Diário da gravidez: comentários inconvenientes

Gente chata e inconveniente tem em todo canto. É aquele amigo que vem passar o final de semana e acaba ficando o mês inteiro; aquela tia que olha para você e coloca um milhão de defeitos; ou aquela pessoa que faz planos e sempre escala alguém pra ser motorista/babá/prestador de serviço. Chatice – vamos admitir na boa – todo mundo tem, mas tem aquele chato que tem seus banzos e fica na sua {eu!} e aquele chato inconveniente mesmo, que tem que dar pitaco em tudo e quer sempre ser a voz da razão. Quem não conhece alguém assim?

Ainda não consegui discernir se a gravidez nos deixa mais sensíveis e aptas a observar os chatos inconvenientes ao redor ou se são eles que se aproveitam da nossa condição mais vulnerável para se aproximar, porque – PQP! – tem gente que faz questão de abrir a boca pra falar alguma besteira para as grávidas. Não sei que raios de direito elas acham que recebem ao interagir verbalmente com uma gestante, mas o lado bom dessa história é que podemos rebater o comentário com uma à altura e colocar a culpa… bem, nos hormônios!

Com base em relatos de grávidas nos fóruns e grupos dos quais participo, montei uma lista com os comentários mais inconvenientes ouvidos durante a gestação. Se tiver faltado algum importante para acrescentar, joga aí na roda!

“Como você está gorda!” Oi? Grávida ganha peso, sabia? A gravidez não é uma justificativa para assaltar uma delicatessen e roubar todos os brownies, tortinhas e pães recheados, mas é impossível não engordar nenhum grama. O que a gente fala: “É, acabei ganhando alguns quilinhos porque preciso alimentar bem o bebê”. O que a gente tem vontade de falar: “Você também está grávida? Também está mais fortinha”. Eu odeio a palavra “fortinha” com todas as minhas forças, por isso que na hora de ofender é a primeira que vem à minha cabeça.

“Eu só engordei 3 quilos na minha gravidez”. Parabéns para você. Quer subir num pedestal para receber aplausos e flores? Essa história de ficar comparando dá nos nervos! Tudo bem compartilhar sua experiência, mas ficar repetindo o disco no intuito de deixar a futura-mamãe com a consciência pesada é um saco. Cada mulher tem experiências diferentes durante a gravidez, e tipo físico e genética diferentes. O que a gente fala: “Que bom para você”. O que a gente tem vontade de falar: “Continuou magrinha e continuou feia“.

“Nossa, como a sua barriga está grande/pequena para esse estágio da gestação!”. Qual é a sua, colega? Está querendo deixar a grávida “noiada”. Se os próprios médicos dizem que cada gravidez é única, porque esse povo inconveniente fica querendo colocar na nossa cabeça que tem algo errado na nossa gestação? O que a gente fala: “A médica disse que eu e o bebê estamos ótimos”. O que a gente tem vontade de falar: “Comparada ao seu bucho de cerveja minha barriga realmente está imperceptível”.

“A minha médica é a melhor do mundo!” Que bom, case com ela. O importante para as grávidas é que elas se identifiquem com a obstetra, sintam confiança e que a médica passe a segurança e tranquilidade que as gestantes precisam. Quem quiser trocar pode pedir recomendação, mas a maria-pitaco não precisa ficar fazendo o papel de relações públicas de ninguém. O que a gente fala: “A minha aceita o meu plano e eu gosto muito dela”. O que a gente tem vontade de falar: “A sua médica deve estar pedindo a Deus que você não engravide novamente para ela nunca mais ter que olhar para a sua cara”.

“Se eu fosse você…”. Já começou errado. Você é você e eu sou eu. Vá tomar conta da sua vida. {Acho que eu nunca falei isso diretamente para uma pessoa, mas já tive vontade. E vocês?} O que a gente fala: “Obrigada por compartilhar sua opinião comigo”. O que a gente tem vontade de falar: “Graças a Deus você não sou eu, senão eu já teria pulado de uma ponte”.

“Isso é frescura sua!”. Gravidez não é doença, mas o corpo muda. Fato! Algumas mulheres se cansam facilmente, outras tem uma energia que só Deus sabe de onde vem. Algumas sentem dores, as pernas incham, a coluna reclama; outras passam a gravidez toda como se estivessem em cima de uma passarela só com uma leve protuberância na barriga, só sentem alterações na hora de parir. Dizer que uma reclamação de uma grávida é frescura é chato e insensível. O que a gente fala: A gente engole calada e fica com vontade de chorar. O que a gente tem vontade de falar: Nada. A gente sente uma vontade gigante de apertar os peitos dessa pessoa na época em que ela estiver na TPM.

