Oxente Menina | Ana Lu Fragoso

When you’re a teenager your family questions when you’ll get a boyfriend; when you find when, they ask when you’ll get engaged; ring on the right hand, they start making plans for the wedding before you even start thinking about it; and when you finally get married and settle down, pressure for kids start.

This novel could go on with the coerce for the second child, the school choice,  the sports the kid is gonna play, the language he/she is gonna learn, and so on… It could go on, if for some couples the soap-opera hasn’t ended in that “they lived happily ever after” part. Although family and society make this pressure, not to mention religious and biological precepts of procriation, forming a family beyond husband and wife isn’t everyone’s plans. 

“If my bilogical ring rang, i didn’t hear it”, joke Cássia França, 30 years old, from Recife. Married for 5 years, Cássia afirms the decision of not having kids was taken by her and her husband, who happens to have two daughters from a previous marriage, since they got together, and none of them regret it. Her family, as surprising as it sounds, don’t push the couple to have babies: “My parents want tp see me happy, and that goes beyond the fact of having kids or not. Outsiders are actually the ones who keep asking, because they think it’s weird that a couple don’t have children. Weird, in my opinion, is to having kids and not raising them well, or thinking that  paying a good school, giving food and hiring a nanny is enough”.

The amount of people who share the non-desire of being parents isn’t small. There are even groups of discussion and foruns around the internet to discuss the subject, and they also serve as supporting groups for people who have an alike opinion that is mostly different from the one considered ‘normal’.

One of those people to raise the #childfree flag is Gisele Menezes, 47 years, from Rio de Janeiro but living in Curaçao, in Caribe. Holding the same opinion since she was 15, Gisele assures she and her husband feel completely happy with the choice they made of not adding more members to the family, and she tells this option has nothing to do with liking children or not – and she guarantees she likes them.  “Pressure comes from society, but I learned long ago not to care about what people think, because at the end nobody pays my bills, and no one would pay for my kids expenses if I had them”, says Gisele.

Supporting children finantally, as a matter of fact, has been one of the main reasons for families to decided not to havem them – or at least postpone their arrival. In addition to the money issue, there’s also the fear of violence, as Janaína Gomes* admits: “We see so many atrocities happening in the world, I prefer to do what I can from keeping more people from facing it. If it’s to provide love, I already do that to my pets”, she states.

Understanding that the wish of having children isn’t natural to every woman is a delicate subject. Women who made this choice have to deal everyday with argumentations such as “you’ll change your mind when you hit your 30′s” or “your parents wish is to having grandchildren”. Fortunately, a great part of these women do commit with their own decision, and they choose not to change their ideals and lifestyle to please anyone – and even better – they learn not to argue back and do a big deal over the subject.

The recipe for happiness is clearly not the same to everyone, and it’s up to us, as society, to accept and deal with everyone’s decisions.

 

What do you think of people who have chosen a childfree lifestyle?Are you one of them? Have you been to this kind of pressure? Share your opinion.

 

* Real name has been changed due to character’s request. 

tags:

229 comments for Women that don’t want to have kids

  1. patricia disse em 6th May, 2012

    Eu acho que cada um sabe muito bem onde lhe aperta o calo. Tenho amigas que não querem ter filhos porque acham que não vão dar a atenção devida à criança. Não vejo mal nenhum nisso, é melhor ser sincera consigo mesma do que se criar uma infelicidade pra duas pessoas (a mãe e a criança inocente).
    Filho não é brinquedo. É preciso muito amor, muita disposição pra criar um.
    Eu não sofri pressão em ter o primeiro filho, mas sofri uma leve pressão em ter o segundo já que esperei 5 anos pra isso.

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Quando a pessoa não em condições e tem filhos, chamam-na de irresponsável por colocar crianças no mundo; se a pessoa pondera e decide não tê-los, é cobrada. Coerência, cadê?
      Concordo com vc, melhor ser sincera do que criar infelicidade para si mesma e uma criança.

      Reply

    • Bianca Sales disse em 30th November, 2012

      Concordo plenamento com voce sou casada a 4 anos e sempre tem um que pergunta, E quando vai chegar o bebe?…. Cuidado eih pra não ficar muito venha pra criar filho. Caramba e se o desejo bater quando eu ficar mais venha …ninguem tem nada a ver com isso da minha vida cuido eu … não vou ter filhos pra não ser cuidados ou sofrer, e não é questão de mima-los ou não é que eu faço questão que tenha uma educação digna.

      Reply

  2. joyce disse em 6th May, 2012

    eu acho uma coisa muito normal uma mulher não querer ter filhos,eu não pretendo ter filhos.acho que as pessoas não deviam se meter nisso.isso e uma coisa pessoal

    Reply

    • krammers disse em 6th May, 2012

      Faz um tratamento que você pode ter filhos.
      Simples assim.

      Reply

      • Cássia França disse em 6th May, 2012

        Qual tratamento?Nao entendi essa…

        Reply

      • Tatiana Perpétuo disse em 6th May, 2012

        A Joyce PODE ter filhos, não precisa de tratamento, ela só não QUER ter filhos. Também acho que as pessoas não deviam se meter nisso…

        Reply

      • Léa disse em 6th May, 2012

        Acho que o Krammers é que devia fazer um tratamento….. para parar de dar opiniões não solicitadas à pessoas.

        Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Pelo que entendi não é que a Joyce NÃO POSSA ter filhos, ela simplesmente NÃO QUER. E sim, é uma decisão pessoal, cabe aos demais respeitá-la.

      Reply

  3. Adelia Fernanda disse em 6th May, 2012

    Amo crianças, aaaamo… só na hora do “bilu-bilu” – odeio o fato de que elas fazem cocô ralo e vomitam no seu vestido novo. Odeio mais ainda o fato de que com tantos gastos com fraldas e escolinha, os vestidos novos tornam-se cada vez mais raros. Pode parecer egoísta mas vim ao mundo pra curtir as coisas boas da vida e filho atrapalha, você no mínimo tem que mudar seu gosto e passar a gostar de coisas boas da vida que incluam crianças. Sempre. E não acho que esteja a fim disso. Filho não te deixa menos solitária, ele tbm cresce e ganha o mundo, filho nem sempre é seu reflexo, as vezes ele vem totalmente diferente de você com defeitos que você não suporta mas tem que engolir e tomar remédio pra gastrite depois. E pior: muitas vezes você dá amor, carinho, atenção, as melhores escolas e ele sem explicação vira um marginal. E nem me venham com a conversa de quando chegar aos 30 vou mudar de ideia pq já passei dos 30… meu relógio biológico tomou uma martelada e não vai funcionar. Deal with it, sociedade. Não quero e pronto.

    Reply

    • krammers disse em 6th May, 2012

      Você já nasceu ADULTA NÉ.

      Coitada de tua mãe ter você como filha. E salvo aquele que poderia ser um dia seu filho.

      Esse escapou por pouco.

      Reply

      • Cássia França disse em 6th May, 2012

        Krammers…vamos brincar de respeitar as pessoas…1,2,3 e ja!

        Reply

        • krammers disse em 6th May, 2012

          Ela nunca fez coco ralo?
          Nunca usou fralda?
          Nunca estudou?

          Ela vive para o MATERIAL, só pensa em DINHEIRO, GASTAR.
          E prever que será MARGINAL.

          Digo isso e pronto.

          Reply

          • Jane C. disse em 29th December, 2012

            O dinheiro é dela,ela que gaste como quiser,você não é ninguém pra determinar com o que os outros vão gastar o próprio dinheiro.

      • Tatiana Perpétuo disse em 6th May, 2012

        Pois é, ela nascer foi escolha dos pais dela. Ela fez a escolha dela de não permitir que NINGUÉM nasça. Qual o seu problema com isso?

        Reply

      • Léa disse em 6th May, 2012

        Ué…. só porque a garota fez caquinha e os pais aturaram isso, não quer dizer que ela tenha a obrigação de passar por isso…
        Os pais dela optaram ter um filho e passar por tudo isso… ela escolheu não passar por isso…
        Algum problema com isso, Krammers??? Não devia, pois a escolha é dela, não sua, OK.

        Reply

      • Camila disse em 10th May, 2012

        Ela está corretísssima em optar por não ter filhos. Está priorizando suas necessidades de forma sincera e objetiva. Melhor não ter filhos pelos motivos certos, do que te-los pelos motivos errados. E me desculpe, mas você é uma pessoa com lógica visivelmente perturbada. Se informe, estude e abra sua mente para que possa conviver com pessoas de opiniões diferentes da sua sem que isso se torne incômodo para você.

        Reply

      • paula disse em 4th August, 2012

        Nossa como vc é imbecil! cada um tem o direito de decidir sobre a sua vida e suas opiniões sua babaca!!

        Reply

    • Leila disse em 6th May, 2012

      Respeito muito a decisão de algumas mulheres por não ter filhos. Eu estou grávida do meu primeiro e nunca imaginei que isso fosse me deixar tão feliz. Estou radiante mesmo, mas não acho que deve ser assim com todo mundo. Achei o comentário da Adelia sim um tanto frio e materialista, mas não tenho nada a ver com isso, são as escolhas dela. Se ela pensa dessa forma é realmente muito melhor que ela não tenha filhos. O que acho triste é ver algumas mães sem a menor maturidade nem a menor paciência se responsabilizando pela educação de uma criança. Tem também as que têm filhos esperando que sejam cópias suas, estas podem se frustrar e muito, pois criamos um novo ser, que será livre e que fará suas próprias decisões. Viver feliz e em harmonia com isso, aprendendo com o seu filho, deve ser muito gratificante, e assim espero viver!

      Reply

    • Jane C. disse em 6th May, 2012

      A Adélia foi muito materialista sim.E daí?Ela tem todo o direito, e se dá mais valor a bens materiais do que a ter um filho,está mais do que certa em não procriar.Afinal, o que não falta no mundo é gente que é tão materialista quanto ela e mesmo assim põe filho no mundo pra viver em segundo,terceiro, quinto plano na vida dos pais.

      Reply

      • Diego Rocha disse em 7th May, 2012

        Cheguei aqui por um comentário de uma amiga no Facebook. Não quero ter filhos e me relaciono com uma mulher que não quer ter filhos.
        Em que o materialismo da Adélia (se é que você pode julgar desse ponto) é diferente do materialismo da parideira que quer ter filhos para cuidar dela na velhice, ou que quer ter filhos porque sem eles não poderá ser feliz.
        Não ter filhos é uma opção tão valida quanto ter filhos.
        Eu tenho inúmeras “razões lógicas” para não querer ter filhos. Eles custam caro, eles tiram a liberdade, eles requerem um investimento de tempo para educar, o corpo da mulher dá uma embarangada, mulheres com filhos adoecem mais.
        Claro, tudo isso é verdade, mas o maior motivo que tenho para não ter filhos é o simples fato de eu não querer ter filhos.
        Não é uma decisão que precise ser justificada com “razões lógicas”.
        Não quero ter filhos da mesma forma que não quero morar em casa, ou não quer assistir a novela das 8. É uma escolha, uma decisão.
        O grande problema é que o parideirismo é meio idiotizador. As pessoas muitas vezes não conseguem identificar as “má educações” de seus pimpolhos.
        É lindo, é bença.

        Reply

        • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

          Muito bom ter mais uma opinião masculina sobre o assunto, Diego.

          Reply

        • Tasia Avelino disse em 30th May, 2012

          Muito bom seu comentario. Nao ‘e pq estamos casados que temos a obrigacao de procriar, nao pq sou mulher que tenho obrigacao de procriar…nao a nada que que torne procriar uma obrigacao, a nao ser a vontade e o desejo real de se tornar mae. Eu estou com meu marido ha quase 9anos(vamos fazer 6 anos de casados), passamos constatemente pela cobranca para termos filhos. Porem nao acho que eu esteja pronta para abrir mao da vida que que temos, daliberdade de horarios e planos para me dedicar a maternidade, filho demanda uma serie de deveres. Muitos dirao que os prazeres relacionados a maternidade superam qualquer dever, preocupacao, e adversidade provida pela mudanca da rotina. Mas eu acredito que antes de tomar uma atitude e decidir ser mae, temos que estar realmente convencidas e preparadas para lhe dar com tudo que uma crianca trara a nossa vida, logico que muitas coisas virao, mas ‘e necessario sabermos que os problemas e cobrancas aparecerao e as criticas de quem lhe cobrava um herdeiro, so ira aumentar. Por isso sempre deixei bem claro, independente, de instinto materno, relogio biologico, ou que seja uma etapa “obrigatoria” na vida de uma mulher… eu so serie mae quando e se algum dia eu me sentir totalmente preparada. Pois colocar um filho no mundo ‘e bem mais do que parir!!!

          Reply

        • Lu disse em 16th August, 2012

          Diego, sua opinião é a mesma que a minha: clara, objetiva, e bem definida. Eu e meu marido somos casados há 12 anos e não queremos ter filhos. E as pessoas não entendem que essa decisão é algo, como vc disse, como não querer morar em casa ou como não assistir à novela. E sim, pelo que vejo das minhas amigas, a maternidade tem sido algo idiotizante.

          Reply

          • Cris disse em 6th January, 2013

            Perfeita colocação! Se a família é a base de tudo, o respeito é a base de uma sociedade e, por que não, da família. A gente tem o direito de nào querer filhos. Simples. Basta que um respeite a opinião do outro, não é mesmo? Abraços!

        • Paula disse em 27th December, 2012

          Tava indo muito bem até a parte machista do corpo da mulher “dar embarangada”. Porque, não sei se você sabe, sua namorada e você ficarão velhos também.

          Reply

        • Jane C. disse em 29th December, 2012

          A diferença é que o materialismo da Adélia e de qualquer outra childfree não terá consequências para um ser humano que não pediu pra nascer e foi gerado e parido pra viver de sobras. Simples assim.

          Reply

          • Cris disse em 6th January, 2013

            As pessoas têm filhos pensando em si mesmas: quem vai cuidar DELAS quando ficarem velhas, quem vai realizar o sonho DELAS, quem vai torcer pro time DELAS… A criança mal nasce e já tem mil atribuições nas costas… até agora, nao vi nenhum comentário de quem quer ter filho, pensando no filho e nas consequências que um nascimento hoje em dia envolve…

        • Juliana Pavão disse em 23rd July, 2013

          Acho tão engraçado pessoas que não tem filhos,falando que ” filhos são isso”,”filhos fazem aquilo”,”filhos causam tal coisa”…
          Vocês não tem propriedade para falar sobre o assunto,simplesmente,porque desconhecem o que é ser pai ou mãe.
          Respeito a opinião de não quererem ter filhos,mas,não falem o que não sabem.
          Tudo na vida tem prós e contras,tudo…inclusive a maternidade/paternidade.Mas,posso garantir que a maioria das pessoas que optaram por ter filhos,são muito realizadas e felizes com essa escolha.
          Vocês não podem imaginar como é o amor de uma mãe ou um pai por um filho e tem mais…ser mãe/pai é um dom…nem todos possuem.
          Obs:Tenho um filho e meu corpo não ficou nada “embarangado”…muito pelo contrário,tenho o mesmo corpo de antes da gestação.Amo,amo ser mãe!!!!

          Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Não podemos julgar a decisão das pessoas, e nem cabe a nós decidir o caminho da felicidade dos outros. O que Adélia vê como um empecilho, todas as coisas que ela precisa abdicar, eu vejo como um processo q quem decide ser mãe deve passar. Eu quero passar por isso, mas entendo q ela não queira, e não acho q ela seja egoísta por isso. Acho q ela está sendo extremamente sincera, e talvez a maneira como está expondo sua opinião soe um pouco radical, mas ela está levantando pontos q a incomodam e que provavelmente influenciam sua decisão.

      Reply

    • rafaely disse em 2nd October, 2012

      respeito sua opinião mais uma mulher é que nem uma arvore ela cresce a flore e da frutos . a mulher que não prentende ter filhos pensando dessa forma morre velha e seca como uma arvore que que nunca em vida florou !!!! ser mãe é um dom um bem maior divino esse dom é para poucas deus sabe o que fas !!!

