Nos tempos da escola | Blog Oxente Menina

Nos tempos da escola

escola-natal

Fui invadida por uma nostalgia depois do carnaval… Aquela história de que o ano só começa de verdade após a folia momesca pode ser clichê, mas é a mais pura verdade. Depois que Pri Oliveira deu uma sugestão de fazermos uma blogagem coletiva da #blogosferamaisunida sobre os tempos da escola, comecei a lembrar de como era esse período pós-festa na época em que eu estava no colégio.

Durante o carnaval tomei algumas notas mentalmente sobre coisas que devo fazer esse semestre: visitar escolinhas para escolher onde Luca vai estudar, novas ideias de trabalho {esse tópico se eu esmiuçasse em pontos acabaria tomando o post todo}, voltar ou não a trabalhar fora {se sim, como conciliar o tempo para que Luca não fique o dia todo na escola}, algumas coisas que parecem bem simples assim quando estão escritas em algumas poucas palavras, mas que na real nos fazem quebrar a cabeça de um jeito que chega a dar enxaqueca.

E aí comparando com as preocupações que eu tinha nos tempos de colégio chega até a ser engraçado! Nos tempos de escola, depois do carnaval eu costumava pensar que a moleza tinha acabado, que a partir dali era pra valer. Naquela fase da vida a preocupação era dar conta das matérias chatas que eu era obrigada a estudar {hoje me pergunto como atravessei aqueles anos estudando física e química} e tirar boas notas, deixar o caderno organizado {pensando bem, caderno ou fichário? Mais um daqueles dilemas importantes}, confessar ou não pra sua amiga que você também paquerava o mesmo menino bonitinho da outra sala, convencer seus pais a deixá-la ir para um show com a irmã mais velha da sua amiga, conseguir terminar o dever de casa pra poder ir ao shopping em dia de semana. Oh, quantos problemas!

É inevitável olhar para trás e não pensar a máxima do “se eu soubesse naquela época o que eu sei hoje”. Minimizar os problemas daquela época e quebrar a cabeça com esse pensamento não faz o tempo voltar, nem nos faz mais sábios para o futuro. Porque vivemos cada fase no tempo certo, no tempo certo para cada um de nós. Embora os problemas do passado pareçam pequenos para o que enfrentamos no nosso dia a dia, era o que nos fazia sofrer, experimentar, aprender, nos preparar para o futuro. Esse mesmo que estamos vivendo no hoje.

Para o que passou não há volta. Se eu pudesse voltar para os tempos de escola eu diria para a eu-adolescente para sofrer menos com uma nota baixa e fazer mais planos e começar a colocar moedinhas no cofrinho para conhecer o mundo; diria para não reclamar do corpo só porque ele não era como o de Ana Paula Arósio e de Luana Piovani nas capas da Capricho; não me sentiria intimidada com os meninos, diria que os garotos adolescentes são quase todos uns bobos. Já foi. O que resta agora é continuar aprendendo, é viver a atual fase da vida sempre centrada no hoje, e buscar seguir o caminho que não nos leve a arrependimentos ou questionamentos sobre como teria sido. Andar pra frente sempre.

 

Leia também sobre os tempos da escola de…

1) Priscilla Oliveira, do Blog da Priscilla
2) Dani Oliva, do Beleza F5

Comente também pelo Facebook!

4 Comentários

  1. Lih
    22 de fevereiro de 2015

    É sempre bom a gente recordar desses momentos especiais ne? adorei as fotos!!
    Ótimo domingo, bjss!
    Depois passa la no blog, tem post novo dos esmaltes mais usados pelas modelos no NYFW Fall 2015 e que vão ser tendência: http://www.usomakeup.blogspot.com

    Reply

  2. Priscilla (@OblogdaPri)
    22 de fevereiro de 2015

    Às vezes me pego pensando em certas situações da época do colégio que eu faria diferente…principalmente algumas respostas que eu engolia calada. rs

    bjs

    Reply

Deixe um comentário!

Close