Blogosfera deslumbrada

Alguém normal e que tenha os pés no chão por aqui? Eu acho que eu fui transportada para um mundo paralelo enquanto dormia. Tudo parece igual ao mundo em que vivia antes, só que nesse me vejo rodeada por blogueiros ricos, famosos e super deslumbrados. Alguém me arranja alguns pares de sandálias da humildade para distribuir ou me tira daqui!

Ter blog virou moda. E o que rege essa vontade de ter um blog não tem nada a ver com gostar de escrever ou tentar ganhar a vida criando e compartilhando informações úteis. Ter blog virou puro business, bebê, e objetivo não é a grana, é a fama! Ganhar dinheiro virou secundário {principalmente para quem brinca de ter blog bancado por pais ou cônjuges}, contanto que a imagem que as pessoas – seus fãs! – tenham de você é que a vida é doce, cor-de-rosa e cheia, mas muito cheia de glamour.

Não posso falar por blogs de todos os nichos, uma vez que os temas principais abordados no O! fazem com que a minha convivência seja maior com autores de blogs de moda e beleza, e nem quero generalizar e dizer que todas as pessoas desse segmento são assim. Mas é justamente nesse meio teoricamente belo que encontramos um lado meio pútrido da blogosfera disfarçado com perfume Chanel. Gente passando por cima de gente para ganhar lugar na primeira fila de um desfile, se infiltrando em eventos restritos para dizer que foi convidado, gente vendendo a alma para exibir uma roupa de grife no blog e impressionar meros mortais, blogueira parando o trânsito para fazer uma foto e tentar passar para os pífios transeuntes a imagem distorcida de que ali está uma grande celebridade {e que é uma honra para eles terem a chance de presenciar aquele momento}, gente tendo crises de estrelismo… Nossa! Parece que o legal mesmo é mostrar a etiqueta da roupa que está usando, tirar vantagem em cima de outras pessoas sem se importar com os sentimentos ou o bem-estar delas, colocar foto no Instagram bebendo espumante caro em evento chique e deixar o resto do mundo pensar como a vida deles é triste e insignificante por não serem você. Ser você mesmo e criar um bom conteúdo virou algo irrelevante. Aliás, para quê conteúdo quando a sua existência já é suficiente para contemplar a humanidade?

O exibicionismo desvairado impulsionado pelo falso sentimento de sucesso e riqueza sobrepõe-se ao bom senso e à humildade de que aquilo que se faz é apenas um trabalho como qualquer outro {isso quando a pessoa de fato trabalha}. Usar a inteligência e a gentileza em uma época em que o egocentrismo, o materialismo e o culto desmedido à beleza são iminentes, ter cérebro e dignidade é quase uma afronta aos falsos valores que estão sendo levantados. As virtudes não devem ser excludentes! Alguém pode ser bonito e inteligente, humilde e bem sucedido, rico e gentil, ou a soma de tudo isso. Não deixemos que essa distorção de valores e o egocentrismo contaminem o nosso meio.

Por uma blogosfera menos deslumbrada, por favor!

Imagem: Agência Reuters

Facebook Comments

33 comments Add yours
  1. Uauuuuuu!!! Falou a verdade, Aninha!!!
    Seria muito bom se não houvesse essa distorção de valores que contamina, não apenas a blogosfera, né?!
    Bjos!

  2. Ana do céu, que post maravilhoso! Disse tudo e eu concordo em gênero, número e grau. Eu já cheguei a pensar que esse ” deslumbramento” fosse apenas uma fase na vida daquela blogueira que antes era um nada e hoje é assunto nas revistinhas de moda e beleza. Mas hj em dia eu já nem penso assim, porque se você muda tanto assim por causa de ” um a mais $ ” é porque talvez a essência dessa pessoa sempre teve um “q” desse desvio.
    Triste né?
    Mas ainda bem, que tem gente na blogsfera assim como eu, como você. Ainda bem :)
    Amei teu post. Muito bem escrito!
    Beijocas

    1. Pra ser sincera, Joyce, eu nem acompanho mais esse povo q eu acho deslumbrado. E pior que tem gente q eu até gostava, mas de repente o ego subiu de um jeito q eu não consigo compreender. Uma pena! Torço pra q as pessoas cresçam, mas acho uma pena qdo perdem seus valores e deixam de ser elas mesmas.
      Bjossss

  3. Post perfeitooooo Lú!!!! É uma pena essa inversão de valores né?! As pessoas querem mostrar a todo custo que tem isso que tem aquilo, que usa tal marca e tal e esquecem que tudo isso é tão passageiro, esquecem que tudo isso é uma ilusão, e esquecem o principal: esquecem que você ter ou querer “fama” (muitas vezes a todo custo), ser “rica” e tal não fazem de nenhuma pessoa melhor que a outra!
    Menos deslumbramento por favor!!!! Pé no chão por favor!

    Vou até compartilhar esse post no meu blog, claro dando todos os créditos, posso né?!
    É que Sempre que vejo um post assim interessante gosto de compartilhar com minhas leitoras também ;)

    Adoreiii Lú!!!

