Diário da gravidez: será que é menino ou menina?

Talvez uma das coisas que mais causem ansiedade durante a gravidez seja a descoberta do sexo do bebê. Diferentemente da apreensão para saber se tudo está bem e se ele está se desenvolvendo direitinho, que pelo menos em mim causa aquela ansiedade com uma ponta de aflição, a ansiedade para descobrir se é menino ou menina é mais pela curiosidade e vontade de começar logo a montar o enxoval.

Durante esse período que a gente ainda não sabe se está esperando um príncipe ou princesa, as famílias vestem as camisas da torcida. Na família do Oxente Baby está assim: no lado da mamãe, com três meninos enchendo a casa de vovó de testosterona, a família se veste de rosa na expectativa de receber a primeira menina; no lado do papai, que só tem meninas, a expectativa é para que um menino venha reinar absoluto. Brincadeiras à parte, no final das contas a felicidade vai ser a mesma independente do sexo, afinal de contas ter um bebê na família depois de tanto tempo já é motivo suficiente para encher qualquer casa de alegria.

O lado dos amigos fica na expectativa para comprar uma lembrancinha. Ninguém arrisca o palpite no presente rosa ou azul, palpite só na opinião verbal! O mais seguro, para quem quer demonstrar o carinho de forma material, é escolher o neutro. Até agora os tios de coração do Baby Oxente só arriscaram o branco e o amarelinho {cada coisa mais fofa do que a outra!}.

Ah, e ainda existem os amigos profetas. Aqueles que olham para a barriga da futura-mamãe, afirmam que tem um sexto sentido super apurado e juram de pé junto que é um menino. Até poderia levar isso em consideração, se não fosse por outro amigo chegar contando a mesma conversa e jurar cruzando os dedos e dando beijo de que é uma menina.

A ansiedade para descobrir se é Beatrice ou Luca quem está à caminho é gigante, mas no fundo a expectativa de verdade – tanto minha como a do marido – é que o bebê venha cheio de saúde e que seja uma criança muito muito muito feliz. 

Facebook Comments
10 comments Add yours
  1. Beatrice – a menina vai passar a vida inteira sendo chamada de Beatriz e explicando que não é Beatriz, e tendo que soletrar.
    Luca – O mesmo, só que com “Lucas”.
    Nomes lindos, mas seus filhos vão ter trabalho.

  2. Realmente, é uma ansiedade gostosa, é você ficar na dúvida entre o “bom” e o “tão bom quanto”! :)

    Não sou mãe, mas sempre fico nessa expectativa com os bebês das amigas/parentes.

  3. Oi Ana Lu!
    Como meu pai tem fazenda de gado, a minha mãe brincou com meus primos o seguinte: um serve para fazenda de corte e outro para fazenda leiteira. É que minha prima e meu primo só tiveram meninos e os outros primo e prima só tiveram meninas! Hahaha!!! Já aconteceu da minha irmã acertar o sexo do bebê e até (veja só) o dia do nascimento! Que venha a Béa ou o Luca! Beijos!

    1. Hahaha, adorei a história.
      Lá em casa são 3 meninos, 1 da minha irmã e 2 do meu irmão. Qdo minha irmã perguntou ao meu sobrinho mais velho o que ele achava q o meu baby seria, ele disse q no fundo td mundo sabe q é menino, pq minha mãe (a avó dele) nasceu pra ter netos homens, rsrsrs.

  4. Ana
    Estou curtindo muito seu diário!! Engraçado como as Mães sentem as mesmas coisas. Parece que foi ontem, mas há 10 anos atrás era eu que estava com esse sentimento gostoso, querendo saber se viria Eduardo ou Júlia, e a minha princesa chegou. O que posso te adiantar é que depois que nascem esse amor só aumenta!!!
    Meu palpite é Beatrice, mas acho que hoje mudei para Luca.. rsrsrsrs
    Quero muito ver este Baby chegar!

  5. quando estava gravida da primeira vez, só descobri no dia do parto – minha filha era a unica de amarelinho, branco, verde. Na gravidez dos gemeos, em todo ultrassom – e olhe que foram muitos – o medico anunciava que era um casal. Ai pude usar rosa e azul!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.