Copa do Mundo de 2014 – Cartazes das cidade-sede

Por mais que digam “imagina isso na Copa” quando aparece qualquer problema no país, eu não posso deixar de admitir que fico super empolgada com o mundial no Brasil. Melhor ainda, o mundial em Recife. {Não sou hipócrita, sei dos problemas que temos, mas prefiro me concentrar nas coisas boas. Já soube que há grandes possibilidades da Espanha jogar em Hellcife na Copa das Confederações, e prevejo que eu e Casillas viraremos melhores amigos!}

Esse final de semana a FIFA lançou os cartazes de divulgação das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. Cada cartaz ilustra pontos turísticos, monumentos e características da cidade. Fiquei um pouco decepcionada com o de Natal, esperava algo mais vibrante, mas fiquei loucamente apaixonada pelo de Recife.

O verde das florestas, o amarelo das dunas e o azul do mar são as riquezas naturais representadas no cartaz de Natal. A inspiração vem do maior folclorista potiguar, Luís da Câmara Cascudo, e a silhueta do homem abrindo os braços rodeado pelas cores da bandeira norte-riograndense simbolizam a acolhida do Brasil para o maior evento esportivo do planeta.

O cartaz de Recife ilusta a essência de uma cidade litorânea cheia de movimento, arte e alegria. Com as sombrinhas coloridas, a  imagem mostra um passista, cujos movimentos se assimilam à acrobacia das grandes estrelas do futebol. A nuvem criada pelo bailarino mostra as cores da cidade, acentuando o cenário cheio de pontes, rios, barcos e arquitetura, assim como a alegria do carnaval.

Salvador é uma cidade rica em cultura e herança arquitetônica. Uma das maiores atrações da cidade é o Elevador Lacerda, o primeiro elevador público do mundo, cuja vista de cima para a Baía de Todos os Santos deixa os visitantes sem fôlego. O cartaz mostra uma bola cruzando a linha e explodindo na rede – o gol – o objetivo supremo da partida de futebol.

O plano de fundo da imagem representa a Catedral de Brasília, um ícone da arquitetura conhecido no mundo inteiro, com o imenso céu azul, “o mar de Brasília” acima. O amarelo representa o nascer do sol no leste, enquanto o laranja representa o sol se pondo a oeste. Brasília tem uma das maiores áreas verdes no mundo, representada aqui nos tons da cor. O jogador é composto de várias cores, representando as etnias que fazem a sociedade brasileira, assim como as boas vindas aos jogadores do mundo inteiro.

A silhueta do jogador equilibrando a bola forma um coração, que simboliza o profundo amor das pessoas pelo futebol no Rio de Janeiro. As camadas sobre sua cabeça representam a praia, as montanhas, o Pão de Açúcar, o mar e o céu. As cores e a vibração das camadas mostram a energia e o ritmo que são típicos do Rio e do futebol. Impossível não sentir a vibração positiva e a batida da música ao redor.

O cartaz de Manaus descreve uma característica peculiar: no coração da maior floresta tropical do mundo, somos todos fãs da natureza, representada pelas duas ararinhas. A torcida é pelos ótimos jogadores, para as partidas memoráveis, para gols incríveis, e pela natureza em si. Afinal de contas, somos todos do mesmo time.

Belo Horizonte é uma cidade que une as pessoas e é conhecida por sua generosa hospitalidade, paixão pelo futebol, rica cultura e pelas curvas da arquitetura modernista brasileira representada pelas montanhas de Minas Gerais. O cartaz mostra a silhueta da Igreja de São Francisco de Assis, que ganha vida através das curvas que definem o formato da bola. O equilíbrio da natureza e a arte também se juntam à ilustração para dar boas vindas aos atletas e aos apaixonados por futebol.

Cuiabá está localizada no centro da América do Sul, por isso pode ser considerada o coração do sul do continente americano. Rica em história, cultura e gastronomia, Cuiabá também é conhecida pelo calor, não apenas limitada ao clima, mas também à receptividade acolhedora dos locais. O cartaz usa cores vibrantes para mostrar a alegria que o evento traz, e mostra a representação do futebol através da bola nos pés do jogador. No centro da bola está representada a bandeira do Mato Grosso, um lembrete de que sua capital está preparada para sediar o maior evento de sua história.

Porto Alegre ostenta cenários incríveis, como o pôr do sol no Lago Guaíba, um dos mais belos do mundo. Por isso o cartaz mostra a pitoresca  Usina do Gasômetro, um marco que torna a vista do pôr do sol ainda mais bela. A imagem central do cartaz mostra o jogador chutando a bola, e a explosão desse movimento aponta não apenas para a imensidão do evento, mas por todo o legado gerado por ele. As pessoas à esquerda no cartaz representam o entusiasmo e a paixão dos porto-alegrenses pelo esporte.

O brilho do sol e a beleza do litoral cearense fazem de Fortaleza um lugar especial. A paixão pelo futebol é mostrada pela Arena Castelão e pelas principais atrações da cidade projetadas no céu a partir do estádio, além da representação do futebol de areia, popular em todo o litoral brasileiro. A alegria de sediar a Copa do Mundo é acompanhada de uma explosão de euforia, cultura e beleza, que se espalham em uma mistura de cores vibrantes que se movem no balanço do mar, e dos raios de sol que iluminam a cidade.

O cartaz de São Paulo representa uma metrópole movimentada que abriga milhares de pessoas que celebram e respiram futebol juntas. Futebol corre no sangue da cidade, nas ruas, nos incontáveis prédios e no ar. A energia é contagiante, e conecta todo mundo , fazendo dos moradores de São Paulo os maiores amantes de futebol do mundo.

O cartaz escolhido pelos habitantes de Curitiba mostra a Araucária. Esse tipo de árvore cobriu a maior parte da terra ao redor de Curitiba, antes da cidade ser fundada no século XVII. Conhecida no Brasil e no mundo pelo excelente transporte público, desenvolvimento sustentável e forte inovação cultural, Curitiba é o lar de pessoas vindas do mundo inteiro, que escolheram viver nessa cidade de diversidade cultural harmônica e pacífica.

Fonte e imagens: Site oficial da FIFA

Facebook Comments
6 comments Add yours
  1. Eu sou dessas que fala “imagina na copa” porque, de verdade, estou com muito medo que a gente não esteja preparado para receber um evento desse porte. Não torço contra, pelo contrário, torço muito para que tudo esteja lindo, que recebamos bem os visitantes e que o mundial nos deixe um bom legado.
    Falando dos cartazes, fiquei satisfeita com o de Recife; achei que tem uma referência ao Mangue Beat pelo chapéu à la Chico Science que o jogador usa. Meus preferidos são os do Rio e de Manaus e os que eu menos curti foram os de Natal (sorry) e de Curitiba (achei que parece desenho de criança).
    Ah, se a Fúria vier jogar aqui, eu vou muito fazer valer a pena os 3 anos que passei estudando espanhol.

  2. Adoro a Copa do Mundo e só tenho boas expectativas para a nossa copa de 2014, pq problemas tem em todo lugar. Gostei do cartaz daqui, mas gostei mais ainda do do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.