    1. Você tocou num ponto importante, Bru: por que as pessoas acham que dinheiro faz com que elas sejam melhores do que os outros? Coisas que eu acho que vou morrer sem entender.
      Sim, pode compartilhar sim, só peço que em vez de copiá-lo na íntegra coloque o link para o post completo aqui no O! ;)
      Bjosssss

  4. Lu você foi perfeita! Às vezes me pego pensando sobre esses tópicos que você abordou e mesmo estando a pouco tempo nesse mundo consigo perceber a superficialidades de muitas blogueiras…
    Muitas começaram de baixo e hoje parecem que são intocáveis de tão “elevadas” que se apresentam; mostram nos seus blogs estilo de vida, consumo e produtos que ficam muito aquém do seu público criando assim uma frustração do “não ter” nas suas seguidoras, entre outros pontos que podem ser observados. Já algumas blogueiras que possuem um “apoio” financeiro, seja da família seja dos maridos, desde o começo vivem num mundo ideal, não real, ao meu ver… pelo menos é isso que querem passar. Post perfeito!

      1. Arrãm, claro que não é pecado ter, eu se pudesse escolher teria muita coisa! Mas, o que eu quis dizer é que sinto falta, às vezes, em algumas blogueiras de olhar mais para a realidade dos seus seguidores… e sua própria realidade, como você falou muitas tentam passar a imagem de “estrelas” (temos até uma novela no ar que mostra uma blogueira como uma celebridade superfamosa – achei exagerado) sendo que assim afastam seus mais fiéis “fãs” que estão com elas pelo que elas eram e não pelo que são hoje.

  5. O que me deixa pensativa é que mesmo com todas essas intenções ridículas que algumas pessoas têm ao criar um blog como trampolim do seu próprio ego, é que tem público pra isso. Como as pessoas são pouco exigentes com o que consomem, não é Ana Lu?

  6. Oi Lú, me identifiquei muito com esse post eu particularmente acompanho esse mundo bloguístico desde a criação do meu blog a 4 anos atrás, as coisas realmente mudaram muito eu senti lendo o seu post tudo aquilo que levo preso dentro de mim há anos vendo como as pessoas mudaram e como hoje em dia o glamour conta muito mais do que uma resenha bem feita… infelizmente as pessoas se deixam influenciar pelo que veem, na maioria das vezes a realidade é bem diferente… Parabéns pelo post!

    Bjos!

  7. Eu acho incrível Lu como você consegue passar pro ‘papel’ coisas que eu penso sempre que vejo um dos casos em questão, que ultimamente estão se tornando tão corriqueiros.
    Pessoas seduzidas por esse estilo de vida e por isso se veem no direito de achar que são melhores que os outros por conseguir certa fama com seu blog, deixando de lado a essência que os levou a fazer o que faz e apenas querer empurrar sua ‘riqueza’ pras desavisadas/inocentes leitoras, como se ser celebridade só tivesse os altos da vida.
    O que é pior na minha opinião, porque quanto maior a altura, pior a queda, não é verdade?!
    Parabéns pelo teu modo de pensar e pela tua integridade, coisas tão raras hoje em dia nesse seu mundo.

    1. E vamos combinar que fama, seja de blogueira ou de alguém realmente famoso, não dá o direito de ninguém se achar melhor do que ninguém, né? Não tenho nada a ver como esse povo vive, cada um na sua, mas esse deslumbramento e essa atitude me incomodam, não vou mentir.
      Bjosss

  8. Exatamente o que penso… A quantidade de blogs com português pífio, resenhas que não dizem nada ou ainda cópias de materiais de outros é tão grande que dá até desgosto. Isso sem falar no mundo do “segue que eu te sigo” para só aumentar o número de visitas. Nada disso faz muito sentido pra mim, mas há quem goste (e muito).

  9. Não acompanho blogs, exceto o O!…. visito alguns apenas…. Me diz uma coisa: é assim mesmo? esses exemplos são reais? acontece assim desse jeitinho ou vc tá exagerando?? Caramba, que decadente nué??
    Beijos…. por isso só tenho olhos pro oxente! #aquiconfio

  10. O problema Lu é que ter blog virou sinônimo de ter sucesso. O pessoal tem que parar de tratar blogueiro como celebirdade. Sim, há algumas pessoas que se tornaram, mas na maiorira das vezes o blog é apenas um veículo e o blogueiro é formador de opinião.
    Espero que isto mude.
    bjs

    1. Pois é, Re, alguns se tornaram famosos, e que bom isso! Mas não é regra, na verdade é a exceção. Vamos contar nos dedos quantos blogs a gente conhece, e quantos blogueiros são realmente famosos.
      É como os jornalistas. Nem todo mundo apresenta o Jornal Nacional, nem todo mundo é celebridade com William Bonner, mas eles fazem bem seus trabalhos e são bem sucedidos. Fato!
      Concordo com vc, o blog é apenas um veículo, e blogar é apenas um trabalho. Não tirando o mérito do que a gente faz, mas temos que fazer com os pés no chão e deixar que a fama, se vier, seja apenas uma consequência do trabalho.
      Bjossss

  11. toh aqui boba com tanta realidade num texto só!! realmente existem muitos blogs que vivem num mundo colorido em que não tem roupa pra lavar, casa pra limpar, brigas pra resolver ou contas pra pagar…
    é triste, mas graças a Deus tbm tem gente realista pra salvar esse “mundo”!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.