vídeo no blog para não dar mais margem a compartilhamentos, e optei pelas fotos em que o rosto da criança não aparece para não expô-la ainda mais do que o compartilhamento do vídeo no Facebook já fez; 5) O texto reflete a minha opinião sobre o assunto, ninguém é obrigado a concordar com meu ponto de vista.

Leia também:

Coleção Avon inspirada na Pop Art

avon-pop-artQuem nunca criou num programa de edição de imagens online a própria foto no estilo colagem Pop Art em série? Os traços de quadrinhos, as cores fortes e a sequência das imagens servem de inspiração para apreciadores da arte do mundo inteiro – e para uma pessoa comum também, tipo aquela que senta atrás de um computador para escrever esse post. O fato é que a famigerada imagem do movimento Pop Art circula a todo vapor nessa vasta rede, seja com o rosto de Marilyn, seja o meu, ou mesmo o seu. Poucos sabem, no entanto, que o criador dessa imagem é um norte-americano chamado Andy Warhol (1928-1987), artista, cineasta, grande difusor da Pop Art e um dos maiores representantes do movimento vanguardista que ganhou impacto nas décadas de 1950 e 1960.

warholOs artistas deste movimento, além do próprio Warhol, inspiravam-se em objetos da vida cotidiana, como latas de refrigerante, embalagens de alimentos, histórias em quadrinhos, bandeiras, panfletos de propagandas e outros objetos que serviram de base para a criação artística deste período – marcada por obras de cores vivas, intensas e impactantes. Apropriando-se da alegria e juventude marcadas nessas obras, a coleção Color Trend Pop Art da Avon traz novidades para os olhos, os lábios, além de esmaltes e acessórios.

batons-pop-art-avonBatons Pop Love (R$ 10,99 cada) ganham novas cores, que proporcionam alta cobertura: Fúcsia Pop, Pintura Pink e Rosa Arte. Eles contêm vitamina E e FPS 15, além de hidratantes especiais que instantaneamente hidratam os lábios, deixando-os macios e suaves.

esmaltes-pop-art-avonA coleção traz novas cores para o Esmalte de Brilho e Longa Duração (R$ 3,49): Toque Final (cintilante), Ícone Pop (cremoso), Desenho Livre (cremoso), Pintura Moderna (cintilante) e Obra Prima (cremoso).

delineador-azul-moderno-avon

delineador-verde-abstratoPara um olhar com cores incríveis, traço firme e vivo, a coleção apresenta novas tonalidades do Pop Delineador Líquido (R$ 17,99 cada): Preto Artístico, Azul Moderno e Verde Abstrato.

Os produtos podem ser encontrados com os revendedores Avon e nos folhetos a partir desse mês.

Leia também:

Paris Hilton ginástica rítmica inspired

paris-hilton-01

Pego no pé com essa também. Paris Hilton para mim é como Kim Kardashian, de vez em quando dá bola dentro, de vez em sempre dá bola fora, e roupas lindas ou horrendas à parte, sempre volta aquela perguntinha pra minha cabeça: você é famosa por causa de quê mesmo?

E aí que essa semana engoli todo o meu recalque e a minha inveja para elogiar Paris. Porque foi só navegar por um site de fofocas e me deparar com a saia azul de Ms. Hilton, look usado no lançamento do seu novo single “Come ALive”, para ficar perdidamente apaixonada. Tecido perfeito, cor maravilhosa, caimento nem se fala. Olhando mais atentamente percebi que a saia não é inteira, são pedaços presos no cós; o tecido talvez fosse transparente demais pra mim {mas pra ela que adora mostrar além do que devia, fiquei feliz em ver que havia algo por baixo}, mas definitivamente a saia serve de inspiração.

Mas falando em inspiração, só eu que achei a blusa com cara de collant atleta de ginástica rítmica? Ironicamente, a ginástica rítmica é um dos esportes que gosto de assistir durante as Olimpíadas porque sempre acho as roupas e as maquiagens das meninas bem interessantes. Não sei se para um red carpet funciona, mas nesse caso, em se tratando de Paris Hilton, acho que funcionou. É como disse antes: só o fato de não ter nada super exposto, já é motivo pra contar vitória. Talvez não valha medalha de ouro, mas também não leva a de latão enferrujado dessa vez.

paris-blue-skirt

Crédito das imagens: Paris Hilton – Celebrities Wonder | Ginastas: divulgação London 2012

Leia também:

Espaço Família do RioMar

espaco-familia

Encantada! É a palavra que define a minha sensação com o Espaço Família do Shopping RioMar daqui de Recife. Eu nunca havia prestado atenção do espaço família de lugar nenhum, até precisar utilizá-lo. O do RioMar não foi o primeiro que eu usei, mas foi o primeiro {e único até agora} a chamar a minha atenção e ganhar um post só pra ele.

