É de Casa: Clarissa Sotter

Pernambucana, recifense, típica da praia de Boa Viagem. Nascida e crescida na zona sul do Recife, Clarissa Soter nunca abandonou suas origens, mas conseguiu fazer seu nome na capital pernambucana e se esforça para mantê-lo sempre no topo do segmento da moda. 

A sua ocupação? Designer de bolsas. E das lindas! Tudo começou quando criou algumas bolsas bordadas para uso próprio. A família viu, as amigas gostaram, o primeiro bazar foi feito, os pedidos começaram… desde 2006 Clarissa Sotter virou negócio, mas neste ano de 2010 virou empresa.

Antes de se dedicar à confecção de bolsas, Clarissa descobriu sua paixão pela moda e formou-se estilista no curso do SENAC-PE, seguido pelo curso de Design pela UFPE, sempre com ao foco em moda. A especialiação em Design da Informação pela UFPE foi mais uma vertente do caminho escolhido, e atualmente cursa o mestrado em Design e Sustentabilidade. Além da criação dos acessórios da marca que levam seu nome, Clarissa ainda divide seu tempo lecionando na FBV e na AESO.

O processo de criação das novas peças é feito diariamente, com a pesquisa sobre novas tendências e materiais. “Rabisco peças para testar a modelagem, se a peça fica bacana eu penso em que materiais e detalhes podem compor.” Os detalhes vão de metais a acessórios como pedrarias e vidrilhos. Uma vez escolhidos os modelos e os materiais, hora de passar o serviço para as costureiras darem forma às peças, mas Clarissa avisa: “os detalhes só eu mesma faço”.

Peças produzidas, hora de distribuir entre as lojas que representam a marca no Recife até chegarem ao cliente final, formado por mulheres que vão de adolescentes a quarentonas. “A paixão por bolsa de tecidos não tem idade, a marca é para as mulheres que curtem acessórios exclusivos e descolados.”

As coleções não seguem uma periodicidade fixa, as peças são criadas semanalmente, sempre que surge inspiração. “Faço veludinhos e tons escuros mais pro inverno, e jeans e peças bem coloridas para o verão. De resto a coleção é bem atemporal e repito pouco as peças”. Inspirações que vêm das ruas, “das tendências bacaninhas e dos tecidos que garimpo em São Paulo”, conta.

Por enquanto a produção é feita no ateliê que fica em Boa Viagem, e até o final do ano a loja física deverá se transformar em realidade. Antes disso, com previsão para setembro, a loja virtual entra no ar, e Clarissa adianta que a produção vai indo de vento em popa para não faltar produtos.

Enquanto o site não fica pronto, as peças podem ser vistas pelo Flickr da marca, e para quem está em Recife, podem ser encontradas nas lojas Dona Comadre, Sarça e Srta. Garbo.



* É de Casa é uma tag criada para divulgar e incentivar o trabalho de designers e artistas da área de moda e beleza de todo o Brasil. Se você é, ou gostaria de recomendar, um designer ou serviço da área, entre em contato através deste link.

Facebook Comments
20 comments Add yours
  1. Ana Lu, além de maquiagem, outro vício na minha vida, mais antigo até, é bolsa! Tenho várias, de tudo que é tamanho, cor, material… Em qualquer loja, feirinha, Fenearte da vida, as bolsas me atraem. Hoje mesmo fui comprar uma sandália e voltei pra casa com uma bolsinha fofa. E essas são todas lindas! Parabéns pra Clarissa, adorei conhecer o trabalho dela e saber que encontro tão pertinho de casa.

    Beijos!

  2. Oi Ana!
    Amei o trabalho da Clarissa.
    Vai ser ótimo quando ela tiver uma loja virutal dá pra fazer muitas comprinhas!
    Beijos,

  3. Eu já comprei várias bolsas da Clarissa Soter e posso atestar que além de lindas, o material utilizado é de ótima qualidade!!!
    Parabéns pela notícia e parabéns a Clarissa pela criatividade e dedicação!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.