19 de março de 2012 | Blog Oxente Menina

Gulômetro: A Polonesa

Sabem aquelas pessoas com quem só temos contato virtual e mesmo assim gostamos delas de graça? Pois Tati, do Passaneura, é uma dessas pessoas para mim. Nem preciso dizer que fiquei feliz da vida quando a convidei para participar do Gulômetro e ela topou, né? O lado ruim de toda essa história é saber que o Rio de Janeiro está um pouco longe… Mas sem problemas, um dia ainda dou um abraço bem forte na Tati, e de preferência que esse encontro seja n’A Polonesa.

Uma coisa que poucas pessoas sabem é que eu sou de família polonesa. Como sou natural do estado do Paraná, eu fui criada nas tradições polacas – do tipo de comer sopa de beterraba o tempo todo, assim como outras comidas típicas. Hoje em dia moro no Rio de Janeiro e sempre foi um sofrimento ficar sem as comidas típicas, já que minha avó continua lá no Paraná… A minha sorte é que descobri um restaurante típico aqui no Rio, e é o que vou mostrar para os leitores do Oxente Menina.

O restaurante é bem rústico e bem polonês. Eu me sinto em casa lá, parece que estou na casa de uma das comadres da minha avó, coisa bem interiorana mesmo. Pelas paredes há fotos de vários famosos que já foram ao restaurante, incluindo a do presidente da Polônia que faz questão de passar lá toda vez que vem visitar o Rio de Janeiro.

A comida de lá é igual comida de mãe – ou melhor, comida de avó, no meu caso. Fui a primeira vez com medo de me decepcionar, pois sempre comi as refeições que a minha avó fazia e nada como o tempero familiar, não é? Me surpreendi muito! Sempre que vou lá pego esses pratos:

Couvert: o couvert do restaurante é a melhor coisa. É repolho bem temperado para comer com pão preto. O tempero é único e muito bom.
Pirogue: é um pastelzinho cozido, como se fosse uma massa de ravióli, mas bem maior e recheado de ricota, batata ou repolho.
Sopa de beterraba: a borscht é uma das melhores que já provei – mas não melhor que a da minha avó (risos). A de lá é a receita de beterraba processada, e não a com fatias de beterraba. Gosto tanto que sempre peço uma extra pra trazer pra casa.

Esses pratos eu comprei para levar para casa, pois neste dia estava uma chuva horrível e eu com uma pressa danada, então peguei pra levar mesmo. Os pratos tem um preço mediano, por exemplo, o couvert custa na faixa de R$14,00 junto com a sopa de beterraba, já o pirogue custa R$32,00 e serve tranquilamente duas pessoas.

A Polonesa – R. Hilário de Gouveia , 116 – Copacabana – Rio de Janeiro/RJ Tel: (021) 2547-7378

Participe da tag Gulômetro. Mande uma breve descrição do prato de sua escolha e a sua opinião sobre ele. Avalie-o no gulômetro de 1 a 5 e envie duas ou mais fotos de boa qualidade. E não esqueça de mandar a sua foto também. Para entrar em contato, clique aqui.

Close