O Espaço Família oferece serviços inteiramente gratuitos, é uma facilidade e comodidade para os papais e mamães que levam seus pequenos ao shopping. Busquei o espaço para pegar um carrinho para Luca; esse serviço é provavelmente o mais conhecido, já que são esses carrinhos que vemos nos corredores do mall. Mas os serviços vão muito além disso!

Toda uma estrutura de copa, banheiro, trocador, espaço de alimentação e amamentação está à disposição dos clientes do shopping. Cada andar possui um Espaço Família {as fotos são do L2}, em todos há o serviço de empréstimo de carrinho, bastando apenas que o responsável preencha um formulário de responsabilidade e devolva o carro até 15 minutos antes do encerramento das atividades do shopping no dia.

carrinhos-bebe-riomar

A sala de descanso/amamentação coletiva tem umas seis poltronas, e são as cadeiras mais confortáveis da face da terra! Sério, eu não queria sair de lá. Queria trazer uma pro meu apartamento, mas ia tomar o quarto inteiro. E para as mamães e papais mais reservados que preferem um pouco mais de privacidade, existem salinhas individuais com uma só poltrona e fechada por uma cortina.

Na parte da copa, além da pia para lavar chupetas e mamadeiras e do microondas para esquentar a comidinha do bebê, também tem as cadeirinhas de alimentação {mas não fique lá não, bota o bebê no colo e vai sentar numa das poltronas que eu falei}.

poltrona-amamentacao-riomar

espaco-familia-riomar

cadeira-alimentacao

A sala de trocador é enorme, e tem até banheira para quem precisar dar um banho na criança. Os toaletes ficam em outra salinha, com privadas pequenas para acomodar direitinho os kids. E o pessoal que auxilia no espaço avisa: são só para as crianças! Segundo elas, tem muito responsável se fazendo de doido e tentando usar o banheirinho dos pequenos. Falando nas auxiliares, elas são super prestativas e atenciosas.

O melhor desse banheirinho é que tanto o pai como a mãe podem entrar. Porque é um dilema quando um pai está sozinho com sua filha num estabelecimento e a menininha precisa ir ao banheiro, né? Já presenciei cena de um pai do lado de fora de um banheiro feminino tentando convencer a filha pequena que chorava porque não queria entrar sozinha.

trocador-riomar

banheiro-infantil-riomar

decoracao riomar

A gente consegue ver claramente que cada detalhe foi pensado com todo cuidado para proporcionar uma boa experiência para as famílias que visitam o shopping na companhia de crianças. Até as cores claras, a decoração e a iluminação das salas são convidativas para um momento de calma e relaxamento.

Parabéns ao RioMar, que o bom exemplo sirva também para restaurantes, aeroportos, parques e todos os espaços públicos que regularmente recebem crianças e não tem a menor estrutura para elas.

Leia também:

Kiko False Lashes Concentrate

kiko-mascara

Sabe aquelas pessoas que são agraciadas com cílios longos, cheios e bem curvados? Eu não sou uma delas. Além de ter os cílios curtos, nada curvados e em pouquíssima quantidade, tenho que olhar diariamente para o meu marido com seus cílios fartíssimos e dizer mentalmente que no amor não há espaço para a inveja. *Suspiros*. Só me resta aceitar a minha condição e apelar para cílios postiços – quando a ocasião é mais especial – ou para uma boa máscara no ritual nosso de cada dia.

Passeando pelas ruas de Milão recentemente, minha amiga Dani lembrou dos meus cílios nada fartos e trouxe pra mim a False Lashes Concentrate, da Kiko Milano, para aumentar a minha coleção de tentativas em busca de cílios dignos.

A False Lashes Concentrate é na verdade um top coat, que deve ser passado por cima de outra máscara. O pincel dele é tipo ouriço, quem nem aquela máscara famosona da Givenchy, e o propósito dessa máscara é dar mais volume. O bom dela é que é bem pretona, tanto que uso sem passar nenhuma outra antes, e é cremosa na medida, nem fica melecando depois de um espirro {sou fera em fazer isso depois de passar rímel} e nem seca em um segundo.

cilios-ralos

mascara-da-kiko

kiko-false-lashes

Presente não se pergunta o preço, né? Mas dando uma olhadinha no site, vi que as máscaras da Kiko custam em média 7 a 8 euros. Tenho usado muito ela nos cílios inferiores também, e quando passo máscara nos cílios inferiores nem passo lápis preto para destacar melhor os cílios.

Leia também:

A arte de desvirtuar de um assunto

distorcer-conversas

Para fazer uma feijoada, de véspera coloca-se o feijão e as carnes de molho. No dia seguinte cozinha-se o feijão, lombo, charque, toucinho, paio, calabresa; depois acrescenta-se o tempero refogado que foi feito à parte com cebola, alho e azeite. Tudo misturado acrescenta-se o sal, o doce-de-leite, pisco peruano, sabão em pó, água de lastro… Eita, peraí! Nos desvirtuamos da receita. Parece que deu m*.