“Ande direito! Por que você está andando assim?”. Ah, porque achamos elegante andar feito uma pata choca, sabe? Não é porque a barriga pesa, as costas doem, nada disso… O que a gente fala: “Porque tenho dores”. O que a gente tem vontade de falar: “Porque estou tentando imitar a sua avó, sua infeliz!”

“Você está mesmo grávida? Nem parece.” Em meio àquela felicidade sem fim que você está sentindo por estar carregando outra vida dentro de você, eis que aparece um imbecil para fazer um comentário desses. A sorte é que a felicidade é tão grande que a gente consegue relevar o comentário numa boa. O que a gente fala: “Sim, é porque está no começo ainda”. O que a gente tem vontade de falar: “Não, idiota, eu engoli uma jaca e pensava que estava grávida. Quando fui ao banheiro a suposta gravidez sumiu”.

“Já estava mais que na hora. Na sua idade eu já tinha três filhos.” Que mania chata é essa que as pessoas tem de achar que podem ditar o rumo de nossas vidas, hein? Devem pensar que a vida delas é super exemplar para quererem que a nossa seja igual. E afinal de contas quem são elas para dizerem qual é a hora certa para a gente tomar nossas decisões? O que a gente fala: “Está vindo na hora certa”. O que a gente tem vontade de falar: “Nessa época eu estava virada na farra e pegando geral, inclusive seu marido”.

“Na minha gravidez eu não quis saber o sexo do meu bebê, você também deveria esperar a surpresa.”  O que a gente fala: “Queremos montar o enxoval de acordo com o sexo da criança”. O que a gente tem vontade de falar: “Em 1912 os adventos da medicina não eram como hoje.”

“Você é louca de ter um filho no mundo cão em que a gente vive!” O que a gente fala: “Ser mãe é uma realização para mim”. O que a gente tem vontade de falar: “Por que você não se mata? Menos um inconveniente no mundo”.

74 comentários Adicione o seu
  1. Bom dia, Ana Lu!
    “tudo isso é frescura sua!” hahaha!!!
    Olha, eu dei muita risada com seu desabafo! Realmente, tem horas que a paciência acaba. E nem tem carga extra! Hahaha!!! Pena que não há aplicativo para “emudecer” a pessoa inconveniente. Hahaha!!!
    Beijos!

  2. Analu,
    Rindo horrores com vc. Eu não estou grávida, não tenho a desculpa dos hormônios, mas confesso que penso numas respostas malcriadas assim. Espero que vc não escute muito coisas desse tipo.
    Um cheiro grande pre vc e pra Luca.

  3. “Isso é frescura sua!”; “Ande direito! Por que você está andando assim?”; foram as que eu mais escutei, a pior era “Mas e o Danilo? coitado acabou o sossego dele; acabou de terminar a faculdade tadinho. mas me conta vc engravidou de proposito pra prender ele né?” isso me deixava loka e eu já era desbocada já mandava pra pqp e catar coquinho na ladeira sem dó, meu filho não foi planejado ele aconteceu ambos abrimos mãos de sonhos pra viver o sonho mais lindo nossa familia e valeu muito a pena.
    e Ana Lu você precisa falar sobre todas as pessoas do universo querer passar a mão na barriga, sério isso me deixava mais loka do que os comentários, o povo acha que barriga de grávida é mesa de DJ e vem esfregar a mão, ficar cutucando pro bebê mexer
    bjus to adorando os posts sobre a gravidez

  4. Morri de rir! Passei por essas e muitas outras qdo estava grávida. Realmente os sem noção vão dominar o mundoo kkk
    P.S. Sua barriga tá linda!!! Parabéns!

  5. Hahahahahahahaha!!! Gente, tô morrendo aqui.
    Lu, eu tenho visto o sofrimento das minhas amigas grávidas por conta deste tipo de comentário. Nossa, as pessoas são super sem noção.
    Quando eu não sei o que falar, procuro ficar bem caladinha.
    bjokas

  6. Menina, eu não sou mãe, mas já sei que isso deve ser um saco (muitas parentes grávidas ou com filhos na família).

    Quando teu baby nascer, aí você vai ver a chatice.. tem sempre uma outra mãe (ou tia, amiga) pra dar pitaco na maneira que você cria o filho, como se o delas fosse o melhor e o seu errado. Vejo isso por aí e acho uma bobeira, pois cada um tem seu jeito de lidar com o filho.

