Harlan Corben e os livros da série Myron Bolitar

Eu ando completamente viciada nos livros de Harlan Coben. Viciada a ponto de querer parar tudo o que estou fazendo para me jogar nas páginas de ficção investigativa do autor, que consegue prender o leitor de tal maneira que faz com que as promessas de ler só mais uma página se tornem palavras jogadas ao vento.

O primeiro que li do autor norte-americano foi em 2013 e desde então não parei mais. Esse livro foi Refúgio, da série Mickey Bolitar – o livro um de três. Mickey é sobrinho de Myron Bolitar, o personagem principal da obra de Harlan Coben e cuja série já conta com onze livros (sendo Volta Para Casa, o livro que ilustra as fotos deste post, o mais recente).

Da série Myron Bolitar, o primeiro que li também em 2013 foi Alta Tensão, que era o mais recente na época e o 10º da coleção. Apesar de começar pelo final, e sem me dar conta de que o livro fazia parte de uma série, deu para entender a história. De lá pra cá li vários livros do autor aleatoriamente, mesclando as sériee Myron e Mickey com os livros independentes. Só esse ano, com a ajuda de Célia da LocLivros (a locadora onde alugo a maioria dos livros que leio) foi que consegui botar a leitura em ordem.

O bom dos livros de Coben é que mesmo sem ler em sequência, o leitor não fica perdido. Em todos os títulos da série Myron Bolitar, por exemplo, o autor apresenta os personagens principais: Myron Bolitar, o agente esportivo, ex-jogador de basquete e investigador nas horas vagas; Windsor Horne Lockwood III – ou simplesmente Win – o playboyzinho milionário, dono da Lock Horne Investments and Securities, melhor amigo de Myron e exímio lutador de artes marciais; Esperanza, ex-lutadora de vale-tudo e sócia de Myron na MB Representações; e alguns personagens secundários como Big Cyndi e Zorra, responsáveis pelas passagens mais hilárias dos livros e que, na minha humilde opinião, merecem um destaque maior.

Myron é um ex-jogador de basquete que encerrou sua carreira nas quadras antes mesmo de deslanchar por conta de uma lesão no joelho. Mas não é a capacidade de dar a volta por cima e recomeçar do zero que faz o leitor sem encantar pelo personagem, e sim seu humor ácido e sua sagacidade para resolver problemas: a junção de um pensamento analítico, o uso da força (quase sempre com a ajuda de Win) e o fator sorte. Nas tramas, muito mistério e reviravoltas de deixar o leitor completamente boquiaberto.

Embora seja possível acompanhar os livros da série aleatoriamente, para quem está começando agora, o ideal é seguir a ordem pelo início.

1. Quebra de Confiança (Deal Breaker)
2. Jogada Mortal (Drop Shot)
3. Sem Deixar Rastros (Fade Away)
4. O Preço da Vitória (Back Spin)
5. Um Passo em Falso (One False Move)
6. Detalhe Final (The Final Detail)
7. O Medo Mais Profundo (Darkest Fear)
8. A Promessa (Promise Me)
9. Quando Ela se Foi (Long Lost)
10. Alta Tensão (Live Wire)
11. Volta Para Casa (Home)

Recentemente a Netflix disponibilizou em seu catálogo Safe, estrelada pelo ator Michael C. Hall. Inspirada na obra de Harlan Coben, a série mostra a busca do cirurgião Tom, que perdeu a esposa há um ano, pela filha Jenny, que desaparece após uma festa. Envolvendo o telespectador em mistérios, segredos, traições as reviravoltas tão características de Coben, os desdobramentos de cada episódio são de tirar o fôlego.

Várias passagens da série trazem referências aos livros do autor. Em um diálogo entre Tom e Pete (médico e melhor amigo de Tom, que remete o leitor à amizade de Myron e Win), Pete confidencia ao amigo uma conversa que teve com Jenny sobre telefonar para ele no caso de uma necessidade – uma clara referência a um diálogo semelhante entre Myron e a filha de um casal de amigos no livro A Promessa.

Sem querer dar spoilers dos livros ou da série, o conselho que dou para quem curte livros de mistério e investigação: leia os títulos de Harlan Coben. E depois não esqueça de voltar aqui pra me dizer o que achou, combinado?

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.