No mundo virtual, em especial nas redes sociais, temos o costume de fazer exatamente isso, a arte natural de desviar de um assunto – seja para aparecer, para fazer alguém se sentir culpado ou pela euforia do falar antes de pensar. Como se não bastasse o fato de não podermos opinar sem ouvir contra-argumentos e ofensas por não partilhar de uma mesma opinião, o talento para a interpretação equivocada é maior – se brincar – do que a arte de compartilhar besteira no Facebook {tá, atire uma pedra que não gosta dessas mensagens bobas}. O curso que se segue às interpretações resultam em discussões acaloradas e cliques no botão “desfazer amizade”.

Se existir um órgão para computar informação nonsense, nessas últimas semanas – em especial na última – ele provavelmente registrou as estatísticas mais altas. Copa, 7×1, falta de hospitais, rivalidade Brasil x Argentina, saúde pública no Brasil, crianças palestinas, cerveja derramada, maquiagem azul, David Luiz chorando, ajude Sofia, a roupa de Cláudia Leitte, ajude Pedrinho, choveu, culpa de Dilma, culpa de quem não gosta de Dilma, máfia de cambistas… Sim, tudo isso foi assunto, tudo tem seu devido lugar, sua devida importância. O nonsense não está na falta de serviços dignos na saúde pública, o problema é querer culpar quem comprou uma sombra azul para assistir ao jogo do Brasil por isso. O conflito entre Israel e Palestina é preocupante – rezemos! – mas não adianta culpar por isso alguém que comentou que Thomas Müller é bom jogador. E ai de quem achar que a rivalidade entre Brasil x Argentina é bobagem – ajoelha no milho e recita “Cristina Kirchner” de trás pra frente 100 vezes, pecador!

Infelizmente não podemos curar as dores do mundo por nos sentirmos bem. Nem podemos apagar todas as falcatruas que acontecem em nosso país por fazer algo pelo nosso próprio bem estar. A teoria da conspiração que paira nas redes sociais diante das coisas mais irrelevantes às mais importantes chega a assustar tamanha é a imposição dos que defendem seus argumentos – e nos fim das contas tanto se fala, tanto se brinca, tanto se lamenta, e ninguém sabe ao certo o que é verdade e o que é mentira, dando margem para mais uma rodada de argumentos e ataques à integridade mental.

Não distorça as palavras, não coloque o foco dos problemas em coisas que não tem a ver com o que está sendo dito. E em vez de julgar e ficar apontando o dedo para quem está supostamente errado, levanta a bunda dessa cadeira e vá você fazer alguma coisa pelos outros – ou algo útil para si mesmo.

Em tempo: as campanhas Ajude o Pedrinho a continuar sorrindo e Ajude a Sofia continuam em vigor. Não precisa alardear sobre o valor que você doou, o que estiver dentro de suas possibilidades – seja muito ou pouco – é importante para ajudar esses pequenos.

 
{Prevejo que ainda terei que explicar meu ponto de vista porque alguém irá interpretar meu texto como sendo uma campanha para salvar o Fuleco da extinção}

Leia também:

Oficina de circo em Porto de Galinhas

circo-trindade-porto-de-galinhas-1

Porto de Galinhas é um dos destinos preferidos no Nordeste, seja alta ou baixa estação. Com o sol brilhando e o calor do inverno agindo como se fosse verão, turistas de todas as partes do Brasil [e do mundo!} aproveitam as férias escolares para curtir sol e mar.

Pensando nos pequenos turistas, a partir de hoje (10) o Hotel Village irá oferecer oficinas e espetáculos com a equipe do Circo da Trindade. Todas as quintas, sextas e sábados, até o final de julho, a meninada poderá aprender e treinar acrobacias, slackline, truques de mágica, malabarismos e performances em pernas de pau com a supervisão dos artistas circenses. Em seguida, assistirão às performances na tenda ao lado da piscina do hotel, com música, dança, palhaçadas, malabares e coreografias.

As oficinas são gratuitas para crianças hospedadas no Hotel Village. {Ainda não recebi a informação se crianças que não estejam hospedadas também podem participar no esquema de DayUse. Assim que receber retorno ao questionamento, atualizo o post}

circo-trindade-porto-de-galinhas

Imagens: Vinícius Lubambo / Assessoria

Leia também:

Estampas étnicas em lojas fast-fashion

estampas-etnicas

Lindas são as mulheres africanas, que não precisam esperar uma tendência para abusar das estampas coloridas geométricas que recebem o nome de estampas étnicas e tribais. Lindos são os índios navajo, que ainda hoje lutam para manter suas origens e sua cultura nessa mundo tão globalizado {estima-se que 250.000 nativos ainda vivem em tribos espalhadas pelo Novo México, Utah e Arizona, nos EUA}. Sortudos somos nós, que de forma por vezes desconhecida e automática, consumimos produtos tão lindos em detalhes que derivam de uma história mundial tão rica.