    1. Bru, do jeito q eu sou seca pra essas coisas, qdo derem pitaco dou logo um fora, kkkkkkkkkk.
      Vejo muitos relatos das meninas nos grupos falando isso, q a sogra, a mãe, a cunhada, a vizinha ficam querendo educar o filho sem levar em conta a autonomia da mãe. Um saco mesmo!
      Bjosssss

  7. Algumas das coisas que você tem vontade de falar eu já falei rs Como por ex, “Não, idiota, eu engoli uma jaca e pensava que estava grávida. Quando fui ao banheiro a suposta gravidez sumiu” – mas falei de melancia! rs

    Tem gente que adora colocar as gravidinhas pra baixo, mas eu como boa respondona, não me deixo abalar!
    Adorei o post! Beijos nossos

  8. Você já respondeu!É isso msm,as pessoas são intrometidas sempre,independente de gravidez.Se emagrecemos ou engordamos(“nossa,cê tá gorda” ou “nossa,tá doente?”),se usamos muita ou nenhuma maquiagem,roupa sexy ou comportada (“nossa q periguete” ou “nossa,tá parecendo uma véia).Só q na gestação a gente fica sensível msm,são 40 semanas de TPM.=)

    E prepare-se,porque qto mais no final da gestação mais histórias cabeludas vc vai escutar(meu parto demorou 23 horas e o bb nasceu atravessado e minha episiotomia foi de 47 pontos” !!!!!!!)jesus..

    E depois q nasce não pense q vão te esquecer(aliás,vão sim!rs O único que parece ser importante é o recém nascido…hehehe),sempre terá comentários do tipo “nossa,como vc está magra,tá fazendo dieta amamentando??” ou “nossa,tem outro bb aí dentro????barriguda”

    Então amore,relaxa,que a gente nunca agrada msm e sua jornada só está começando.Vc vai viver a experiência mais deliciosa e maluca de todas e finalmente descobrir o significado da palavra amor.Aproveite!!

    1. Cris, tem razão, não é só com grávida q o povo faz comentário ou pergunta inconveniente não. Sempre que eu ia a Natal minha vó dizia q eu estava muito gorda ou muito magra, eu às vezes passava uns 6 meses sem ir, mas nas duas vezes estava com o mesmo corpo/peso e ela não se decidia, kkkkkkkk. Familiares próximos e amigos queridos eu relevo, mas esse povo linguarudo q eu mal conheço não aceito não, kkkkkkkk.
      Bjão

  9. Sensacional, Analu!!!!! Já guardei p/ daqui a uns aninhos poder revisa-lo e soltar o verbo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Só qto a passar a mão na barriga é q acho um gesto de carinho das pessoas, creio q não verei problemas. ;)

    Bjooooo.

  10. kkkkkkkkkkkkk
    Analu du céu, morri de rir aqui, sobretudo com o…
    “Já estava mais que na hora. Na sua idade eu já tinha três filhos.”
    Meu cunhado comparava a minha idade e os meus feitos com minha irmã. O problema é que minha irmã se casou com 18 e teve o primeiro filho com 19. Eu estou “atrasada” em dez anos, segundo o conceito do meu cunhado. Um dia, no meu aniversário, eu dei a bilola e sumi, não quis comemorar pq sabia que ia ouvir de novo as gracinhas. O pessoal de casa fez festa surpresa pra mim no fim de semana, mas a minha mãe ameaçou todo mundo e foi o primeiro ano de liberdade que eu não ouvi gracinhas e a maldita música de Santo Antonio.

    Tenho a certeza de que vou ouvir um monte quando ficar grávida, mas da mesma forma que no ano do casamento, vou rebater tudinho!!!

    Adorei o post. Beijocas.

    1. Gi, isso é um saco mesmo, ainda bem q a gente não sucumbe a esse tipo de pressão. Desde que comecei a namorar com Rodrigo me cobram filhos, e olha que a gente só veio casar com 5 anos de namoro. Esse ano fizemos 10 anos juntos e agora q está vindo o primeiro filho. Quem quiser achar ruim por não ter vindo antes, que ache, mas quem decide a hora somos nós.
      Espero que seu cunhado e todo mundo q enche o saco aprenda a tomar conta da própria vida e te deixe em paz. A maioria das pessoas não fala na maldade, mas enche!
      Bjão

    1. Lu, a gente namora, cobram noivado; noiva, cobram casamento; casa, cobram filho; vc tem, cobram o segundo; aí qdo vc tem o segundo perguntam “vc é louca de botar dois filhos no mundo?”. Sem contar com os pitacos na hora de criar os filhos.
      O q as pessoas gostam mesmo é de se meter na vida das outras, afffffff, rsrsrs
      Bjosss

  11. Aff fiz um outro comentário e ele sumi, e como não sei se ele vai ser publicado vou falar de novo, fique a vontade pra publicar só um kkkkk!

    O que eu mais ouço é: “vai casar quando? se demorar muito fica difícil pra engravidar heim!” como se casamento fosse sinônimo de filhos. E quando eu respondo que não queremos filhos… vixe ai o povo pira!
    Dá vontade SIM de responder: de que adianta casar e engravidar nova e virar esse bagulho igual vc fia!!
    E nem falo de bagulho de feia ou gorda não, e sim bagulho de pessoa amarga, que não curtiu a vida, que não se planejou e vive na pindaíba!!

    Adorei seu post e ri muito!!

    1. Kaká, é como comentei naquele post “mulheres que não querem ter filhos”, cada um sabe o que o faz feliz. Casamento e filhos não são receita de felicidade, tem gente q é mais feliz sozinha, outras pessoas precisam de uma família gigante pra se sentir realizadas. O que o povo precisa é parar de se meter na vida alheia e querer ditar a fórmula da felicidade.

  12. Isso de “já está mais que na hora” me dá muito ódio. Eu ouço essa pergunta de filho desde que tenho 25 anos e apenas NAMORAVA. Resultado, estou com 29, casei e 2 dias depois me perguntaram “e agora quando vai vir o filho?” 2 DIAS DEPOIS. E eu nem posso ter agora porque estou morando SOZINHA ha milhares de kms do meu marido. Dá vontade de falar: se eu tiver vc cuida pra mim? Porra.

  13. Desculpa te perguntar isso, mas já que está no assunto… Vc tem preguiça de gente passando a mão na sua barriga o tempo todo? Gente estranha que nao cumprimenta normal, já vem com a maozona na barriga… eu tenho aflição só de pensar! Vi uma camiseta esses dias muito legal que tava escrito: ” pode por a mao, mas se o bebe nao chutar, eu chuto” kkkk

  14. Nunca tinha parado para pensar em quantos inconvenientes as grávidas são obrigadas a escutar. Lendo esses relatos, lembrei de um caso que presenciei: o chefe, voltando de alguns meses de licença, rever sua funcionária, grávida de 8-9 meses, quase parindo. Comentário dele para ela: “menina, como você tá acabada, essas olheiras! precisa de uma maquiagem. E esse nariz, tá parecendo uma batata”. E a coitada quase chorando.
    Mas uma das piores coisas que já vi (infelizmente, várias vezes), é começar piadinhas sexistas sobre a criança. Geralmente, quem já tem filho homem faz essas “gracinhas” com as colegas grávidas de meninas ou quando ainda não sabem o sexo. Detesto coisas do tipo “meu meninão vai pegar sua menininha”.

    1. Quanta delicadeza o chefe dessa funcionária. Pior q ela deve ter ficado tão chocada q nem pensou numa malcriação pra rebater, fora o fato de ser chefe dela e ela ter que prestar aquele “respeito hierárquico”.
      Olha, eu tb ODEIO essas gracinhas! Vários casais amigos são pais de meninas, e eu nunca sequer tirei brincadeira dizendo que eram as “namoradinhas” de Luca.

  15. hahhaha, Lú é desse jeitinho mesmooo! Tem tanta gente sem noção que dá raiva! Ahh e sem falar nas que ficam fazendo medo a gente, tipo: você vai sentir isso e aquilo na hora do parto ou depois do parto e tantas outras que nem me lembro, rs!

    beijooo

  16. Analu, demais seu post!! Ri muito.. É isso mesmo, como disseram várias pessoas. Pessoas sem noção tem aos montes e o tempo todo.
    Sou mãe de Julia que tem 10 anos. Imagina a pressão!!! o tempo todo é: ” E o segundo filho? porque demorou tanto?”, “Ainda vai ter coragem de ter outro?”, “Se demorar muito não dá mais tempo”, e por aí vai..Affff. Um beijão grande pra você amiga!!

  17. Você ainda não viu nada…..espere até ter o bebê. Você vai ouvir tantas dicas infalíveis, jeito certo de fazer isso ou aquilo……O que eu fiz foi me armar de muita paciência, mas, acima de tudo, ler sobre o tema e seguir minha intuição.

    Desejo uma boa hora para você e que a vida do seu filho seja repleta de saúde e felicidade.

    Ah, adoro o seu blog.

    Um abraço,

    Márcia

  18. Menina, tenho uma filha de 7 meses e escutei muitos “conselhos” e comentários nada agradáveis. Mas é como vc diz, a felicidade é tão grande que a gente respira fundo e finge que num é com a gente. Mas, quando a gente pensa que acabou, o bebe nasce e todo mundo se mete na educação do seu filho. A criança num dá um piu que alguém encostra pra dar pitaco do tipo “isso é fome”, “ela deve tá com sono” ou “ela estranha tudo, né?”. Alooouuu, eu já conheço minha filha e sei do que ela precisa. Toda criança chora é a forma que ela tem pra se comunicar.
    Você vai ver só. Tá achando ruim agora, depois que nascer… vai ter ódio.
    boa sorte!!

  19. Oi! Tô com quase o mesmo tempo de gravidez que tu! No post vc fala que participa de uns foruns/grupos de discussão, quais são? Fiquei curiosa… :)
    Adorei esse post (e todos os outros sobre a gravidez)!

  20. Kkkkk… Rachei de rir!!!
    É verdade… Estou no 8º mês e percebi que o que as grávidas mais encontram são as donas Maricotas querendo dar palpites, divulgando o quão ruim foram suas experiências com a gravidez!!! Ô dó dessa gente :(

  21. Pesquisando sobre gravidez achei esse post e é a mais pura verdade. Estou gravida e não sei se os comentários maldosos aumentaram ou eu que estou sensível, mas os desocupados adoram opinar na minha vida, fora as crendices e supertiçoes sem fundamento q somos obrigadas a escutar. Eu pratico atividade física e todo mundo fala mal ate pessoas esclarecidas ficam criticando que eu vou fazer mal ao bb..

  22. Ri demais com seus comentarios!!! kkkk

    Seki que passarei por isso pq tenho parents bem chatos e incovenientes. pior que as pessoas mais incovenientes sao aquelas que vc nao dá tal liberdade…haja paciencia viu…

  23. Escutei isso tudo Lu e um pouco mais porque minha gravidez era de risco, mas como eu sou o cão chupando manga dava as respostas mais absurdas possíveis, pior é depois que a Gi nasceu, como eu sou morena e ela é branca leite as pessoas perguntavam: Que linda cadê a mãe do bebê? Agora imagina né? Eu falava tá em casa com os outros 10 filhos dela.

  24. Ainda hj uma tia ligou pra minha mãe me humilhando pq eu quis saber o sexo com 20 semanas…..”Ah ela ta é rejeitando a filha pq é menina.” Quando minha mãe tentou explicar q eu seria fazer chá de revelação ela disse q eu estava omitindo o sexo do bebê e bateu o telefone na cara de minha mae. Mandei uma resposta desaforada no grupo da família….sinto muito as vezes precisamos nos poupar de pessoas assim….

  25. A gente escuta muita merda na gravidez hahaha. Eu ando distribuindo patatas porque não sou obrigada né.
    Mas acho que o que mais me irrita é a galera querendo meter a mão na minha barriga. Já falei que é uma barriga nao a lampada do genio.

  26. Sou casada há 2 anos e estou grávida do meu primeiro filho, um colega de trabalho quando ficou sabendo da minha gravidez falou: Nossa!!! Vc está grávida, parabéns!!! Quem é o pai????!!! Detalhe, meu marido trabalha comigo e esse colega o conhece!!! rsrsrsrsrs… falei: Uai, quem vc acha que é?! Falei pro meu marido que na próxima vez que me perguntarem isso vou responder: Uai!!! Não é vc não?! Puxa vida e agora? achei que fosse vc!!!! é mole?! E esses dias uma prima quando soube que vou comprar uma banheira inflável para o meu bb para levar em viagens me disse: Pra q isso?! Frescura!!!! Eu expliquei com toda paciência pq além de minha prima é minha amiga, mas a vontade era de falar: Porque eu quero, dá licença! kkkkkk…. Que chato… Mas confesso que já fui uma sem noção, só que foi inocentemente e tomei um fora por isso! kkkkkk…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.