      Reply

    • Aninha disse em 5th June, 2013

      PARABÉNS !

      És a única mulher nestes comentarios que resolveu abria o coração e entregar o jogo…a verdade é exatamente esta…a Adelia expôs a verdadeira face feminina que está por detrás deste comportamento, muito malcriado, mimado e perverso, de não querer ter filhos…dureza de coração…que DEUS tenha misericórdia de você…

      Reply

  4. Anna Cantarelli disse em 6th May, 2012

    Adorei o assunto Ana! Indo nesta mesma “corrente” de dizer não as pressões sociais, eu, não faço questão de festa de casamento, vestido e blá blá blá.. Acho um gasto sem sentido. Casar.. acho que dois adultos podem morar juntos e até ter filhos antes de decidir casar (ex.: Jolie e Brad). Enfim, eu só toparia festa etc se a família do cara querer, mas do meu bolso não sai um centavo! kkkk Pq não casar num cartório e partir num viagem de lua-de-mel por 30 dias?!? Acho melhor inve$timento! Bj

    Reply

    • Neysângela disse em 6th May, 2012

      Tenho uma amiga que acabou de fazer isso: casou no civil e foi passar 1 mês nos EUA. Dinheiro muito bem empregado.

      Reply

      • Anna Cantarelli disse em 6th May, 2012

        Bom.. eu tenho meus pais como exemplo… Eles casaram sem festa nem nada e literalmente juntos e felizes, grandes amigos e companheiros até o fim (quando Painho se foi mês passado). Quantas e quantas pessoas se casam ou tem pelo status/obrigação e no fim se separam? Eu não acho legal agir no impulso da paixão e colecionar casamentos. Muito melhor conviver bem de verdade. Tenho um amigo que casou com 21 anos e teve um filho. separou e casou com 30 anos e teve mais um filho. Agora aos 47 casou mais uma vez e já teve um filho com esta e virá mais um! Muito complicado!!!! Uma pessoa com 3 mulheres com filhos! NOSSA.. tenho pânico disso.. pode me chamar de freca.. mas tenho!

        Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Anninha, eu pensava dessa forma tb. Nunca foi meu sonho casar na igreja, até pq eu já morava com meu marido antes de oficializarmos a união; pra mim casamento está na cabeça, não é um anel na mão esquerda. Eu preferia com a grana de uma festa fazer uma super viagem, mas acabei cedendo à vontade da minha família e casei na igreja. Não me arrependo, foi tudo lindo, e foi um dia realmente especial, mas não contesto a escolha de quem abre mão de uma festa. Acho q Deus abençoa do mesmo jeito, independente de ser na igreja ou não.

      Reply

      • Aline Nobfre disse em 10th May, 2012

        Pois é Ana Lú, em relação a festas de maneira geral (seja casamento, aniversário, batizado…) pra mim o que importa é o fato de se comemorar algo com alguém, sempre quis FESTAS, achei o máximo seu casamento muito feliz, pessoas felizes compartilhando com você seu momento de passagem para uma nova fase, porque apesar de já ser casado com seu marido(kkkk) fica sim faltando um ATO, que seja um almoço num rodizio, um jantar em casa ou uma big festa com tudo que se pode o dinheiro pagar…. bom na questão FESTA sou muito mais que a favor, repito, seja ela que tamanho for!!!!

        Reply

        • Cris disse em 6th January, 2013

          Eu chamei a juíza em casa ( pra nao casar no cartório com varias noivas ) , contratei um brunch e chamei 15 pessoas. Foi a festa mais bem servida que elas já foram, pois o brunch era pra 30 pessoas. Quanto eu gastei? 4500. Quanto será o orçamento de uma festa numa casa com gramado ao ar livre? 35 mil. Viajei pra Grécia, Itália e França e gastei menos da metade.

          Reply

  5. zuleidy disse em 6th May, 2012

    sou casada.tenho 42a não tenho filho por opção e sou muito brm resolvida e feliz sempre digo filho é opção e não obrigação.

    Reply

    • cacilda santos disse em 7th May, 2012

      O problema não é quando se está nova e bonita. Conheço pelo menos 4 pessoas que tiveram a mesma opção.
      O problema e quando estao proximas aos 50 ou mais , o marido deixa e junta o começo da velhice com solidao. E os amigos? olha pros lados e tá todo mundo ocupado com suas vidas que foram produtivas com filhos, netos, genros, noras e você olha pra seu ex ele com uma mulher mais nova e costituindo a familia que le se abdicou em certa fase da vida. E lhe resta juntar o cacos e vem os arrependimentos, por incrivel que pareça isso e bastante comum porque pro homem mudar de opiniao e facil mas a mulher e sem volta.

      Reply

      • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

        Cacilda, acho que isso é muito relativo. Conheço pessoas nessa idade que tb não tem filhos, e estão muito bem. Da mesma forma que o ex está com uma namorada mais nova, a mulher tb pode arranjar outro namorado e continuar sendo feliz sem filhos. Tenho uma grande amiga que não teve filhos e está perto dos 50, é linda de viver, tem sobrinhos que a amam loucamente (e é recíproco) e vive rodeada de familiares e amigos. Acho q isso vai muito da forma que cada um conduz sua vida, e se a gente for pensar q deve ter filhos só pra não se arrepender mais tarde, acaba não vivendo feliz com suas escolhas.

        Reply

        • Cris disse em 6th January, 2013

          Foi o que eu disse: as pessoas sao egoístas e têm filhos pensando APENAS em si mesmas. Ninguém pensa nas consequências de se ter um filho hoje em dia. Acho assim: quem nao quer, é melhor nao ter do que simplesmente ter e abandonar porque nao dá conta. Arrepender por arrepender, é melhor arrepender por NAO TER TIDO do que por ter tido filho. Bem melhor!

          Reply

      • Léa disse em 7th May, 2012

        Cacilda: tu já visitou um asilo???
        Lá, estão internadas pessoas que tiveram filhos também, sabia… e, pasmem: OS PRÓPRIOS FILHOS AS COLOCARAM LÁ.
        Ter filho prá não ficar sozinho no mundo quando estiver velho, além de ser utopia é um egoísmo sem tamanho, pois ninguém tem obrigação de cuidar de ninguém.
        Ter filhos por medo de ficar sozinho na velhice, é, sem dúvida o motivo mais egoísta que existe prá procriar…. e depois dizem que os childfree que são egoístas…. ninguém merece, viu.

        Reply

        • Cássia França disse em 7th May, 2012

          Tem uma senhora proxima daqui que tem 7 filhos,ela tem 83 anos,tem 2 enfermeiras dentro de casa…ela nao pode andar e teve avc e por isso tem demencia.Nenhum filho fica com ela…so aquela visitinha basica de 30 minutos….e sai correndo.A sorte dela e que tem aposentadoria…pq se dependesse dos filho(7),netos(25) e bisnetos….estaria em maus lençois.

          Reply

        • Patricia disse em 29th September, 2012

          Posso constatar o que você diz. já fui em um asilo e foi de me partir o coração. Até hoje não consigo aceitar que existem pessoas q abandonam seus pais em asilos e quase nunca visitam.
          Eu jamais teria coragem de fazer isso com meus pais e minha avó. Ela ficou com a gente até seus últimos dias e uma das maiores alegrias da minha vida foi tê-la por perto sempre.

          Reply

          • Mari disse em 1st January, 2013

            Todo mundo que tem filho espera ter uma filha como você. Mas isso é uma utopia, como já disseram aqui ou, no minimo, uma raríssima excessão. A realidade de quem tem filhos é a solidão na velhice e o tempo todo, depois que eles começam a ir para a escola. Não acho que seja egoísmo querer que os filhos te façam companhia na velhice. O que de tão interessante existe na vida melhor do que partilhar o dia a dia com as pessoas que te deram a vida, trabalham duro para te criar e te ensinaram tudo que você sabe? Egoísmo é abandonar os pais pelos fugazes prazeres mundanos, que a cada dia são mais fugazes e menos prazeres.

      • Luciana de Jesus Romualdo disse em 7th May, 2012

        Bem relativo isso do marido deixar a mulher aos 50 anos para constituir família com uma mais nova…..Um cara(ou mulher) assim tem que ser palerma demais pra não perceber que se a outra parte não quer filhos e ele/ela quer, que arrume outro antes de se amarrar!!!! Isso aconteceu comigo. O cara já tem uma filha e eu não quero filho, quanto mais criar filho de outra.!!! Resultado: acabou. Podem me chamar do que quiser, não gosto de criança, elas fedem e choram demais. E filho não é garantia de velhice tranquila, cercada de netinhos não…..Pode bem ser uma velhice cercada é de velhinho bangelinha

        Reply

        • Patricia disse em 29th September, 2012

          kkkkkkkkkkk Concordo com você. Esse é o tipo de coisa que tem que pensar desde o início do relacionamento.
          Já me envolvi com um cara divorciado que tem 3 filhas (do mesmo casamento) e um neto. Era muito bom ficar com ele. Bom demais. Só que, a medida que o tempo foi passando e eu via as filhas e o neto (q é uma gracinha), percebi que não era isso que eu queria. O relacionamento acabou e hoje to com uma pessoa que não quer ter filhos. A gente combina, a gente conversa e ele sabe que não quero ser mãe. A sinceridade e o “se conhecer” evita muito sofrimento.

          Reply

      • Tatiana Perpétuo disse em 9th May, 2012

        Filho não é garantia de não-solidão. Absolutamente NADA garante que um filho vá ficar com os pais, ou um dos pais, quando este for velho.
        Se a pessoa tá sozinha, é pq ela provocou essa situação.
        Fora que é um egoísmo muito grande ter um filho já com a missão de ser companhia na velhice, justamente no momento que ele tá formando a família dele.
        As pessoas tem que deixar de ser egoístas e terem filhos que fiquem ligados a elas até o fim da vida.

        Reply

      • Paula disse em 27th December, 2012

        Se você está casada com um homem que tem tanta certeza que irá te abandonar quando envelhecer acho melhor repensar este casamento hein.

        Reply

      • Jane C. disse em 29th December, 2012

        É um equívoco pensar assim.
        Termina sozinho quem se fecha para o mundo,para a vida.Filho não é garantia de companhia.Filho casa e vira as costas para a mãe (não todos,claro,mas muitos). Filho abandona idoso em asilo. É egoísmo botar filho no mundo esperando que ele faça alguma coisa por você na velhice.

        Reply

  6. Manuca disse em 6th May, 2012

    Otimo post! Eu pretendo ter filho, mas nao suporto essa pressao!

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Chega batendo, Manu! Quero muito ter filhos, mas essa pressão enche o saco, de verdade.

      Reply

      • Ela disse em 7th May, 2012

        Eu sempre quiz ter filhos, mas ter um filho é uma responsabilidade imensa, sempre adiei, pois, não tenho um estabilidade profissional, e a responsabilidade seria minha e do pai do meu filho e não dos meus pais, sempre esperei o mo ento exato, infelizmente tive que extrair o útero e não vou poder mais ter filhos, mas não mearrependo em momento algum de não ter tido, foi uma escolha, queria poder tersuporte para cria-lo, já que não tive foi a escolha certa e bem pensada.

        Reply

  7. Neysângela disse em 6th May, 2012

    Já tive fases de querer e não querer ter filhos. Atualmente, é algo que desejo para o futuro, sem pressa nem relógio apitando. É natural para mim; não acho que seja natural para todos. Felizmente vivemos numa época em que as pessoas têm coragem de fazer o que realmente as fazem felizes, não o que a sociedade e a família espera delas. Começou pelo casamento. Há até pouco tempo, quem não casava era quase um pária, homens e mulheres; hoje, ser solteiro ou não casado da maneira convencional já é melhor aceito. Nessa evolução, o passo seguinte é escolher ter filhos. Ênfase no escolher: os tempos em que ter filhos era uma etapa obrigatória da vida estão ficando para trás. Mas acho que isso é algo novo, e como tal, encontra resistência de que quem viveu outra época, outro pensamento. Acredito que desse conflito de gerações, algo de positivo vai surgir: uma nova geração de pais mais responsáveis, que ao optar por ter filhos, assumem um compromisso maior de bem criá-los, para uma sociedade que cada vez mais precisa de pessoas melhores.

    Reply

    • Vanessa Batista disse em 6th May, 2012

      Super concordo com vc Neysângela!
      Antes de pensar em ter filhos é preciso pensar na responsabilidade e no compromisso!
      =)

      Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Ney, concordo em partes. Acho sim que existe esse conflito de gerações, mas mais do que a gente imagina, pessoas da nossa geração ainda tem essa mentalidade de que o processo obrigatório é casar na igreja e ter filhos. Seria maravilhoso se realmente optassem por ter filhos apenas aqueles que desejam, e não os que apenas seguem o figurino.

      Reply

  8. ailza almeida disse em 6th May, 2012

    Bom, sou casa ha dez anos eu e meu marido não pretendemos ter filhos, não tenho paciencia de ver como as crianças e jovens estão tratando os pais, querendo impor e exigir certas coisas e os pais vão fazendo o que eles querem,ficam sem limites ai os pais perdem a paciencia e vão bater, bom detalhe não podem levar palmadas a lei diz isso e ai quem irão impor limites a eles, certamente a policia, porque é o que vem acontecendo não respeitam os pais então tem que respeitar a policia.

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Aí depende bastante da criação. Acho que não dá para generalizar e decidir não ter filhos por medo dele se tornar um marginal. Por outro lado, se o casal realmente não deseja ter filhos – por esse e quaisquer que forem os outros fatores – acho que estão mais do que no direito.

      Reply

  9. Cássia França disse em 6th May, 2012

    Amei ter participado da materia!!!E estou adorando saber que tem muitas mulheres que respeitam essa minha decisao de nao ter filhos do mesmo jeito que respeito os que tem..
    Lu…Vc esta de parabens!!!A materia ficou o maximo do que o esperado!!!!
    Beijossssssss!!!!

    Reply

  10. Karol disse em 6th May, 2012

    Adorei o post! Tenho 31 anos e poderia ter um filho caso eu desejasse, mas o fato é que isso não está mesmo nos meus planos. Não tenho nenhum interesse no universo infantil, de fraldas, mamadeiras, choros intermináveis e noites mal dormidas. Quem quiser pode achar que sou insensível, mas meu objetivo na vida é ser uma excelente profissional e um filho me atrapalharia demais. Cada um com suas escolhas e o fato é que não existe mesmo receita pela felicidade. Se tem uns que sofrem por não ter filhos,como é o caso de casais estéreis, existem outros que sofrem demais por tê-los tido. E não me venham com essa história de que ser mãe é padecer no paraíso. Sofrer nunca é bom!

    Reply

    • Cássia França disse em 6th May, 2012

      Karol,eu fiz essa pergunta para minha mae…
      -Mainha…ser mae e padecer no paraiso?

      Ela fez uma breve pausa…olhou desconfiada e disse:

      -Naoooo!!!!!Se eu pudesse voltar ao tempo..nao teria tido filhos…estaria estudando,trabalhando e curtindo a vida!Nao vale a pena…principalmente no mundo de hoje…

      Olhei para minha mae…e fiquei calada…era tudo o que eu queria escutar.

      Reply

      • Karol disse em 6th May, 2012

        Eu só queria que as pessoas fossem honestas como sua mãe foi com você. Minha mãe também já chegou a dizer que faria tudo diferente se pudesse começar novamente.

        Reply

        • Patricia disse em 29th September, 2012

          A minha também. Fiquei chateada a princípio (na época até disse a celebre “não pedi pra nascer”), mas hoje compreendo o que ela quis dizer.

          Reply

      • Tassili Saraiva disse em 6th May, 2012

        Cássia, eu fiz a mesma pergunta, recebi a mesma resposta e acho que me senti do mesmo jeito que você!

        Reply

      • Ela disse em 7th May, 2012

        Meu pai diz a mesma coisa, qdo ele soube que eu não poderia ter filhos ele me disse: Minha filha não se preocupe o mundo não esta bom para criar um filho. E nós tivemos um experiencia muito ruim qdo perdemos meu irmão aos 28 anos de idade.

        Reply

      • karlinha disse em 30th August, 2012

        gente eu tenho até raiva daminha mãe ,ela vive me cobrando filhos disse até que eu iria para o inferno se não os tivesse e que eu não serei feliz nunca!tenhyo medo de tanta praga e ameaça que me fazem e dizem que tenho que ter filhos,amo meu namorado e compartilhamos a mesma opinião ,para ser sincera ,não acredito em anticocepcionais minha maiga engravidou mesmo se cuidando e vive culpando a criança .pela suas frustações.quero fazer laqueadura só vai ser difiíl achar um médico que me compreenda, e não me julgue.

        Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Karol, cada pessoa se realiza de uma maneira diferente. Se o seu plano de felicidade é se dedicar à sua carreira, e um filho atrapalharia isso, não vejo mal nenhum. Acho louvável q vc assuma sua decisão, muito melhor do q ter filhos apenas por questões sociais e ser infeliz.
      Sabe que também nunca concordei com essa de que ‘ser mãe é padecer no paraíso’? Quero MUITO ser mãe, sei que serei feliz assim, mas tenho consciência dos perrengues que precisarei passar.

      Reply

  11. Juliana Santana disse em 6th May, 2012

    Tenho duas filhas, quis muito te-las e sabia q teria q abrir mao de algumas coisas. Perdi algumas Coisas mas ganhei muitas outras. Nao abri mao da minha vida profissional nem como mulher, mas tb nao deixo minhas filhas dormirem com baba. Amo ser mae, mas super respeito quem simplesmente nao quer. Estamos no seculo 21, gente. Cada um sabe de si. Nao acho q seja padecer no paraiso. Mas sofrimento eh importante (e faz crescer) em muitas coisas na vida, nao so na maternidade. ;)

    Reply

    • Cássia França disse em 6th May, 2012

      Parabens Juliana!

      Reply

      • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

        Exatamente, Ju! Acredito que a maternidade faz sim a pessoa crescer, mas esse não é o único caminho para isso. Da mesma forma que vc escolheu esse caminho para ser feliz, o mesmo caminho não faz o menor sentido para outras pessoas.

        Reply

  12. Mirella Marques disse em 6th May, 2012

    Adorei a polêmica! ahahaha Minha história é a seguinte: engravidei antes mesmo de pensar DE VERDADE se queria ou não ter filhos. Acabei tendo depressão pós-parto. Foi muuuuito difícil aceitar que não queria abrir mão de coisas simples da vida como fazer uma refeição com tranquilidade. Mas, aos poucos, percebi que a vida com uma criança é feita de fases. As pessoas só falam que criança faz birra, que isso, que aquilo. Essas coisas acontecem em períodos, não é por 10 anos seguidos! kkkkk
    E como a vida da gente muda! Sei que hoje sou uma pessoa melhor. Mais generosa, menos egoísta. Devo isso a Isabel. Mas isso não é fácil, ainda mais num mundo onde a gente só pensa em si. Cada vez mais. A decisão de ter ou não filhos continua nossa. Mas as que decidirem ter, com certeza, vão se tornar pessoas melhores. Mães! Essa foi minha experiência. Cada uma vai viver a sua. Parabéns pelo post, Aninha. Beijos

    Reply

    • Karol disse em 6th May, 2012

      Será mesmo que só as pessoas que são filhos são as melhores? Eu não concordo.

      Reply

      • Cássia França disse em 6th May, 2012

        Coitada da Madre Tereza de Calcuta,dos padres e Chico Xavier…ahhhh…Jesus Cristo…nao tiveram filhos….:(

        Que horror gente,achar que gravidez,maternidade,filhos,vai tornar uma pessoa melhor…vejo tanta gente que tem filhos que matam,roubam…(Assistam um pouco de tv).Ter filhos nao muda carater de ninguem…Da uma passadinha em um asilo ..a maioria foi abandonado por filhos…e aqueles que nao tiveram filhos(pasmem…nunca vi por la).

        Do mesmo jeito que tem gente que nao tem filhos e que sao pessoas maravilhosas…Vide pessoas evangelicas que nao valem 1 centavo e vivem dentro de uma igreja e uma pessoa que nao segue uma religiao e tem uma alma caridosa…

        Tem muito PRECONCEITO !

        Ser mae,pai nao e para qualquer um…bato palmas para aqueles e aquelas que cuidam de seus filhos com amor e dedicaçao…um exemplo:meus pais.Nossa…que educaçao maravilhosa que eles me deram e hoje quero retribuir sabe…quero cuidar deles,e tb quero cuidar do meu esposo.Nao tenho vontade de ter filhos.Mas para quem tem vontade…tenham sim…com responsabilidade e com muito amor.
        Beijos a todas.

        Reply

    • Léa disse em 6th May, 2012

      E desde quando a pessoa se torna uma pessoa melhor só porque teve filhos???
      E as mamães que jogam seus filhos no lixo, matam, espancam…. se elas se tornaram pessoas melhores, não quero imaginar como eram antes de ter tido filhos…
      Ninguém é melhor que ninguém, tenha ela filhos ou não…. palhaçada isso.

      Reply

      • Karol disse em 6th May, 2012

        Verdade, Léa! Isso sem falar nas que vivem frustradas por achar que o filho é um impedimento para que façam tudo o que desejam.

        Reply

        • Claudia disse em 1st August, 2013

          Bom,eu sou casada há 9 anos, meu marido tem uma filha de 14 anos, q é uma menina maravilhosa, não temos filhos, ele operou, e foi a MELHOR DECISÃO de nossas vidas! Temos uma vida super estável e tranquila, e posso dizer por experiência própria (pois sou professora), de que hj em dia as mulheres querem ter filhos e não querem ser mães!!! Largam de qualquer jeito, para o mundo criar, aí crescem sem limites e extremamente revoltados, pois a mãe tem q trabalhar e os deixam c qualquer um, abandonados à própria sorte… Isso é uma irresponsabilidade sem tamanho, pq os colocaram no mundo? Criança precisa de mãe e pai, e se vc não quer dispor de tempo, dinheiro e de seus prazeres, NÃO TENHAM FILHOS!!!!

          Reply

    • Anna disse em 6th May, 2012

      Acho que ela quiz dizer que se sente uma pessoa melhor.. mais amável.. menos egoísta! Ou seja, os pontos positivos da maternidade a tornaram melhor!
      Agora isso não é regra! tem gente que tem filho e continua egoísta!

      Reply

      • Léa disse em 6th May, 2012

        Assim como existem pessoas sem filhos que são supergenerosas, amam ao próximo, respeitam as pessoas, mesmo as que pensam diferente, que praticam caridade….
        Não dá prá julgar o caráter de ninguém somente por ela ter tido ou não filhos…

        Reply

    • Jane C. disse em 6th May, 2012

      A maternidade, como qualquer outra experiência na vida, pode transformar a pessoa para o bem ou para o mal. Não existe a fórmula mágica “parir=se tornar melhor”. Claro que algumas pessoas se tornam melhores depois de ter filhos, mas muitas,depois da maternidade,evidenciam traços muito piores de sua personalidade. Melhorar depois de ter filho não é regra.

      Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Acho que o que Mirella quis dizer foi que PARA ELA a maternidade a fez uma pessoa melhor, e não que isso seja uma receita mágica para melhorar as pessoas.

      Reply

      • Anna disse em 7th May, 2012

        EXATO! FOI ISSO.. falo por Ela pq a conheço e ela é minha amiga desde sempre.. Bjs!

        Reply

  13. Denis disse em 6th May, 2012

    Cada escolha é uma renuncia !! Ter filhos não é padecer no paraíso !!
    Principalmente nos tempos de hoje.

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Sim, acho que toda decisão tem seu ônus e bônus, com filhos não é diferente.

      Reply

    • Marcela disse em 3rd June, 2013

      Só um adendo:
      Poucas pessoas sabem que o significado de “padecer” é sofrer e a frase é bem mais triste que imaginamos:
      “Ser mãe é sofrer no paraíso”.
      Significa que mesmo depois de morta, no paraíso, a mãe ainda se preocupa com o filho que ainda vive. Ou seja, ser mãe é literamente sofrer, até depois da morte.

      Reply

  14. Alice disse em 6th May, 2012

    Super pertinente o post!
    De acordo que cada um sabe da sua vida, seus desejos e tudo mais.
    Sinto muitas vezes que as pessoas tem filhos para preencher um vazio da sua própria vida, ou tem filho porque é assim que “deve” ser, nasce, cresce, reproduz e morre.
    Eu ainda não sei se quero filhos ou não, a minha vez ainda não chegou e meu relógio biológico ainda não tocou.
    Mas sou a favor de consciência, de perceber o que esta acontecendo e pensar nos porquês, antes de mais nada.
    Adorei o post!!!!
    Parabéns Lu.

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Lily, acho que ter um filho para ‘preencher o vazio’ ainda é melhor do que tê-los só pela regra do ‘nasce, cresce, reproduz e morre’. Penso que os que tem filhos para preencher o vazio tem, no mínimo, a disposição para dar amor e carinho, sem julgar as circustâncias que os levaram a isso.
      Concordo com vc, tb sou a favor da consciência!

      Reply

      • Paula disse em 27th December, 2012

        Parabéns pela matéria. Mas no entanto, discordo. Acho que ter filhos para “preencher um vazio” não é menos egoísta, porque a pessoa espera que o filho lhe traga um sentido na vida e uma felicidade que não é obrigação do filho trazer, e projeta este desejo na pessoa. O filho então sente que deve ser do jeito que a pessoa quer nesta tentativa infinita de preencher este vazio. Este vazio que todos nós temos e que não pode ser preenchido, não se pode esperar de ninguém que faça isso ou que traga um sentido para a vida.

        Reply

        • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 27th December, 2012

          Não acho que esperar se realizar através de um filho seja egoísmo, Paula. Acho que é simplesmente ser positivo quanto ao planejamento de aumentar a família e de ter mais uma pessoa para amar. Também não acho que seja obrigação de um filho trazer felicidade, mas quem planeja espera com alegria. Simples assim.

          Reply

  15. cláudya disse em 6th May, 2012

    bem… minha vida foi tumultuada… enfim, exemplo meu primeiro bj foi aos 19 anos, ter filho, só casando, se tivesse rua (disso, eu tive que ter certeza) então, trabalho , estudo, desencontros com homens que não valiam a pena, … então estou hoje com 43 anos…
    Hoje, as vezes, penso em ser mãe, mas, o relógio passou, ainda não encontrei o companheiro para compartilhar esse desejo e não entraria nessa aventura sozinha….
    mas, a discussão está ótima

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Cláudya, não acho que aos 43 suas chances tenham se esgotado. Se por questões biológicas o tempo se esgotou, existe sempre a chance de adoção. Mas entendo o seu receio de entrar nessa sozinha, e imagino que essa decisão não tenha sido tomada impulsivamente. Contudo, se ser mãe é um desejo seu, espero de verdade que os caminhos a levem a isso, sejam eles quais forem. ;)

      Reply

  16. sávia wlavianne disse em 6th May, 2012

    estou casada há 4 anos,eu e meu marido, queremos curtir mais o casamento,mais muita gente não entende e fica fazendo essa pergunta indiota quando vem um filho,isso não é da conta de nimguém agente saberá a hora certa de termos um filho, afinal nimguém paga nossas contas e nem coloca o nosso sustento na mesa.

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Hahaha, Sávia, estou na mesma situação! Também sou casada há 4 anos (mas já estou com meu marido há 9), e somos cobrados o tempo todo. Antes eu dava respostas atrevidas, agora só sorrio e digo que o bebê vai chegar na hora certa.

      Reply

  17. Vanessa Batista disse em 6th May, 2012

    Acho que isso é algo super pessoal!Então cada um deve respeitar a opinião do outro para que a sua seja respeitada tbm!!!!
    penso sim em ter filhos,mas beem pro futuro!!!!
    =)

    Reply

  18. Paula disse em 6th May, 2012

    Eu sou childfree também! Nunca quis ter filhos e quando era criança, sentia arrepios só de pensar em ser a mãe da brincadeira. Não quis ser mãe nem das minhas bonecas e não quero ser mãe de crianças. Não acho que é egoísmo querer que o MEU dinheiro, o MEU tempo, a MINHA vida sejam coisas só minhas.

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Embora não compartilhe sua opinião de ser childfree, também não vejo essa decisão como egoísmo. Acho simplesmente que cada um tem seus objetivos na vida, e filhos não faz parte da lista de alguns.

      Reply

    • Patricia disse em 29th September, 2012

      Também desde criança sabia que não queria ser mãe. Parte dessa decisão foi que meus pais tiveram muitas dificuldades quando eu era pequena. Mas o estalo veio quando alguns familiares foram morar com a gente durante um período e eu tinha que ajudar a tomar conta dos menores. Era um saco acordar pra dar mamadeira, trocar fralda, ouvir o choro (até hj não suporto choro de criança), arrumar bagunça… Eu tinha uns 10 anos. Se já não gostava de brincar de boneca (nem de “casinha”, imagine depois de ter que lidar com aquelas crianças!

      Reply

    • Paula disse em 27th December, 2012

      Viver para si mesmo sem projetar expectativas nos outros não é egoísmo é sensatez.

      Reply

    • Claudia disse em 1st August, 2013

      Paula, eu também odiava bonecas!!! Só gostava de brincadeiras de meninos (pq tive um irmão, meu pai não aceitava q eu brincasse de bonecas c ele), então acho q essa vivência no mundo masculino acentuou ainda mais essa repulsa em ter q cuidar de crianças. Nunca gostei e nunca quis. Agradeço a DEUS por ter colocado um homem q já teve filho e não tem mais ilusão de mamadeiras… Ele mesmo me diz q eu não tenho perfil p ser mãe, e ele também não quer, é operado e nunca nos arrependemos dessa decisão, embora ninguém da minha família saiba disso, e não é da conta de ninguém, pq ninguém vai pagar nossas contas, não é mesmo????

      Reply

  19. Tatiana Perpétuo disse em 6th May, 2012

    Não ter filhos, na minha opinião, NÃO é por incompetência, como muita gente associa. Acham que não queremos filhos por não termos segurança em sua educação.

    Mas a escolha de não querer filhos não é só baseada nisso, pelo menos a minha mão é. Eu seria uma mãe maravilhosa, tenho condições hoje de ter um filho, mas eu NÃO quero.

    O “não querer” que não é entendido por quem cobra. Como é que pode uma mulher não querer filhos??? A mulher nunca será completa sem eles, é uma árvore seca, blá blá blá.

    Quer dizer, temos um útero e um cérebro, e temos que usar só o útero?

    Aliás, isso é um pensamento muito machista, que tá escondido na mente de quem não pensa e aceita as exigências da sociedade machista pra ter filhos. Não importa se ela será uma boa mãe, importa quantos filhos ela produziu.

    Quem vai contra isso que é doido??? Estranho…

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      A sociedade é muito machista sim, inclusive grande parte das mulheres, que acham que ser coadjuvantes na vida do marido e cuidar de filhos é suficiente. É realmente difícil fazer quem tem a mente fechada entender que algumas mulheres ESCOLHEM não ter filhos.

      Reply

      • Claudia disse em 1st August, 2013

        O engraçado disso tudo é que só a mulher é quem tem que se lascar sempre… Os homens continuam “de boa”, jogando seu futebolzinho nos finais de semana, com os amigos e tal. E a mulher? Em casa, cuidando dos pimpolhos e dos afazeres e… trabalhando fora, para ajudar no sustento, pois hj em dia o homem não tem capacidade de suprir o lar, ou seja, para eles é cômodo a mulher trabalhar, cuidar de casa, de filhos, etc… Pq o homem então não trabalha sozinho e a mulher fica em casa cuidando dos filhos? Acho q a mulher está em desvantagem, pois tem tripla jornada e o homem tem uma idiota q faz tudo e ainda trabalha fora. Muito legal para eles desse jeito, não é mesmo????

        Reply

  20. Rosangela Andrade Aguiar disse em 6th May, 2012

    Adorei a matéria… Quando criança fui abandonada por meu pai, juntamente com mais 4 irmãs, e minha mãe que pra mim é uma guerreira cuidou de todas com mais responsabilidade do que carinho…então eu com apenas 9 anos já tinha o pensamento de não ser mãe para não ter que passar pelo que minha mãe passou e nos fez passar tbm, porém cresci e conheci o AMOR da minha vida, e com ele veio o pensamento de ser mãe…tentei e não consegui, porém vieram as cobranças da família e da sociedade, eu já não sabia se era um desejo meu ser mãe ou para satisfazer o desejo dos outros…porém comecei a olhar pra mim e meu esposo e questionar se ser mãe não atrapalharia nossa felicidade, já que para ele o que importa é estarmos juntos pro resto de nossas vidas. Então decidimos continuar felizes como sempre fomos. Não ser mãe …não significa que vc é desumano e não tem amor pra dar, sejamos todos felizes com nossas escolhas e com o que DEUS nos ofereceu!

    Reply

  21. Bia Cortez disse em 6th May, 2012

    Super interessante seu texto,Ana…acho realmente que é uma questão de escolha.
    Eu,por exemplo…adoro criança,penso em ser mãe futuramente. Mas CASAR,por exemplo…já fico na dúvida! hahaha
    E acho que realmente a sociedade (principalmente a família,claro) fica sempre cobrando do casal pra que eles tenham filhos,depois que se casam. Poxa vida,será que as pessoas não podem ter o direito de escolher o que querem fazer ou não? Respeito é tudo na vida,em qualquer situação!!

    Beijos!! :*

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      É difícil pros nossos parentes, especialmente os mais velhos, entenderem essas coisas. Eles foram criados da forma mais tradicional, e aceitar as mudanças não é das tarefas mais simples.

      Reply

  22. Camila Avila disse em 6th May, 2012

    Ana,
    Acho que a sociedade faz pressão em tudo em nossa vida, de verdade… este apelo a filhos também é forte, porém acho que cabe ao casal decidir este tipo de coisa, pois é MUITO sério!! Eu tenho um filho, sempre quiz (ainda não decidi se quero o segundo…) morava no RJ, uma cidade imensa, onde ele nasceu, estava no emprego dos sonhos, com uma enorme oportunidade de crescimento, mas não tinha tempo para meu pequeno, saia ele estava dormindo, voltava ele estava dormindo… opaaa, assim não dá, mudei tudo, voltei para o interior do RS, para ter como cria-lo melhor, mais próxima… e realmente hoje estando aqui não tem comparação… em nenhum momento me arrependo, foi uma escolha minha… vivemos dias de tamanha correria, que se não for uma escolha, de ter, criar, dar atenção, educar… realmente acho melhor não ter, pois muda a vida mesmo… sinceramente falando, ter o Pedro, foi a MELHOR coisa que me aconteceu na vida, hoje não consigo imaginar a minha vida sem ele… Temos que respeitar sempre a decisão do outro, da mesma forma que queremos que respeitem a nossa…
    Adorei!! Acho este assunto muito sério mesmo!!!

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Cami, lindo o seu depoimento. Taí um ótimo exemplo do q é abrir mão de uma carreira para estar com o filhote, e ainda assim ter sido a escolha correta para vc. Prova de que os caminhos q levam à felicidade são diferentes para cada pessoa.

      Reply

  23. Tassili Saraiva disse em 6th May, 2012

    Não tenho vontade nenhuma de ter filhos e meu namorado já topou a ideia… Claro que não sei se vamos ser “felizes para sempre”, mas não tenho vocação nem desejo de ter um filho…
    É óbvio que minha família, faz pressão para dar um herdeiro, já que sou filha única, mas tenho certeza que em algum momento vão entender a minha decisão. Pode ser até que a vontade mude com o passar dos anos… Mas enfim… Acho que essa é uma escolha de cada um!!!
    E adorei o post Ana!!!

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Tassi, o seu namorado não querer tb já facilita um bocado. Acho que difícil é quando um quer muito e o outro não. E se a sua vontade mudar, não vai ter problema tb, contanto q vc faça o q te deixar mais feliz.

      Reply

    • Patricia disse em 29th September, 2012

      Fica tranquila. Meus pais também não aceitavam que eu não quisesse ter filhos mas depois de um tempo entenderam que a felicidade acontece de maneiras diferentes para cada pessoa.

      Reply

  24. Jefferson disse em 6th May, 2012

    Ótimo texto, parabéns….

    Reply

  25. Vanessa Talarico disse em 6th May, 2012

    Como sabe, fui mãe jovem e agora pretendo se mãe novamente. A idéia me faz plena. E se não fosse pelas condições financeiras eu teria mais uns dois… Mas acho que essa é uma escolha muito pessoal. Respeito e apoio amigas que não querem ter filhos. Acho que é preciso muita coragem para assumir essa postura numa sociedade que faz tantas cobranças. Por isso, merecem toda a admiração. Admiração maior ainda por não colocarem crianças no mundo apenas por colocar. Prova de amor e responsabilidade!
    No fim, cada um sabe onde aperta seu calo e deve ser livre para ter ou não filhos!

    Reply

    • Léa disse em 6th May, 2012

      Vanesa, se todos pensassem como você….
      Obrigada por respeitar opiniões diferentes…. afinal, como você mesma disse, essa é uma decisão pessoal.
      Felicidades… e que você consiga realizar o seu desejo de ter mais filhos… serão educados por uma mulher maravilhosa, pelo que percebi nessa sua postagem.

      Reply

    • Cássia França disse em 7th May, 2012

      Admiro muito vc Vanessa Talarico!
      Ahhhh se todos pensassem assim como vc……
      Beijos!

      Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Sabe aquela coisa de que algumas pessoas nascem pra ser mães? Então, Van, acho q vc é uma delas.

      Reply

  26. Dani Oliveira disse em 7th May, 2012

    Nunca achei que para me sentir realizada como mulher eu teria que ter filhos. Nunca foi uma meta e hoje aos 36, continua não sendo. Acho que sou responsável demais para por alguém neste mundo. Kkkkkk

    Não gosto de amarras, nem de vincular minha vida à alguém. Gosto de estar junto e ao mesmo tempo de poder não estar. Com filho não tem essa opção e isso me dá um pouco de pânico.

    Se daria uma boa mãe? Prefiro dizer que sou uma EXCELENTE tia, e isso me basta.

    Beijos para quem tem e para quem não tem. Viva para o direito de escolha!

    Dani
    @eunaosoumodelo

    Reply

  27. Patrícia Cristina disse em 7th May, 2012

    Eitcha polêmica!
    Considero-me nova (23 aninhos) e ainda estou na faculdade (terminando o mestrado).
    Namoro sério há quase 7 anos, mas não penso em casar ainda.
    Todo mundo pergunta? Sim! Eu ignoro.
    Mas até agora tive pouquíssimos exemplos de casamentos bem sucedidos (que não incluem meus pais), então não acho que viver tanto tempo com uma pessoa, assinar um papel e dividir todas as contas seja uma coisa natural. Ou que seja uma decisão que se deva tomar sem ter certeza absoluta, só porque “todo mundo faz” ou “é o natural”.
    Minha irmã mais velha conheceu um cara, começou a namorar com 2 meses, casou com 1 ano e está há 2 anos casada e com um filho de 5 meses. Para ela, deu super certo! Ela está SUPER feliz!
    Devo dizer que é a coisa mais deliciosa do mundo é uma criança! Eu sou louca por crianças. Isso inclui todos os tipos de atividades. TODOS!
    Sempre que digo que gosto de criança escuto: “Você gosta porque é dos outros, vai ter um pra você ver!” Mas a verdade é que já fui babá de 3 primos meus, do meu novo sobrinho (sempre ajudo ela quando ela precisa, até me mudei para o apartamento acima dela para estar perto) e do meu irmão mais velho, hoje com 12 anos.
    Digo babá, mas para o meu irmão fui uma segunda mãe. Minha mãe sempre trabalhou muito (como enfermeira enquanto fazia o superior de Psicologia e hoje como Psicóloga, além dos congressos e cursos em Recife e fora de Recife) então eu e minha irmã mais velha (ela bem menos do que eu) tínhamos que cuida do pequeno.
    Então acho que posso dizer, com completa certeza, que não imagino a minha vida sem um filho.
    Pelas experiências que já tive é muito gostoso. Vocês imaginem a mistura de sentimentos que é quando vejo no Facebook dos meus primos que troquei fralda, dei de comer e botei para dormir que “estão apaixonados”. Ou quando meu irmão vem passar o final de semana comigo (mora com a minha mãe) e percebo que sua voz está engrossando, que estão aparecendo espinhas e que está namorando (sim, ele namorou um namoro relâmpago aos 12 anos). E ele veio me contar antes, para saber como contar para minha mãe.
    É uma mistura de orgulho, saudade, vontade de chorar, de rir. Com os meus filhos então? Será uma maravilha!
    Dá medo de trazer alguém para esse mundo? Sim! Se eu, como ateia, ainda não tenho certeza de como lidarei com as perguntas dele sobre o mundo, se inventarei mentiras (papai Noel, coelho da Páscoa, Adão e Eva, etc.) que não acredito? Não tenho!
    Mas estou louca para experimentar. E entendo completamente quem não quer. Não é fácil. Quantas vezes já ouvi do meu irmão em surtos de raiva “te odeio”, “você é muito chata”, “queria ter nascido em outra família” ou fiquei decepcionada com sua postura na escola, na internet, seu “vício” em jogos eletrônicos? Não é fácil de lidar, mas eu acho que vale a pena o caminho.
    Adorei o post.
    Sempre venho aqui, mas nunca comento, hoje exagerei, né?
    Beijos,
    Paty.

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Não exagerou não, Paty, seu comentário foi ótimo. E pelo q vc falou no seu post imagino q um dia vc será uma excelente mãe, mas não tenha pressa só pq os outros estão cobrando. Quem tem que saber o tempo certo é vc!

      Reply

  28. Adelia Fernanda disse em 7th May, 2012

    Uau, meu comentário foi mais compreendido do que eu esperava.
    Exatamente como a Tatiana, Léa, Leila e Jane C disseram: Se sou materialista, melhor mesmo que não procrie. Até porque é só o que a gente vê por aí: mães materialistas (muito mais que eu muitas vezes) parindo. Já vi casos horrendo de mães que se divorciavam, recebiam pensão gorda pros filhos terem a melhor vida possivel mas botavam as crianças numa escola do estado bem fuleira, fazia eles comerem carne de quinta e gastava todo o dinheiro da pensão deles com ela. E aí? Quem é a monstra? Eu Adélia, materialista que decidiu não ter filhos ou essa mulher que teve 3 e mantém os filhos nessas condições?
    Eu sou muito amorosa – a Ana Lú sabe disso – mas tbm sou muito prática: não acho nada mágico ficar 9 meses andando feito um pato com os peitos gigantes, parir uma melancia por um buraco que sai uma azeitona, ficar flácida, cheia de estria (vamos ser mais realistas ainda? por conta disso ser trocada por uma sem filhos toda durinha!) – ficar noites em claro toda descabelada com um bebê esfomeado sugando seus peitos, depois arrebentar seu orçamento pra manter essa criança nas melhores condições em troca de uma coisa que um simples cachorrinho pode te dar, acredito eu que dá até de forma mais intensa: amor. Vejo tantas amigas que tem filhos dizerem que se pudessem voltar no tempo não teriam filhos, mesmo amando os filhos mais que tudo no mundo. Até minha mãe diz isso (e vi em outro comentário que minha mãe não é a única, outras mães tbm já disseram isso). Ah, por ultimo e não menos importante: o mundo já está abarrotado de gente, já existem previsões que daqui a num sei quantos anos não teremos mais água, tá tudo poluído, falta emprego, falta vaga em universidade, trânsito tá caótico, gente matando gente…vou botar mais gente no mundo pra quê?

    Reply

    • Cássia França disse em 7th May, 2012

      Lembrei de uma ex colega que dividi apartamento…ela na epoca tinha uma filha de 4 anos (filha de um homem casado,uma aventura,tinha tomado varios remedios abortivos antes de ter essa menina(cytotec)..mas a menina nasceu perfeita.
      Entao…ela trabalhava em uma padaria ,recebia um dinheirinho do pai da menina…e so vestia a menina com roupas de sulanca…mas as dela era tudo de grife.Ia para baladas..mas a escola da menina era daquelas que a mensalidade era R$30,00 e ela ainda atrasava.
      Nao dava amor,nao dava carinho,nao tinha paciencia para ensinar uma tarefa escolar…se a menina trelasse ela espancava…espancava mesmo..que ate os vizinhos ficavam indignados….Tinha uma conduta horrivel…se prostituia,para pagar seus luxos…levava homens diferentes para sua casa depois da balada e a filha via isso tudo.Tem coisas que quero esquecer,mas nao consigo…

      Reply

      • Laydes disse em 30th May, 2012

        Poxa, eu tb vi essas coisas varias vezes durantes minha vida.E me perguntava se eu tb nao seria uma boa mãe, atualmente comecei a me perguntar do contrário, e se eu fosse uma boa mãe??Tenho olhado menininhos de 5-6 anos por aí, fofuxos, e ta dando vontade até de sair abraçando eles. Mas o medo ainda existe!

        Reply

    • Bianca Sales disse em 30th November, 2012

      Adelia Fernanda faço de suas palavras as minhas…. Sou casada a 04 anos e é a sogra,os vizinhos, tia me enchendo o saco ….Caramba primeiramente tenho apenas 23 anos, segundo da minha vida cuido eu não vou trocar minhas saidinhas com meu marido pra trocar fralda e escutar choro de criança… isso é uma esconha minha…. tem hora que eu acho que as pessoas apenas querem que vc passe o mesmo que elas . Porque vamos combinar escutar o filho do vizinho chorando ja irrita imagina um bebe aos berros dentro da sua casa na madrugada.E outra se um dia eu tiver vou levar na casa de quem tanto perguntou pra mim poder trabalhar… Sera que vai cuidar?.

      Reply

    • Claudia disse em 1st August, 2013

      Adélia, concordo em gênero, número e grau!!!!! Eu vejo isso aos montes nas salas de aulas, adolescentes mau amados pelas ditas vagabundas “mães” que falam na cara dos filhos q” não vão deixar de curtir a vida por causa de porra de filho!!!” Já ouvi isso muuuuitas vezes… Imagine os adultos que irão ser esse adolescentes… sinto até pena, uns coitados, mau paridos de vadias q só tiveram filhos, mas não querem ser mães… Iamgine um filho (a) meu convivendo c essa gente… Num mundo sem recursos naturais básicos, sem segurança, sem paz… Aí eu me pergunto : por que e pra quê????

      Reply

  29. Alessandro disse em 7th May, 2012

    ao mesmo tempo que existe essa pressão/cobrança para que casais tenham filhos, existe o fator de outros que querem e não podem ter e a justiça cria empecilhos para com esse desejo. filho tem que ser, antes de tudo, desejado. não dá para entrar numa de vamos ter porque nos casamos. vamos ter porque estão pegando no nosso pé.

    Reply

  30. Kaka Gualberto disse em 7th May, 2012

    Ana me identifiquei muuuuuuuuito com seu post. Eu e meu noivo vamos nos casar ano que vem, mas desde sempre decidimos não ter filhos, pelo menos é a nossa decisão atual. Sempre falamos que essa decisão pode mudar, mas que só depende de nós. Quando comentamos isso com alguém, ouvimos duras críticas e somos chamados de egoístas!! Quando a encheção de saco fica grande eu falo: “-vc vai continuar com esse assunto ou vai querer continuar sendo meu amigo??”. As pessoas querem viver sua vida pra vc, e o pior de tudo é que não basta vc ouvir a opinião contrária de quem acha que filho é importante, eles querem que você mude a sua opinião. Chamo isso de falta de respeito. Dias desses um casal de amigos nossos decidiu adotar um bebê, sofreu duras críticas por isso, ou seja, de todo jeito você está errado!! Santo Deus!!

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 7th May, 2012

      Sabe o que é Kaká? O que as pessoas gostam mesmo é de se meter na vida dos outros. Qdo me falam “está na hora de vc ter filho”, e me pegam num dia não muito bom, dou logo uma resposta atrevida e pergunto quem ela pensa q é pra dizer o q eu devo fazer da minha vida.

      Reply

      • Claudia disse em 1st August, 2013

        Então, agora tenha filhos e peça para essas mesmas pessoinhas cuidarem dos seus filhos meia horinha para vc ir ao mercado, ou ao médico… Vão entortar o nariz e dizerem que “não podem, tem compromissos”… Então não dê palpites na vida alheia, se não vai ajudar, também não atrapalhe…

        Reply

  31. Diise França disse em 8th May, 2012

    Ana, por isso amo seu blog, aqui não tem só futilidades, tem comportamento e mais!

    Quero muito ter filho, mas respeito quem não queira. É uma escolha, não sei porque as pessoas fazem tanta polêmica ao redor disso. Mulher não é obrigada a ter filhos, e para quem não sabe, alguns séculos atrás conquistamos o direito de governar nossa vida. Melhor optar não ter do que colocar uma pessoinha no mundo e não criar direito. Mulher não é centro de reprodução humana, ela pode sim dizer que não quer! O corpo é dela, a cabeça tbm…E só porque ela não quer ter filhos, não quer dizer que será menos mulher ou se sentir incompleta ;) A questão aqui é respeito á escolha dos outros.

    Reply

  32. Fernanda disse em 8th May, 2012

    Acho que cada um sabe de si… tem gente que decide não ter filhos, ou ter filhos independente de casamento ou simplesmente não se casar… é questão de escolha… me casei há dois anos e meio e sofri a pressão de ter filhos, mas decidimos esperar um pouco para curtimos a vidinha de casado, mas chegou uma hora que a vontade de ter um filho bateu muito forte… estou grávida e eu e meu marido estamos curtindo demais esse momento… sabemos que vamos ter que abrir mão de algumas coisas e que nossa vida vai mudar pra sempre, mas o que estamos vivendo compensa tudo… e acho que da mesma forma que só quem é mãe sabe o que sentimos, só quem toma a decisão de não ter filhos sabe os motivos que tem…

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 10th May, 2012

      Fico imaginando o que essas pessoas q acham ‘anormal’ uma mulher não ter filhos acha das mães independentes. Será que a pessoa tem o direito de taxar as outras assim só pq elas optaram por não seguir as convenções à risca? Essas pessoas é q deveriam pensar mais e abrir um pouco a mente.

      Reply

  33. kirafashion disse em 10th May, 2012

    primeiro, parabéns pelo post querida ana lu, well done!

    sobre filhos, acho normal n querer ter…. de fato a vida deve mudar muito com eles… mas vejo o quanto é feliz uma família com crianças… acho que cada um saber o que é melhor para si…

    beijinhos

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 10th May, 2012

      Kira, sou do time que acha que uma família com filhos é a ‘família perfeita’ (embora fique com receio de usar esse termo), mas isso é de mim, uma pessoa q deseja um dia ser mães. No geral é como vc bem coloca, cada um sabe o q é melhor pra si, e se a felicidade para essas pessoas é uma vida childfree, q sejam mesmo felizes dessa forma. Bjoss

      Reply

      • Laydes disse em 30th May, 2012

        Nossa, querida, tudo q eu precisava era dessa discussão produtiva, muitos pontos de vista, muitas respostas, muitas perguntas, teu blog tem me feito pensar..obrigada

        Reply

  34. Marina disse em 11th May, 2012

    adoro seu blog tudo é muito bonito sucesso

    Reply

  35. Gisele Menezes van Sermondt disse em 11th May, 2012

    Ana Lu Fragoso, a materia ficou muito legal, simples e objetiva! Foi um prazer ter participado e voce alem de simpatica e educada, tambem eh bem democratica! Um beijo e muito sucesso pra voce!

    Reply

  36. Rose Patú disse em 23rd May, 2012

    Uauuuuuuuu! Post bombou!
    Respeito quem não queira ter filhos, afinal é uma decisão pessoal. Não dá pra forçar uma pessoa a ter filhos por este ou aquele motivo.
    Eu tenho 1 filho (agora com 7 anos) e sou uma mãe super realizada!
    Acredito que cada um deve levar a sua vida como achar melhor, afinal, cada sabe o que é bom pra si.

    Reply

  37. Lets disse em 24th May, 2012

    Esta é mesmo uma decisão polêmica. Eu tenho 35 anos, já fui casada, atualmente sou divorciada, mas nunca quis ter filhos. Sou apaixonadíssima pela minha sobrinha, mas estou cada vez mais certa da minha decisão de não tê-los. A sociedade ainda tem dificuldades em aceitar este “novo tipo de mulher”, porque é conservadora e muita gente ainda acha que a mulher só se realiza quando é mãe. É o que eu escuto na minha família. Portanto, embora eu esteja muito decidida, enfrento críticas e comentários desnecessários e questionadores daqueles que não vêem realização em outros tantos aspectos de uma vida.

    Reply

  38. Laydes disse em 30th May, 2012

    Faço 33anos em agosto, em todos os relacionamentos que tive sempre deixei a idéia de filhos pra depois, mas vez ou outra a idéia passava e eu fugia dela. Sempre me vi incapaz de ser menos egoísta, mas começo a pensar na idéia, vou abdicar de algumas coisa e ganhar outras, mas só vou saber …depois, se vai valer a pena! Sempre fui fria e lógica, nunca deixei a emoção me pegar de jeito, e com certeza falta algo na minha vida!

    Reply

  39. Nanda Sales disse em 4th June, 2012

    Durante os últimos dez anos eu vivia esperando que a vontade de ter filhos chegasse, aos 26 fui tia e agora aos 29,6 prestes a virar balzaquiana a vontade não bateu, mesmo convivendo com uma sobrinha que é a razão da minha alegria e a vontade de ter filhos não chegou. Me disseram que essa vontade chegaria quando eu me estabilizasse financeiramente ou que encontrasse um amor de verdade. Bom, acho que o amor, eu encontrei, justamente porque ele, assim como eu, é apaixonado pela minha sobrinha e nunca pensou em ter filhos. Vou ver se essa vontade chega, quando a vida financeira estabilizar, mas acredito que será tarde demais pra querer isso.

    Reply

  40. lucilene oliveira disse em 4th June, 2012

    Filhos! “melhor não ter-los”….vc chora demais,se preocupa demais,se stressa demais,tudo é demais,uma preocupação pro resto da vida,tudo é intendo demais!
    e depois de tudo isso e ja sabendo de tudo isso eu ainda assim tive duas vidokinhas,uma minha,outra do pai,e tem horas que me arrependo do fundo do coração e tem horas q sou a mãe mais feliz do mundo,uma profusão (confusão) de sentimentos!
    Passei cinco anos pensando se teria ou não filhos….mas,até ter-los escutei poucas e boas,”minha filha vc é estéril?” ou “vão adotar quando um bebê,pq né,ja se vão CINCO ANOS” (como se cinco anos fosse uma vida inteira) “olha,ce tá velha já,”

    “Filhos,melhor não ter-los” hehehehe

    Reply

  41. Jeciane Tenório disse em 5th June, 2012

    Eu acho que pelo fato da mulher trabalhar fora e não ter muito tempo para a casa, existe aquelas que preferem pensar na vida profissional.

    Reply

  42. Jessica Aguiar disse em 7th June, 2012

    Olá Bom sou noiva caso esse ano, e o meu noivo e eu não queremos filhos, por que colocar uma criança no mundo não é apenas por e deixar para o mundo criar, é uma responsabilidade e tanto, e você pode sim ensinar teu filho quando é criança no caminho certo, mas quando crescer, vão conhecer pessoas novas e diferentes e que possa fazer com que tudo aquilo que você ensinou foi em vão, por conta da má compahia de seus amigos, vocÊ pode pode dar todo o amor, carinho, respeito e o tempo que for preciso para ele(a), mas o mundo hoje em di está tão dificil que hoje em dia isso não conta eles simplesmente mudam de uma hora para outra depois de adolescentes,pois o mundo chamam eles para outras coisas bem diferentes que você ensinou, então por isso não queremos filhos..

    Reply

  43. Matheus disse em 30th August, 2012

    Que bom encontrar pessoas que tem essa decisão também, não precisamos ficar escutando opiniões e comentarios de quem é contra . Cada um faz o que bem entende , eu não levo jeito para ter filho , não sou muito fã de criança(tirando as que tem na família e de alguns amigos) e decidi não ter filho , o mais dificil mesmo é encontrar uma namorada que pensa assim também rsrs.

    Reply

  44. joana disse em 6th September, 2012

    Muitos parabéns só pela coragem de criar o blog e entrar neste debate.

    Reply

  45. Tomás disse em 17th September, 2012

    Eu namoro a mais de 4 anos e minha namorada não quer ter filhos.. Eu tenho 25 anos e ela 30. Óbvio que já cobram, ainda mais dela que já tem 30 anos,mas ela sempre diz que não quer colocar filho no mundo pra passar aperto, ter que se privar de várias coisas e mesmo pra ser educado em escolinha. Eu quero muito ter filhos,mas respeito a opinião dela.

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 17th September, 2012

      Tomás, eu compartilho em parte a opinião da sua namorada, tb acho que colocar filhos no mundo pra passar aperto não é uma atitude muito inteligente. Mas será q ela vai mudar de opinião qdo as coisas melhorarem? Pq se ela bater o pé e não quiser de jeito nenhum, e você continuar querendo, vai chegar um momento em q isso irá pesar para vocês. Espero q no tempo certo vc compartilhem a mesma opinião, seja para ter ou para não ter. Abraços.

      Reply

  46. Patriciah disse em 18th September, 2012

    Sou childfree com muito orgulho, mas pago um alto preço por isso pois é quase impossível achar um homem legal e childfree. Tenho 25 anos, já aproveitei bastante as aventuras amorosas, e hoje sinto que é quase uma obrigação a mulher querer ter filhos para tr boas opções de relacionamento. Fico muito triste por sempre ser esse o motivo que desisto de um relacionamento com um não childfree, mas mudar de idéia não mudo, por que não é algo como scolher a roupa pra sair, é um estilo de vida, uma filosofia de vida. E vou até o fim,mesmo que isso signifique ficar sozinha por falta de opção!

    Reply

  47. Sueli Moraes disse em 22nd October, 2012

    tenho 27 anos, meu marido tem 35, faz 10 anos que casamos, era meu maior sonho ter filhos, queria logo uns 3… ATEEE chegar meu primeiro filho… JESUISCRITIN;;; fraudas muito caro, escola absurdo, roupas,sapatos, tudo… isso é fácil,pior parte mesmo é o mega, super, trabalho que dá… sem contar que depois que tive filho fui descobrir que não era só aquela coisinha fofa da família reunida que mostra na TV, fica dodoe vc quase morre de tanto sofrer de ver um ser tão pequeno sofrendo, é difícil educar… fazemos o melhor, somos dois sargentos aqui em casa.. rs amamos muito, muito.. mais que nossa vida, damos o que precisa, corremos atras do melhor pra ele.. mais sinceramente é PAVOROSO ter filho, nunca mais vc dorme uma noite toda, se cuidar é luxo, ir cinema, motel, restaurante, barzinho??? esquece, a não ser que vc deixe pra alguém cuidar pra vc…ou seja se não tiver grana pra baba, ou a trouxa de uma vo pra cuidar, lamento mais vc tá ferrada….trouxa eu digo porque tanto minha sogra que eu amo muito e minha linda mãe, sempre disseram se vc quer filho vai em frente, mas só fico se vc ficar doente, caso contrario se vira… ENTÃO TO AQUI ME VIRANDO….. afinal é minha responsabilidade né.. ter filho e dar para os outros cuidar é mega fácil…. quero ver vc se ferrar e cuidar sozinha… sono, sono e mega sono…. boa sorte pessoas… rs

    Reply

    • jaqueline disse em 5th November, 2012

      Parabéns Sueli, pela primeira vez na vida ouvi uma mulher que teve filhos dizer a verdade!
      Eu digo isto porque vejo diversas mulheres se matando para criar filho, reclama reclama, mas no fim acabam sempre dizendo…”apesar de tudo foi a meeeelhor coisa que fiz na vida”.
      Eu até acredito que tenha sido mesmo, mas falem a verdade! Eu perguntava se valia a pena pras minhas amigas, elas diziam sempre “vaaaaaale muiiiiito a pena” Mas depois escutava um rol de reclamações, a meu deus nao consigo mais nem fazer a unha, nao tenho roupa, nao tenho calcinha…e vejo inumeras delas quase implorando para gente ficar com os pimpolhos delas, e na hora do almoço ficam desesperadas e sempre mencionam que nunca mais saborearam um prato direito,,,rs…e sempre afirmavam no final, tenha filhos vc vai adorar. Eu pensava, ah tá, pimenta do dos outros é refresco né…rsrs
      Por isto parabens pela realidade, eu acredito que realmente ame seu filho mas isto nao a impediu de dizer o quanto é oneroso cuidar de outro ser humano. Bjus

      Reply

  48. Ju disse em 31st October, 2012

    Eu respeito as pessoas que não querem filhos, inclusive sou uma delas. E nós sabemos que é um inferno quando você diz isso a pessoas que querem ter ou têm filhos. Te julgam como perversa, má, que você vai ‘morrer sozinha’, já ouvi inúmeras vezes que sou sem coração kkkk.
    Tenho pavor, horror à gravidez e não quero de jeito nenhum. Uso 3 métodos contraceptivos e mesmo assim fico grilada rsrs
    Muitas vezes acredito que não quero ter filhos por ser mulher, por ter que arcar com todas as consequências que uma gravidez traz, principalmente para as mulheres. De ter que cuidar, amamentar (eu tenho horror de amamentar, é o maior medo que tenho na vida, chego a ter nojo), ter que deixar de lado sua profissão pelo menos por uns meses, eu não quero assumir essas responsabilidades e me sinto culpada por não querer. Mesmo tendo só 20 anos, me pego sempre pensando nisso, me cobrando de quando vou engravidar. Acho que de tanto a sociedade cobrar, de amigos cobrarem e etc. E o pior é que namoro há três anos, provavelmente vamos casar e ele quer filhos biológicos, morro de medo de isso nos dar conflitos no futuro. Talvez um dia pense em adotar uma criança, mas engravidar, nunca.
    Beijos para vocês e obrigada, vejo que não estou sozinha *-*

    Reply

  49. jaqueline disse em 5th November, 2012

    Gostei muito da opinião masculina neste embate todo.
    Também acredito que não seja necessário justificar o porque nao queremos ter filhos. Não queremos e pronto!
    Se alguma mulher deseja ter filhos para poder fazer-lhe companhia na velhice ja vou adiantando uma triste realidade de acompanho todos os dias no meu serviço.
    Trabalho com venda de serviços para clinicas para idosos e posso afirmar que é um segmento que está crescendo muito, porque os pais nao tem tempo para ficar com seus filhos imagine então cuidar de de pai e mãe acima de 70 anos?
    Filho não é companhia, pois quando ele crescer ganha o mundo (e estão certos, eu tb desejei fazer isto mas infelizmente fui arrimo de familia e só sai de casa aos 35 anos).
    Nao tive infancia, fui arrimo de familia desde os 10 anos e só consegui fazer minha faculdade aos 30 anos, acho que por isto nao decidi ter filhos. Mal tive tempo de me criar e agora aos 41 anos nao estou com paciencia para gerar uma vida e ter que cuidar dele por mais 20 anos.
    Minha vizinha do apto de frente tem 60 anos, é viuva e tem 2 filhos. Vive sozinha e me afirmou que antes nao tivesse tido filhos, pois hoje está sozinha do mesmo jeito e nem aproveitou a vida. Seus filhos? Mal vêem visita-la.
    Eu acredito no seguinte: quem quiser ter filhos que os tenha, mas nao fiquem criticando ou analisando a vida alheia. Deus deu somente uma vida para cada um.

    Reply

  50. Tatiane disse em 15th November, 2012

    Na verdade, tenho medo de ser mãe….perder minha liberdade….deixar de ser filha para ser mãe.
    O problema pra mim não é frauda suja ou o choro do bebe! Esta fase é boa, tenho medo é de perceber que tenho um filho adulto e doente, com desvio de personalidade, drogado ou coisa assim…e me ver de mãos atadas. Não suportaria isso, ou melhor, NÃO QUERO VIVER ISSO.
    E com esta decisão perderei um monte de coisas boas, como um sorriso lindo e ser chamada de “mamãe”, mas tudo na vida tem seus prós e contras e toda escolha tem suas consequências….
    Querer ter filho pra não ficar velha sozinha? Ilusão! Conheço um monteeee de gente que tem mtos filhos e estão ai sozinhos pelo mundo, abandonados…
    Bom, só sei de uma coisa: nesta vida temos que aprender a amar a nós mesmos! E doar para os outros oq temos de melhor, crescer, aprender, melhorar, fazer tudo da melhor forma possível, cumprir nossa missão aqui nesta Terra da melhor maneira possível. Não adianta doar tanto amor a um filho ou a um marido se sequer nos amamos!!!

    Reply

  51. Marcia disse em 17th November, 2012

    Já tenho trinta anos, estou em um relacionamento estável há quase dez e com a pessoa que mais amo nesse mundo e mesmo assim não surgiu em mim a vontade de ter filhos. Já sou formada, tenho vida financeira estável, sou servidora e mesmo assim não tenho vontade. Eu e meu namo já decidimos, seja feita a vontade de Deus, uso métodos contraceptivos, DIU, mas saba-se lá né, vai que falha!!! Então se vier será bem vindo mas não planejo de modo algum!!!

    Reply

  52. Cássia Lima disse em 20th November, 2012

    Respeito quem romantiza a maternidade, mas eu também não quero ter filhos. Já havia tomado minha decisão na adolescência e sempre deixei claro para o meu esposo, desde o namoro, a minha opção. A sociedade é implicante quando você diz que não quer ter filhos, parece até um crime. Não quero e pronto, isso basta!

    Reply

  53. HUDSON disse em 25th November, 2012

    Parabéns pelo Site!
    O mundo passa por uma Crise Moral sem precedentes, a tal ponto que constituir uma Família se tornou tarefa quase impossível para muitos, infelizmente.

    Reply

  54. Jana disse em 5th December, 2012

    Eu tenho só 11 anos, e não quero ter filhos quando crescer por que acho que dá muito trabalho e durante a gravidez é muito sofrido(principalmente por não poder tomar refrigerante e não comer peixe cru)e ainda tem o parto, que diz minha avó com 4 filhas que muito sofrido e dói tudo na mulher.Aí tive a ideia de não casar.Mas todos dizem que vou mudar de ideia.O problema é que não quero mudar de ideia e vou fazer todos os sacrifícios para não mudar.E mesmo sendo muito nova para essas escolhas, e a familía contrariando, de fato não sei o que quero, mas sei o que não quero é ter filhos.Pretendo nunca mudar de ideia com 11 anos até os 50(por que até lá vá vou estar veelha).Mas servindo de consolo meu pai diz que sou tão chata que ele não vai aguentar.Vivendo sozinha eu e meus futoros animais(sendo veterinária)Vou atrás de meus pensamentos.

    Reply

  55. Iara disse em 10th December, 2012

    Realmente é difícil passar para os outros a decisão de não ter filhos, tenho 42 anos estou casada pela 2ª vez (ele tem 33 anos), as vezes me sinto culada por não ter essa vontade que “todas” as mulheres parecem ter, é bom saber que existem outras pessoas que pensam da mesma forma. Esse desejo de ser mão nunca veio, esse papo de relógio biológico tb não funciona, já estou no limite de idade ainda não sinto vontade nenhuma. Não tenho afinidade nenhuma com crianças e me sinto meio mal por isso. Já engravidei uma vez no meu 1º casamento e perdi logo em seguida (com 2 meses) e me senti super aliviada, acho que realmente não nasci para isso, não sei lidar com criança nenhuma, acho elas chatas, rsrsrs
    Meu marido sempre diz q a decisão é minha que se eu quiser ter ou não ele apóia, pois sabe que a maioria dos perrengues sou eu quem vou passar. Ainda fico muito na dúvida se sou normal ou anormal por não querer, a pressão é muito grande da sociedade e a mulher não tem a vida toda para decidir como o homem tem!

    Reply

  56. Mari do Like a make disse em 15th December, 2012

    Lu, no meu caso quem não quer ter filhos é o meu marido, que logo no namoro me disse que não queria e eu aceitei pq na época eu também não queria.

    Bom, no início eu tive uma luta porque ha 11 anos atras quando casei não se falava tanto em “mulheres que não queriam engravidar”, então diziam que eu não tinha família.

    Não aceitava quando me viam apenas como um casal, pra mim, eu + meu marido = Uma família.

    Eu lutava, brigava pra exigir esse respeito enquanto as pessoas diziam “Marilene, família é apenas quando o casal tem um filho, caso contrário eles são apenas um casal”.

    Ok, mas o que acontece quando se tem um único filho e esse morre?
    Acabou a família daquela mãe dedicada, daquele pai amoroso?
    Aquele lar não é mais de uma família e sim de um casal?

    Nunca aceitei isso.

    Hoje eu tenho minha família [eu + marido] e as pessoas começaram a ter outros olhos para a gente, até porque esse assunto, essa estatística hoje é diferente de 11 anos atrás.

    É uma opção da Família ter um 3º componente ou não.

    Eu, meu marido e minha casa Serviremos ao Senhor e somos uma família.

    Reply

  57. jéssyca disse em 17th December, 2012

    Lu, adorei o tema; polemico e bastante necessario. Eu casei a pouco tempo e antes disso era louca pra engravidar, hoje depois de sentir a responsabilidade de uma casa nas costa, vejo que ter filho não é tão simples assim. O grande problema das mulheres é fazer com que o filho(Gravidez) seja pra supri uma necessidade propria, e é ai onde mora o erro. Eu quero ser mãe, mas quero meu filho quando eu estiver me sentindo plena em meu casamento, em minha vida profissional e financeira rs
    bjoss

    Reply

  58. Aline Pontes disse em 29th December, 2012

    Mto interessante esse site, qd namorava meu ex e a minha ex sogra nao aceitavam minha condição e decisão de nao querer filhos, tenho essa opiniao desde os 12 anos e hj tenho 20, sofro ainda com preconceitos por parte da minha cunhada e minhas tias q sempre me dizem: ”um dia vc vai querer um” e ”se ele vier sem vc querer”. Meninas, eu entrei num site e vi, na Argentina mulheres com 18 anos de idade podem fazer laqueadura pelo sistema publico de saude ou privado sem problema nenhuma, já aki no Brasil se for fazer laqueadura precisa ter 25 anos para fazer isso em clinicas privadas, isso se elas fizerem tbm e pelo SUS e acima de 30 anos com 2 filhos ou mais, acho um absurdo isso, nós nao escolhemos nascer e por esse fato tbm temos o direito de escolher o q achamos melhor pra nós e q nos faz bem, independente dq o outro vai achar. Hj tenho uma visao mto diferente, nao quero ter filhos e quem quizer ficar comigo vai ter q aceitar essa decisao minha, se nao quizer xau, bjos e vá ser feliz, pois nao vou fazer a msm idiotice q fiz qd tava namorando, acabar concordando com meu ex namorado e minha ex sogra só pra calarem a boca deles.

    Reply

  59. Mari disse em 1st January, 2013

    Eu nunca quis ter filhos. Mas aos 40 anos, solteira, engravidei. Durante 10 anos foi tudo uma maravilha: não tive um enjoo na gravidez, fiz cesariana e não senti as dores do parto, amamentei durante 1 ano e meio sem problema nenhum, minha filha era perfeita, linda, inteligente, amorosa, vivia grudada em mim, compensava todos os prazeres e a liberdade que eu tive que abrir mão. Eu cheguei a alfabetizá-la em casa mas quando ela finalmente teve que ir para a escola tudo mudou. Sempre os amiguinhos vinham em primeiro lugar, depois os namoradinhos e eu sempre a última da fila. Só que tendo que pagar todas as contas e dilapidando as economias que havia feito para a minha velhice. Engordei demais, fiquei amarga, sem auto-estima e bem mais pobre. Podem me chamar de egoista mas me arrependi da maternidade e pretendo fazer palestras de incentivo para os “childfree”. Filhos só para os muito abnegados e altruístas. Quem não for um verdadeiro “santo” não deve ter filhos.

    Reply

    • Joylg disse em 3rd January, 2013

      Poucas tem coragem de contar o lado sombrio da maternidade e assumir que se arrependeu de ter tido filho, parabens!
      A maioria das mães romantiza a maternidade e só a enaltecem. Eh como pular numa piscina gelada e falar para os amigos pularem tb pois a agua está uma delícia rs.

      Reply

  60. Helani Sá disse em 2nd January, 2013

    Eu nunca tive vontade de ter filhos! Sou casada, tenho 33 anos e, também no meu caso se o meu relógio biológico tocou, não escutei!

    Reply

  61. Lully disse em 3rd January, 2013

    Eu pensava em ter filhos, mas depois de ver como as mães podem sofrer e serem frustradas, mudei completamente de idéia. Não entra na na minha cabeça valer a pena perder noites de sono, ter q me preocupar 24h com alguém, não poder ter mais uma refeição decente com meu marido, ter uma logística absurda pra poder ir ao cinema, não poder ter uma escolha livre e muitas aventuras numa viagem, não poder sequer ter a simples escolha de acordar a hora que eu quiser num fim de semana. Tem coisas legais? Tem, claro… Tudo tem seu ônus e bônus, como foi falado. Mas será q o bônus compensa esse ônus pra quem não está 100% certa decisão? Eu sofro pela pressão, pois sou casada há 5 anos e enchem meu saco, e pra piorar meu marido quer ter pai… Obviamente pq quando a coisa apertar eh pra mim que o bebê vai correr e quando ele fizerem algo errado, erroneamente, a primeira q os outros apontam eh a mãe. Tenho pânico, pavor só de pensar em um bebê nos meus braços 24 horas. Amo crianças, sou uma tia 10. ajudei a cuidar de sobrinhos, brinco, me divirto com crianças. Mas amo o fato de q são apenas visitas! Resumindo, a questão pra mim basicamente eh a perda de liberdade! Posso encontrar esse amor em outros seres, não preciso colocar mais um humano no mundo. Porém, respeito e admiro muito quem tem esse dom, existem mães maravilhosas, que se anulam pelos filhos, que se adequam escolha q fizeram.mas tb abomino àquelas que tem e fazem juras de amor, mas que deixam os filhos para serem criados por outras pessoas, e usam a maternidade para se entitulado como uma super mulher por esse.motivo em exclusivo. Qualquer mulher pode ser uma super mulher, não eh só a maternidade que fita isso. Mas vamos la, achei ótima a matéria, e parabéns as mamães e as childfrees que super conseguem expor suas opiniões respeitando as do próximo. :)

    Reply

  62. karem disse em 3rd January, 2013

    ola sou a karina tenho 2 filhos do 1 casamento estou com 32 anos e me casei de novo ele tem 24 e não tem filhos e le me cobra filho ´so que fiz laqueadura e realmente não posso ter filhos e não tenho condiçoes de fazer fertilizaçao ate os amigos dele cobra o que fazer ?

    Reply

  63. Lia disse em 6th January, 2013

    Oi pessoal,
    Gostei de ler esse artigo e as postagens. Vejo que não estou sozinha nem que seja a única a se sentir “anormal”.
    Sou mulher, solteira, sem filhos e tenho 34 anos. Sinto-me muito pressionada não tanto pela minha família mas mais por alguns amigos, pessoas estranhas e… meus médicos! O que eu acho especialmente desagradável.
    A minha família acredita que eu seja um caso “perdido”. Eles acreditam que eu não gosto de crianças e que não tenha muita paciencia com homens. Mas na verdade eu atuo de forma indiferente às perguntas sobre namorado e filhos porque o que realmente me faz infeliz é a cara de preocupação e pena que a minha família dirigia para mim. Vcs sabem como é, aquela cara que todo mundo faz na frente de uma mulher que sempre quis ter filhos e não pode? “Coitadinha”. Isso me da calafrios e prefiro que pensem que eu seja uma mulher mais fria nos meus sentimentos.
    Em quanto aos meus médicos eu posso ter filhos mas devido a uma condição cardíaca a minha gravidez seria de risco. E é uma decisão a qual devo pensar mais de duas vezes porque teria que estar os 9 meses em repouso, correndo o risco de ter que fazer uma cesariana prematura inclusive uma operação cardíaca, ou seja, é uma situação de risco sim.
    Só que os meus médicos sabem que os riscos aumentam cada ano que passa e me pressionam um pouco (pois nunca tive coragem de dizer “não tenho desejos de ser mãe”) todos eles são pais ou mães e parece que uma mulher que nao tem esse desejo é uma pessoa infantil e egoísta demais e “coitadinha! Está perdendo o melhor da vida….”
    Agora bem, desde sempre fui da opinião que se algum dia eu tivesse um desejo louco de ser mãe eu adotaria. Sempre pensei que é mais justo cuidar de uma criança que já existe e está abandonada do que por um ser que nem exista ainda! Infelizmente sei que se eu tomasse essa decisão em minha familia jamais o veriam como fazendo parte da familia. E isso é uma situacao que eu nao concordo e acho tremendamente desagradável.
    De todas formas, eu nunca tive filhos e não estão nos meus planos imediatos porque primeiro, nunca conheci um COMPANHEIRO com todas as letras maiúsculas. Imagino que ser mãe não é tarefa fácil e menos ainda se vc está sozinha. Sei que podemos ser mãe sem um companheiro ao lado e que muitas vezes o “pai” simplesmente desaparece e nos deixe na mão. Ser pai nem sempre é pra sempre mas ser mãe sim. De todas formas, a ideia de que gestar sozinha a uma criança desde o inicio não me atrai. Eu tenho um pai maravilhoso e não quero algo diferente a um possivel filho.
    Depois, e por circunstancias da vida, como eu não conseguia encontrar aquele rapaz especial, ao invés de ficar me lamentando ou tentando arrumar namorado a qualquer custo, decidi investir em mim: estudei fora, morei fora, viajo muito. E nessa jornada da vida nunca conheci a ninguem que conseguisse me fazer querer mudar de vida.
    Eu não me sinto identificada com o que falam das mulheres solteiras: não sou de balada, sou na verdade bem caseira, não sou de paquerar porque o que eu gostaria seria de ter um companheiro para o que der e vier, não sou super rica e bem sucedida, embora more sozinha e possa pagar as minhas contas com o meu trabalho o qual gosto muito. (Digo tudo isso porque as reportagens sobre mulheres solteiras de mais de trinta anos sempre nos colocam nesses estereótipos).
    Eu gostaria muito de encontrar um companheiro para ser o meu parceiro na jornada dessa vida, e que o fato que nos une seja porque realmente nos sentimos mais felizes na companhia um do outro. E não porque queiramos formar uma família. Se vier um filho que seja por consequencia, por decisão mutua a posteriori, mas não gostaria de começar a sair com um rapaz porque ele acredite que eu serei uma excelente mae para os seus filhos. Eu sei que esse também é um medo de muitos rapazes quando começam a sair com solteiras da nossa idade. Como “se supõe” que todas nós – a essa idade – estamos com o relógio biológico gritando, eles já ficam com o pé atrás porque querem que gostemos deles pelo o que eles são como pessoas não porque poderiam ser excelentes pais para os nossos filhos. O mesmo ocorre comigo.
    Eu não posso dizer que jamais terei filhos porque a Vida da muitas voltas. Eu só posso dizer que, de momento e até hoje eu nunca senti essa vontade louca de ser mãe. Alguma que outra vez a idéia passou pela minha cabeça mas não saberia dizer se foi mais por causa de uma resposta do que “se supõe” que eu deveria querer para mim, do que a sociedade, os amigos (aqueles que tiveram filhos e falam que ja nao entendem a vida sem eles), a familia, os médicos, todo mundo pensam que é o melhor para mim, ou de que seja realmente uma vontade que venha do mais fundo da minha alma e do meu coração.
    Eu tambem sou consciente de que talvez o meu medo de ser mae venha o da minha condição de saúde, o de não me sentir preparada caso a criança nasça com alguma condição física e mental difícil, também o fato de nunca ver as crianças como cordeirinhos inocentes (de criança sofri muito bullying) ou se simplesmente é que eu não sinta vontade de ser mãe e ponto final.
    De todas formas muito legal encontrar esse blog e tambem ficar sabendo que não somos poucos os chamados “childfree”

    Reply

    • Lena disse em 4th April, 2013

      Lia, que comentário sincero e bonito. Adorei ler, parece muito com a minha história.

      Reply

  64. Antonio Sousa disse em 7th January, 2013

    Deus nos deu a vida pra cada um cuidar da sua! Fica um monte de [editado] enchendo o saco com pergunta idiota: quando vai ter filho? Vão todos [editado].[editado].

    Reply

  65. Anônima disse em 7th January, 2013

    Fico triste comigo mesma por não querer engravidar, sou casada há 7 anos e ao contrario de muita mulher não sonho com isso, nunca nem tentei, mas creio ser saudável para poder gerar uma criança.
    Meu marido antes de casarmos já desejava ter filhos, não acho justo não engravidar. A vida a dois pra mim tá ótima e acho que me sentiria bem satisfeita continuando a vida só eu e meu marido, mas em contra partida minha satisfação será a frustração dele.
    Questiono se não tenho problemas emocionais, pq to muito dividida entre engravidar esse ano pois já tenho 32 anos ou esperar mais algum tempo ou desistir de vez.
    Amo demais crianças, sou louca, apaixonada pelos meus sobrinhos, mas algo dentro de mim me faz não querer aumentar a família, quando penso que planejar um possível quarto de neném me empolgaria, vejo q esse sentimento está um pouco superficial.
    Acho que preciso de ajuda psicológica…
    Por favor, opinem.

    Reply

    • Lia disse em 8th January, 2013

      Eu nao acho que seja nenhum problema psicológico. Acontece que quando nao sentimos esse desejo que “deveríamos” ter todas nós mulheres, ficamos nos perguntando o que está errado conosco. Eu acho que mais ou menos era o que acontecia com os homossexuais há algumas décadas atrás. O “normal” era ser hetero, se vc nao era vc tinha que esconder isso da sociedade e ainda acreditar que tinha alguma coisa errada com vc. E até hoje quantos estudos nao existem sobre o porque de alguem virar homossexual….. Eu vejo um paralelo com o que hoje acontece com nós mulheres que nao temos desejos de ter filhos. A homossexualidade ja começa a ser vista como uma opção, mas o fato de uma mulher nao querer ser mãe continua sendo vista como um transtorno. Desculpe se pareça que tenho falado alguma besteira, estou so tentando compartilhar as minhas idéias.
      Vc anônima, se sente mal porque vc convive com um homem que quer sim ser pai. E de certa forma nos mulheres aprendemos a sempre ceder ao homem. Somos educadas a preferir a felicidade do nosso marido mesmo que isso nao signifique a nossa. E vc esta aí se debatendo.
      Das duas uma, amiga, ou vc acaba engravidando e por alguma obra do destino vc acaba virando uma excelente mãe e sendo mais uma das que engrossam as filas das que dizem: ” mas como é que eu podia conceber a minha vida sem o-a meu/ minha filho/a razão do meu existir?” E vc e o seu marido vivem felizes para sempre. Ou vc acaba engravidando porque é isso que o seu marido e todo mundo quer e vc vire uma dessas tantas mães frustradas que vivem pondo a culpa nos filhos de que engordaram por causa da gravidez, que o parto foi o mais horrível da sua vida por culpa do seu filho, etc. Etc.
      Há a terceira opção e é vc desconectar por um tempo, esqueça esse tema, vai viajar um tempo sozinha ficar com vc mesma e os seus pensamentos e ver o que eé que vc realmente Quer para vc e nao para os outros. Vc realmente quer ser mãe mas tem medo da mudança que isso significa? Ou vc nao quer mesmo ser mãe. Esqueça a opinião dos outros,
      Por que vc quer ir a um psicólogo? Parece que vc quer que ele te convença a que toda mulher quer sim ser mãe, que isso é o natural e que vc tem medo de algumas coisas que isso signifique. Entao com esse parecer vc ficaria mais tranqüila porque é o mesmo que o seu marido quer e todos viverão felizes para sempre.
      O único que eu vejo aqui é que vc nao quer perder o seu marido, lógico, e terá de tomar uma atitude. Ser fiel a vc ou ceder ao seu marido (o que nao significa que depois vc ira ou nao se arrepender, isso é um mistério).
      Espero ter ajudado.

      Reply

  66. Lia disse em 8th January, 2013

    Ah! E nao querer ser mãe nao tem nada a ver a nao gostar de crianças. Eu também amo os meus sobrinhos, adoro os filhos dos meus amigos e primos, nao tenho reparos em atuar como babá alguma que outra vez (exceções que tampouco podemos acostumar esses pais que entao verão em vc a baba para todas horas e gratuita ainda! Isso é bem perigoso). Mas nao quero ser mãe. Pelo menos ate agora (e acho que ja escrevi uma bíblia sobre o meu caso mais acima, assim que nao vou me repetir) nunca tive nenhum desejo em ter um filho meu.
    Abraços

    Reply

  67. Rodrigo disse em 9th January, 2013

    Eu tenho 31 anos, fiz vasectomia com 29 anos, sempre tive absoluta convicção da minha decisão, mas após o meu divórcio comecei a ficar muito inseguro, com medo de não conseguir uma nova companheira com os mesmos objetivos, quando comento com alguém me sinto pior ainda, só escuto “vc é louco”, “o que vc fez”, “dê um jeito de mudar isso logo, senão vai ficar sozinho”. A reversão existe eu sei, e até dez anos após é bem viável, mas será que vale a pena mudar de opinião, mesmo não sentindo desejos paternos, por medo de ficar sozinho?
    Realmente gostaria de opiniões.

    Reply

    • Mariane disse em 23rd May, 2013

      Não ter filhos não significa que você ficará sozinho, existe mais coisas no mundo do que a paternidade ou a maternidade. Eu, por exemplo, também não pretendo ter filhos, mas quero continuar cultivando amizades, me realizando profissionalmente, estudando, me dedicar as artes, viajar, etc. Você ainda é muito jovem… E eu acho que não existe companhia maior do que a nossa própria, em segundo lugar vem os outros, mas em primeiro, deve ser sempre você. =)

      Reply

  68. Lia disse em 9th January, 2013

    É que 31 anos é muito jovem e as pessoas sabem que o ser humano muda de idéia com freqüência. Talvez elas pensem que vc possa se arrepender.
    O único que posso lhe dizer, Rodrigo é :” case-se comigo!”

    Reply

    • Rodrigo disse em 10th January, 2013

      Aceito! Já pensou que hilário?
      Eu contando para um conhecido (a):
      _ Vou me casar
      _ Que legal Rodrigo, onde conheceu ela?
      _ Ehhhh… no Oxentemenina.com
      _ Tá, o que você fazia num site de menina?
      _ Eu gosto de menina, ué!
      Rsss, muito bom!
      Lia, realmente a gente muda muito de ideia durante a vida, esse foi um dos motivos que me motivaram a fazer vasectomia, depois de ter um filho, você perde essa liberdade de mudar de ideia em vários setores e momentos da vida.
      Você citou um fato que muitas pessoas não pensam, mas deveriam:
      E se eu tiver um filho debilitado fisicamente ou mentalmente? Darei conta? Filho é coisa muito séria, todo mundo pensa naquela criança fofinha e cheia de saúde, nem sempre é assim. Outras vêm lindinhas sim, mas não continuam, trazendo mil problemas para você depois de adultos.
      Se eu for fazer uma lista com os motivos para não ter, ela vai ficar muuuuuito maior do que a lista com os motivos para ter, as pessoas costumam achar que são motivos egoístas, muito pelo contrário, como já foi dito acima, a gravidez muitas vezes é um motivo muito egoísta, as pessoas precisam ser mais responsáveis, ter filhos tendo certeza que vão poder dar uma boa vida e educação para essa criança, enfim, você já percebeu que escrevendo aqui e pensando novamente no assunto, acabei perdendo aquela insegurança inicial e reavivei aquelas convicções que me levaram a fazer a vasectomia, além de descobrir que existem mulheres na minha idade com a mesma opinião, lógico que vai cair pela metade a minha possibilidade de conseguir uma namorada, mas sempre existe alguém né, nada acontece por acaso, se a vida fez com que eu tivesse esses pensamentos e me fez tomar essa atitude radical para muitos, pode ser o caminho necessário para a minha felicidade e da minha futura companheira.
      Aproveito para agradecer por esse espaço, muito bom o site, de muita qualidade, se você quer uma conversa séria, precisa ser com uma mulher mesmo.
      Sobre o nosso casamento, virtual é fácil, mas se você mora tipo no Macapá, em Palmas, em São Luís, no Canadá, fica longe heim? Obrigado pela opinião!

      Reply

      • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 10th January, 2013

        Quero ser madrinha, digo logo! rs
        Rodrigo, brincadeiras e casamentos à parte, acho massa ter a opinião masculina aqui no blog, principalmente quando os argumentos são embasados em educados como o seu. Bjos

        Reply

  69. Lia disse em 10th January, 2013

    Oi Rodrigo, olha só para que vc nao se sinta sozinho, a maioria dos homens parecem que também querem ter descendência. E eu ao igual que vc e que muitas mulheres da nossa idade também tememos ficar sozinhas porque é muito dificil encontrar quem – repito a nossa idade – esta tão convencido de nao ter filhos. Além do mais, parece que como o trabalho mais dificil recae na mae – por mais direitos iguais que seja o rapaz – é mais fácil que eles sejam os que querem descendência. Os meios de comunicação insistem em mostrar as mulheres trintonas e quarentonas como desesperadas para ser maes e meio abobadas (desculpe a expressão) sempre que vêem um bebe, mas pelo o que eu vejo sao mais os homens os que querem descendência.
    Esse sempre foi um dos meus medos quando começava a me relacionar com alguém, sabia que mais cedo ou mais tarde essa conversa ia aparecer e eu sempre tive muito medo de mim mesma porque as duas únicas vezes em que eu me apaixonei de verdade quase cedi.
    Agora tenho 34 anos, tenho plenas condições de ser mae mas cada ano que passa sei que as possibilidades de ter um filho com síndrome de down aumentam (nao fui eu quem pus essa questão mas é importante) e eu que mal consigo cuidar de mim mesma (a vida é cara, mas sozinha consigo pagar as minhas contas e me permitir alguma que outra viagem… Que é a paixão da minha vida) bom entao se mal posso cuidar de mim, como poderei cuidar de outro ser? Além do mais como filha única, meus pais sao idosos, jamais poderia dar essa responsabilidade a eles. Acho injusto. Enfim tampouco vou ficar falando os milhões de motivos que me fazem querer nao ser mae, mas principalmente eu acho que seremos sempre criticados, decidamos ser maes ou pais ou nao. Se somos maes nos criticarão se trabalhamos fora porque nao damos atenção suficiente para a criança, se decidimos ser mae em tempo integral nos vão a criticar porque alguém nos sustenta, se decidimos nao ser mae, nos chamam de egoísta, entao se sempre estarão a nos criticar, vivamos a vida da maneira mais conveniente para nós. Nao sao os outros quem cuidarão dos nossos filhos, nao sao os outros que o levarão para o hospital, limparão as fraldas ou agüentarão malcriações na sua fase adolescente. Tampouco serão os outros que vão assumir as consequências se decidimos nao ser pais.
    Gostei da sua forte opinião. Eu também faria uma ligadura de trompas, se esta fosse uma operação simples como o é a vasectomia, mas nao o é. Além do mais os meus médicos – alguma vez que eu comentei – se negam rotundamente pois acreditam que como toda mulher COM CERTEZA o meu relógio biológico vai gritar desesperadamente, so falta aparecer um super homem que o desperte! Tragicômico!

    Reply

  70. Lia disse em 10th January, 2013

    Ah quase ia me esquecendo, além do mais como mulher solteira segundo a legislação brasileira estou proibida de fazer ligadura de trompas por nao ter a autorização de marido! Sim, tal como vcs estão lendo. Tragicômico totalmente! Me sinto mergulhada no séc. XIX

    Reply

  71. Carolini Guarnieri disse em 18th January, 2013

    olá..bom eu acho que é bom não ter filhos, sabe tipo,se não der certo…não deu e cada um pro seu canto,não tem essa de quem vai ficar com quem.

    Reply

  72. Vasti Horovistiz Arguello disse em 30th January, 2013

    Tenho quarenta e um anos e um filho maravilhoso de treze. Quando engravidei, foi de uma felicidade incrível que dura até hoje e graças a Deus não me imbecilizei, embora acredite que algumas mulheres se permitam a isso, por confundirem valores femininos com sentimentalismo extremo e pouco uso da racionalidade atribuída a valores masculinos. Separei-me do pai de meu filho e casei-me de novo. Sofri pressão da família de meu atual marido para ter mais um filho. Porém eu e ele não queremos. Agora meu garoto já está crescido e eu almejo desfrutar de uma liberdade que finalmente posso recobrar(embora tenha curtido a fase dele pequeno) e isso inclui desenvolver-me profissionalmente. O poder criador de uma mulher não se restringe a ter filhos, mas abrange toda obra que ela puder e quiser desenvolver, pois tudo aquilo que fazemos e criamos deixa no mundo sua marca e portanto é igualmente nosso filho. Então eu apoio totalmente as mulheres e homens que não desejam ter filhos da mesma forma como apoio aqueles que querem e não acho imbecilizante nem uma nem outra atitude, mas sim a postura que tomamos diante de nossas escolhas.

    Reply

  73. neusa disse em 3rd February, 2013

    Ter filho e a melhooorrrrrrrrrrrrrr coisa do mundooooooooooooo!!!Amo meu filho …ele simplesmente deixou minha vida muito melhor.Respeito quem toma a decisao de nao ter filhos mas nao entendo quando algumas pessoas falam que ter filho e ruim ja que as mesmas nao os tem hahahaha piada!!!

    Reply

    • Marcela disse em 3rd June, 2013

      Neusa, comer coco é uma delícia!!!!!

      Como você diz que é ruim sem experimentar? Tsc, piada!!!

      Reply

  74. Lu disse em 6th February, 2013

    Tenho 22 anos e meu namorado, 24. Estamos juntos ha 7 anos e pretendemos nos casar. Desde muito cedo no nosso relacionamento, jogamos limpo e admitimos que não queremos filhos. Ele fez vasectomia aos 22 e desde então o sexo tornou-se mais divertido, pois ele chegava a se sentir culpado depois, mesmo eu tomando pílula e ele usando camisinha, ele tinha medo de que acontecesse algo. Hoje ele está mais solto, mais tranquilo, e nós estamos mais felizes.
    Infelizmente, vivemos em uma sociedade retrógrada. As pessoas têm que entender uma série de coisas:
    1. Cuidar de um cachorro já é tenso. E olha que é só dar comida e carinho. Filho é pior ainda, pois tem escolinha, precisa de ajuda com dever de casa, vomita na sua roupa nova, chora (aquele som infernal!!) demanda atenção e é pro resto da vida. Inclusive quando ele bate de carro alcoolizado, quando ele não quer nada da vida, quando ele engravida a namorada adolescente… a galera acha que nasceu, vai ser um bebê cuti-cuti forever?! Não! Agora segura que o rojão é teu!
    2.Criar filhos não é para qualquer um. Adoro a minha mãe, mas ela dificultou um bocado meu crescimento pois queria que eu fosse criança para sempre. E quando eu comecei a namorar, botei meu piercing e fiz minha tatuagem, ela não conseguia aceitar que eu cresci. A pessoa tem que ter a mente aberta para poder aceitar que seu filho pode virar qualquer coisa não-”convencional”: punk, gay, torcer para o time que vc mais odeia… a genética é uma roleta-russa. Fora a chance de eles se envolverem com drogas, crimes e sabe-se lá mais o quê.
    3.Estamos em um momento fantástico de mudanças sociais e culturais. Velhos atrasados e novos que pensam como velhos estão com os dias contados: gritar contra o casamento gay não vai impedir que os homossexuais continuem fazendo o que todo mundo faz entre quatro paredes. Leis estão sendo elaboradas. Tratamentos com células-tronco continuam a ser estudados apesar da constante tentativa da religião de atrasar a ciência. O mundo está mudando.
    4. Falando em religião…gente, “crescei e multiplicai-vos” foi escrito quando o mundo nem sonhava em ter 7 bilhões de pessoas. Chega de parideiras! Ou vocês acham que a Terra tem recursos naturais para esse povo todo?
    5. Não acho bonitinho ver a criança se babando toda. Tenho nojo. Não acho bonito ver a criança fazendo manha. Tenho vontade de dar um tabefe na cara. Não SUPORTO ouvir criança chorando. Tenho vontade de matar. Mesmo.
    6. Que eu saiba, cada um paga as próprias contas, então tinha mais é que cuidar da própria vida. Cada babaca que pergunta “porquê vc não quer filhos” tinha que ser obrigado a ter um. Aí talvez no sexto ele ia achar melhor ficar quieto. Ou não. Acho que a mater/paternidade emburrece as pessoas também.
    7 Falando em quem tem filhos e enche os outros para que tenham tb: por que eles fazem isso? Viram como se ferraram e querem que todo mundo se ferre junto? Tá com raiva de ver um casal childfree viajando pela Europa? Sinto muito, como muita gente aí em cima já disse, cada um faz suas escolhas.

    Quem não quer ter filhos, mantenham-se firmes. Quem quer, boa sorte.

    P.S: Ah, e pro pessoal que quer, tem que educar, tá? Largar pra avó/professora/sociedade educar é muuuuuuuito fácil e enche o saco de todo mundo. ;)
    Desculpem o comment longo, mas foi meio que um meeega desabafo.

    Reply

    • Claudia disse em 1st August, 2013

      Lu, apesar de vc ser bem jovem, tem uma cabeça muito aberta, concordo plenamente com vc, sou professora e estou CANSADA de ser babá dos filhos dos outros!!! Crianças mal paridas, indesejadas e mal amadas, é muito complicado… às vezes eu me sinto uma espécie de “babá culta”, pq só cuido de adolescentes e dar aula mesmo é muito pouco… Parabéns pela sua maturidade!!!

      Reply

  75. Rodrigo disse em 8th February, 2013

    Olha eu outra vez, caramba a menina aí em cima (Lu) disse tudo que eu penso e completou mais um pouco, o que me impressionou é que o namorado dela passava pelo mesmo problema que eu antes de fazer vasectomia e são mais jovens que eu, mesmo assim tiveram maturidade para resolver o problema, só que mesmo tendo maturidade, em algum momento da vida o arrependimento vai bater, é genético, no meu caso bateu e já foi embora, melhor assim. Gostaria que todas as mães fossem como a Neusa que comentou antes da Lu, dessa forma não vão empurrar seus filhos para ninguém ao longo da vida, e vão cuidar para que seja um bom cidadão, mas não é piada não Neusa, a receita do que é “bom” é diferente para cada um, e alguns aprendem com os erros dos outros. Se para você foi bom, um acerto, algumas pessoas olham para o seu caso e pensam, para mim seria ruim, um erro, essa diversidade é a beleza do ser-humano.

    Reply

  76. Maria Alves disse em 5th March, 2013

    Acredito que cada um é livre para fazer o que bem entender, desde que isso não prejudique a vida alheia! Na atual circunstância do nosso planeta, altamente povoado com tedência de dobrar até 2020, não ter filhos pode ser uma atitude sensata e aqueles que querem ter filhos não abram mão, mas que tenham poucos filhos no máximo até dois. É tão certo como dois mais dois é quatro, que os recursos naturais disponíveis mal dar para todos que estão vivendo nesse momento, imaginem quando a população aumentar e os recursos naturais que tendem a diminuir. Estamos indo na contra-mão, temos que sacrificar as próximas gerações por causa do nosso consumo inconsciente, aqueles que estão dando continuidade na sua linhagem, lembre-se que seu conforto de hoje não será herdado pelos seus descendentes. Controle de natalidade é sempre discutidos nas conferencias mundiais de meio ambiente, porém o controle de natalidade não é vantajoso para o crescimento econômico do país. Basta pensar na cadeia de produção, manutenção de aposentadoria e por aí vai, lembrando que crescimento econômico não é sinonimo de desenvolvimento. Infelizmente o homem acha que pode ter tudo só pelo fato de que ele trabalha e tem o seu dinheiro e pode fazer o quiser com ele, comprar tudo o que for necessário e descessário, so que no futuro os produtos não estarão a disponíveis porque a geração do passado provocou a exaustão de tudo!

    Reply

  77. Nayara disse em 7th March, 2013

    Sabe hoje tenho 17 anos ,nunca quis ter filhos e sempre imaginei os nomes deles . As pessoas acham que é passageiros , poucas pessoas sabem disso , eu acho que não comento porque ninguém não tem nada haver com minha vida né ,gosto de um menino virtualmente , ele é mais novo que eu 1 ano ,ele me compreende e fazemos planos juntos .Não quero ter filhos por vários motivos , muitos deles foi citados alie em cima mas tem um que é o principal “medo” e não adianta falar pra ficar tranquila blá , blá , blá não quero e pronto ! beijoookkaaas :*

    Reply

  78. edilene disse em 10th April, 2013

    acho que só deve ser mãe quem realmente quer,e não para agradar os outros,eu estou louca para adotar um menino de ate 2anos ,já dei entrada no juizado da infancia mais demora muito,sou vou ser feliz quando realizar esse sonho

    Reply

  79. edilene disse em 10th April, 2013

    se alguem sober de uma pessoa que queria doar legalmente eu aceito
    lena-gomes@oi.com.br,sou do rj

    Reply

  80. Gabriela disse em 17th April, 2013

    Meninas, como é bom encontrar pessoas que pensam como eu. Sempre procuro me guiar pelos meus valores e vontades, e não pelo que a maioria das pessoas acha ou faz.
    Sou casada, tenho 32 anos e não quero ter filhos, nunca quis. Meu marido sabe disso e aceitou se casar comigo mesmo sabendo dessa minha opção.
    Mas ainda me incomoda saber que meu marido quer filhos. Ele não me cobra nada, mas acho que esse dia pode chegar, pois a vontade dele é grande.
    Quanto à cobrança da família dele, nem ligo. São pessoas que não me ajudariam a criar a criança caso eu tivesse um filho.

    Reply

  81. Aninha disse em 5th June, 2013

    Mas que geração porca e perversa esta de “muiéres mudernas”..são IRRESPONSÁVEIS consigo mesmas, com todos e até com DEUS !

    Que estória é esta de “não tem condições de criar os…” ???
    Tudo desculpa esfarrapada para continuar nesta vidinha vazia, vagabunda de fofocagens, mimos e malcriações…estão tão VICIADAS nisto, que até perdem até a noção de DEVER em relação a vida e a rwsponsabilidade perante os outros…triste geração perversa que não merecem mais que, depois de mortas, verem, do inferno, aquilo que plantaram nesta vida…

    criem vergonha na cara enquanto é tempo..se é que ainda o tem !

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 6th June, 2013

      Eu respeito sua opinião, mas achei o SEU comentário malcriado. Vamos deixar cada um ter sua opinião e respeitar a dos outros sem ofender? A partir de que princípio você já determina que as mulheres que não querem ter filhos optam por uma vida ” vazia, vagabunda de fofocagens, mimos e malcriações”? E se for esse o caso, problema delas, de verdade. Não tem pra que eu ou você nos preocuparmos com isso. Mais respeito, por favor!

      Reply

    • Claudia disse em 1st August, 2013

      Por acaso, vc vai pagar as contas das mulheres que resolverem ter filhos para agradarem seja lá quem for? Deixa de ser mal educada e respeite a opinião dos outros!! É melhor ser sensata e não colocar filho no mundo do que parir e largar p o mundo criar e virar marginal, para ir te assaltar no farol, vc não acha????

      Reply

  82. Ana disse em 16th June, 2013

    Tenho 44 anos, eu e meu marido ficamos casados por 18 anos. Nunca quisemos filhos. Me separei há 6 meses, e sinceramente, continuo achando que não ter tido filhos, para mim sempre foi a melhor opção. E NÃO me sinto sozinha, mesmo estando separada e sem filhos. Aliás, facilitou muito a separação. Isso só reforça a idéia de que, quando algo aqui dentro me mandava ‘não ter filhos’, era meu coração falando. Fiz muito bem de seguir minha intuição e não as opiniões dos outros. E NÃO me arrependo! A vida segue linda, cheia de encantos, de problemas também… Quando lhes disserem que vão sentir solidão se ficarem sozinhos, não acreditem cegamente.

    Reply

    • Claudia disse em 1st August, 2013

      Passei pela mesma situação da colega ana, e é isso mesmo!!! Graças a Deus não quis ter filhos no primeiro casamento também, foi bem mais fácil de me separar, pq ele não valia nada e hj estou c outra pessoa super legal, responsável, um ótimo pai da filha do 1° casamento, trabalhador, delicioso, tudo de bom. Estou hiper, mega feliz!!! Não tenho do q me queixar, tenho meu trabalho, meu apto na praia de frente p o mar, tudo de bom. e filho não me faz a menor falta, tenho minha enteada q me faz companhia quando vem aqui em casa, nos divertimos muito e assim a vida segue sem problemas.

      Reply

  83. Iraci Manfrin disse em 17th June, 2013

    nossa !?

    Reply

  84. Iraci Manfrin disse em 17th June, 2013

    eu não pude ter filhos compensei minha vida com outras coisas, a sociedade amigos familiares te descriminam com isto e ainda te cobram …hoje penso diferente dou graças a DEUS por não te-los minhas amigas e irmã que falavam nossa quem te cuidara na velhice hoje estão só como eu e pior sem dinheiro… os filhos se foram.. ou só aparecem quando precisam de algo…agora surgiu outra …quem vai chorar por ti no seu velório….kkkkkk …eu la preciso de alguém que chore por mim quando eu me for ..louvado seja DEUS me sinto mt bem

    Reply

  85. Ana disse em 18th June, 2013

    É que ainda somos a minoria. A imensa maioria ainda não se conforma de que há mulheres/casais que podem sim, ser felizes, sem filhos. Isso não entra na cabeça de muitas pessoas. Para eles, seremos sempre ‘mulheres incompletas’, ‘frustradas’, ‘sozinhas’, etc. Isso, como se ter filhos fosse alguma garantia de sucesso e realização completa. Mas falarem sobre ‘quem vai chorar no enterro de quem não tem filhos’, chega às raias do absurdo… só rindo mesmo.

    Reply

  86. Mila disse em 14th July, 2013

    Eu tenho um filho!! 28 anos !! E me arrependo mortalmente de ter parido !!!
    Filhos além de custarem um rio de dinheiro, só dao aporrinhaçao e trabalho!!!!!! Sem dizer a frustraçao que bate depois q eles crescem, pois fazem merda, a gente quer ajudar e acham que nós, o pai ou a mae é que estamos errados!!!!
    Resolvi escrever um livro sobre esse tema, e apoio quem nao quer ter filhos!!!!

    Reply

    • Ana Lu Fragoso | Oxente Menina disse em 15th July, 2013

      Lamento profundamente a sua experiência como mãe, mas acho que assim como nem tudo são flores na maternidade, nem tudo é 100% ruim. Concordo com vc em um ponto, também dou todo apoio para quem não quer ter filhos, pois algumas pessoas de fato não nascem para ser mães.

      Reply

  87. cida disse em 29th July, 2013

    Milagres Acontecem
    - Tenta engravidar a muito tempo e não consegue? – Já foi ao médico várias vezes, fez muitos exames e viu que não tem nada de errado com seu corpo e mesmo assim nada do bebê chegar? Sim isso é normal e temos o segredo para te ensinar a superar este problema.

    Reply

  88. Pati_M disse em 3rd August, 2013

    Nunca tive vontade de casar na igreja e nem de ter filhos. E sempre fui considerada a “errada” por isso. Amo bichos, em especial, cachorros…Resolvi adotar um gato p/ tentar entender a psicologia dele e não deu certo…Me estresso tanto por ele se fazer de surdo e não obedecer que penso…Se sinto vontade de jogar o gato longe 80% do dia, imagina se fosse uma criança…

    A cada dia que passo com o gato, me mostra que eu realmente não tenho DOM p/ ter uma criança. Isso mesmo, acredito que o ser humano tem que nascer com dom p/ gerar uma criança e cuidar. Uma paciência acima do normal.

    Tenho tido problemas com amigos que tem filhos devido a falta de limites. Não convido p/minha casa quem tem filhos e evito conviver com quem tenha pq sei que vou me estressar. E nos eventos musicais que faço em casa ( toco, canto e curto unir os amigos q tb tocam), eu coloco que não é para ir crianças e sempre tenho que ouvir resmungos… Poxa, se é assim então vou começar a levar meu cachorro e meu gato p/ casa dos outros nos eventos tb.

    Admiro muito quem tem o dom de educar, quem tem essa santa paciência. Eu não tenho paciência nem comigo mts vezes, quem dirá com um ser que nunca vi graça(nunca vi graça em bebês)…Não será muito mais saudável então para a criança, não ser gerada por alguém assim?

    Reply

  89. Fernando disse em 5th August, 2013

    Nossa, eu realmente, do fundo do meu coração, gostaria muito de encontrar uma mulher da minha idade (27) ou entre 22 e 32, que realmente não tivesse esse tolo desejo de perpetuar sua espécie, achando que isso garantirá sua felicidade!!

    É muito difícil achar mulher que não queira ter filhos. Há anos procuro alguém assim, que pense com o próprio cérebro e não sob influência da sociedade, dos amigos, dos parentes e até mesmo da maldita igreja!

    Sou de São Paulo – SP, caso minha alma gêmea passe por aqui, não deixe de me mandar um e-mail!!

    fernando.workaholic@gmail.com

    Reply

  90. Daniela disse em 6th August, 2013

    Me identifiquei com varios comentarios aqui postados! Essa questão ronda a minha cabeça, ja que tenho 34 anos e estou em um casamento em que meu marido quer ser pai. Olha sinceramente não consigo ver a maternidade com olhos positivos. Fui mto pobre quando era criança e agora que a situação melhorou “um pouco” acho que um filho iria roubar minha vida! Sim! Não consigo me imaginar com um filhos nos braços tendo que tomar conta de tudo praticamente sozinha( ja que meu marido ganha menos que eu). Penso que agora que a vida esta melhor quero mto viajar, amo conhecer paises, culturas, pessoas… e um filho iria tirar isso de mim.
    Sei la é como mesmo se eu morresse pra outro ser viver. Amo minha vida! Ja passei mta fome, mto perrengue pra agora perde-la pra outro ou outra. Ah e alguem sabe me dizer pq um homem pode fazer vasectomia sem filhos e uma mulher não pode fazer a ligadura sem filhos? Pais machista o nosso!!!!

    Reply

  91. Naiane Alves disse em 13th August, 2013

    Tenho apenas 21 anos e estou grávida, tenho glomerulonefrite membranosa o que torna a minha gravidez de risco.
    Mas apesar de todo o risco que corro estou imensamente feliz, sempre tive vontade de ter filhos e ainda bem que encontrei um namorado que compartilha da mesma vontade, sempre cuidei de filhos dos outros ( sobrinhos, vizinhos, amigos) e isso me deu um ânimos a mais de ta todo tempo ali juntinho, cheirando, cuidando, sempre soube de todas as responsabilidade que passaria a ter.
    Respeito a opinião dos outros, assim como sou muito feliz com a minha.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Ana Lu Fragoso

Archive

« »
M T W T F S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Follow on Bloglovin