A estampa étnica tem como duas das maiores fontes de inspiração as indumentárias africanas e as tribos navajo. A distância que geograficamente separa esses dois povos, se aproximam nas misturas que só a arte é capaz de fazer, seja na música, na dança, e, como exemplificamos aqui, na moda. Mais facilmente ligada às estações mais amenas, como a primavera e verão, o colorido da estamparia também recebe suas variações monocromáticas para atender ao estereótipos invernais.

Sem se prender a esse estereótipo – felizmente! – ou mesmo às tendências {o étnico veio com força em 2012, lembram?}, as lojas fast-fashion brasileiras estão aí para mostrar que não precisa ser verão para ser colorido, e mesmo com estações tão variadas aqui no Brasil, há peças para clima frio e quente, atendendo consumidores em todos os cantos do país.

estampas-etnicas-cea-riachuelo-renner-marisa

Leia também:

Hidratação redobrada na gestação

hidratacao-gravidez

A gravidez é um momento muito especial na vida da mulher, quando ela se sente plena e realizada. Mas é também um período de muito aprendizado e intensos cuidados, principalmente com a saúde e o próprio corpo. Com as alterações hormonais constantes durante os nove meses de gestação, muita coisa muda, e a pele é uma delas.

Segundo a gerente de fórmulas da Natura, Andrea Costa, devido à preparação do corpo para a chegada do bebê, a pele, principalmente das regiões do abdômen, seios, quadril e coxas, estica bastante, o que pode levar ao surgimento de manchas e das temidas estrias. Por isso, é preciso reforçar a hidratação corporal, com a ingestão de bastante água e o uso de produtos apropriados para cada parte do corpo. “As futuras mamães devem apostar em produtos que garantam a hidratação corporal, principalmente nas regiões mais críticas, onde a pele sofre mais. Um exemplo são os óleos de banho da linha Natura Sève, que podem ser aplicados em todo o corpo e são produzidos com óleos 100% vegetais”, explica Mariana Bueno, gerente de Marketing de Produtos da Natura.

Mas para escolher os produtos ideais é preciso cautela, pois durante a gravidez as mudanças fisiológicas que ocorrem no corpo da mulher podem ocasionar respostas diferentes aos produtos já usados habitualmente. “Por isso, é fundamental o acompanhamento durante todo o período pré-natal. O médico da gestante é a pessoa indicada para orientar se há risco ou não em se utilizar determinado produto, avaliando individualmente cada caso. Além disso, é importante observar atentamente todas as precauções e recomendações de uso para cada produto”, finaliza Andrea.

natura-gravidas

Usei muito a linha Natura Mamãe e Bebê e amei!

Leia também:

Kids Fantastic no Shopping Recife

kids-fantastic-01

Enquanto Luca ainda é bebê, tanto faz ser período de férias ou não, já que ele está o tempo todo em casa. Já para os pais com filhos em idade escolar, a temporada de férias exige – no mínimo – um tanto de criatividade para entreter a criançada todos os dias. Para dar uma ajudinha aos pais, o Shopping Recife conta com mais uma opção de entretenimento para animar a meninada: o Kids Fantastic.

Alguns dos maiores sucessos do cinema infantil vão fazer a alegria da garotada no mês das férias. Um circuito de atividades inspirado em famosos desenhos animados foi instalado na praça de eventos do shopping e permanece até o dia 31 de julho. O espaço é formado por cinco cenários: O primeiro é baseado no filme “Rio” e traz um Labirinto dentro da Floresta, a missão nesta etapa é superar os obstáculos em busca do túnel de “A Era o Gelo” e, no final, sair através de um escorregador que levará direto para a próxima etapa. Em seguida, no universo inspirado no filme “Tá Chovendo Hambúrguer”, crianças terão que atravessar o Rio Azul, uma piscina de bolinhas, até o escorregador de folhagem e atravessar o portal elástico da fatia de queijo. Depois, os participantes vão se divertir com quebra-cabeças de “Alvin e os Esquilos”. A última atividade da atração é baseada no “Hotel Transilvânia” e ensina as crianças a decorar biscoitos com ingredientes bem divertidos. Os pequenos que têm menos de três anos também terão seu espaço garantido na atração com brincadeiras recreativas dos famosos personagens infantis.

Para participar do Kids Fantastic o cliente precisa apresentar R$ 50 em cupons fiscais (notas cumulativas e mínimas de R$10) de compras feitas nas lojas do shopping no período da ação.

kids

Leia também: