Celebridades | Blog Oxente Menina

Creepers: eles estão de volta (e aprovados por Rihanna)

“Se está na moda, então tem que usar, né?”. Engraçado que foi uma conhecida minha que falou isso na tentativa de ser agradável na conversa. Não sei se eu passo a impressão de entendida de moda (logo eu, que ando com o mesmo jeans rasgado todo santo dia e não compro roupas há séculos) ou se o fato de ter um blog de variedades me coloca em um patamar diferenciado onde nem eu me enxergo. O comentário não foi exatamente sobre creepers, esse sapatinho aí que ilustra as fotos desse post, mas a concepção é quase a mesma: peças controversas que voltam a cena fashion.

Só para responder à pergunta lá de cima, ninguém tem que usar nada porque está na moda. Ninguém precisa usar algo que não gosta porque virou tendência. E sobre os creepers, muita gente pode até discordar, mas eles são um pouco controversos sim.

Lá em 2013, Rihanna ajudou a popularizar a tendência desses sapatos de solado grosso de borracha. Inspirados nas botas dos soldados durante a Segunda Guerra Mundial, os creepers moderninhos em nada lembram – além do detalhe da sola – os calçados que serviam para dar mais estabilidade aos soldados. E se em 2013 a moça da umbrella-ella-ella já curtia esses calçados, parece que para a cantora esses delicados sapatinhos não foi uma modinha passageira. Ou se foi, ela os recebeu de volta de braços abertos.

Tão abertos que está lançando o Cleated Creeper Surf, da quarta coleção em parceria com a Puma. O tênis é o primeiro lançamento da coleção SS18 Fenty Puma by Rihanna, que apresenta duas direções criativas: praia e automobilismo. De acordo com a marca, “é uma mistura vibrante e inesperada de high-fashion, esportes radicais e areia”.

O modelo foi produzido com elementos de neoprene, sola transparente e cadarços de corda elástica, e o preço sugerido para o par – que chega na cores azul com detalhes verde e preto com detalhes verde – é de R$ 699,90. Agora esqueça o preço, esqueça a marca, esqueça Rihanna e responda com sinceridade: creepers – você usaria ou não?

Fernanda Souza assina novas cores de batons da QDB

É até cansativo o tanto que eu falo e elogio os batons líquidos de quem disse, berenice? Amo os produtos da marca, de vez em quando mostro alguns dos meus queridinhos no Instagram e já está todo mundo roxo (ou seria uva?) de saber quais são os meus favoritos. Para elevar ainda mais o queridismo da marca – como se precisasse! – a Berê está lançando novas cores do batom líquido matte em parceria com Fernanda Souza.

Os três batons exclusivos que a Fê desenvolveu foram pensados nas cores que serão tendência na próxima estação: Pêssegoli, um nude com fundo rosa; Cappuccinoli, para quem ama um neutro com um toque de marrom; e o Ruivoli, resultado de uma das misturinhas mais pedidas por suas seguidoras, que promete ser sucesso.

A atriz e apresentadora ficou conhecida por criar diversas novas cores de batons com suas famosas misturinhas, e foi justamente inspirada nessas criações que a marca convidou Fernanda para desenvolver suas próprias cores. Com essas três novas adições, a QDB agora conta com 30 cores de batons líquidos matte. Vou até ali contar quantos deles eu tenho…

Apesar de não ter achado as cores super inovadoras, eu amei a proposta da marca em criar cores com base nas misturinhas de Fernanda e fiquei animada para experimentar o Cappuccinoli. Juro que não tem nenhuma influência pela minha paixão por capuccino (mas aceito convites para ir tomar um)!

Os batons começam a ser vendidos hoje, 12 de março, na loja virtual e nas lojas físicas da QDB e custam R$ 37,90 cada.

Love Symbol #2: a cor de Prince na Pantone

O Pantone Color Institute, em parceria com The Prince Estate, anunciou este mês a criação de uma cor oficial em homenagem a Prince, o icônico e performático artista que faleceu em abril de 2016. Inspirada na cor do piano Yamaha que seguiria em turnê junto com o cantor, a tonalidade que integra a cartela Pantone é um tributo a Prince pela sua estimada contribuição na música, arte, moda e cultura.

A associação de Prince à cor remete a 1984 com o lançamento do filme Purple Rain, cuja música de mesmo nome acabou levando a estatueta da Academy Awards (o Oscar!) em 1985. Love Symbol #2 – um tom de roxo fechado com fundo levemente acinzentado – chega como cor oficial do legado deixado pelo artista.

E se é para homenagear, que a chuva de coisas roxas caiam sobre nós! Aliás, roxo é uma das minhas cores favoritas (não é por acaso que faz parte da identidade visual do blog). Para inspirar, selecionei alguns produtos na tonalidade Love Symbol #2.

Ray Ban Erika – R$ 460 | Batom Hellebore, da MAC – R$ 99,00 | Cadeira Tulipa, por Pierre Paulin, na Herança Cultural – R$ R$ 2.490,00 | Batedeira Cadence Planetário Orbital, nas Americanas – R$ 239,66 | Caneca Luminarc, na Etna – R$ 25,99 | Tênis Skechers Go Walk 3 FitKnit, na NetShoes – R$ 199,90 | Echarpe Lalitamohana Lilás, na Zohar Acessórios – R$ 69,90.

Não é por nada não, mas eu queria ter todos os produtos deste post!

Um amor chamado terninho

Não há dúvidas de que os tradicionais ternos estão indo além de seu habitat, como o ambiente de trabalho e eventos extremamente formais. Eles estão se tornando cada vez mais um item fashionista. Esse fato é tão real que até um jogador da NBA, a exemplo de Dwayne Wade, atual estrela do Chicago Bulls, sempre mistura um bom terno de alfaiataria com peças mais esportivas. Tal tendência fez com que a temida ícone de moda e editora da Vogue americana, Anna Wintour, dissesse que Dwayne tem uma maneira madura de olhar as roupas que usa.

A elegante tendência também vem se tornando mais presente nas mesas de poker, local outrora dominado por uniformes esportivos e camisetas de lutas, tendo nomes como Tony Dunst, Anthony Zinno, Daniel Negreanu aderindo a ela. “É muito mais fácil dar o seu melhor quando você está saudável. Com isso, a roupa mudou um pouco para ser mais apresentável. É meio engraçado pensar que roupas e alimentos caminharam para a mesma tendência”, disse Lex Veldhuis, um dos principais profissionais da modalidade.

Os ternos foram, inicialmente, itens predominantes nos armários masculinos, porém há muito que eles se tornaram sinônimo de classe e elegância no universo feminino, sendo mais conhecidos como os salvadores dos looks de trabalho. Atualmente, os terninhos também invadiram as passarelas e tornam-se a aposta de muitas fashionistas e celebridades na hora de encarar os tapetes vermelhos e eventos de gala.

Com o boom dos ternos femininos para além das paredes dos escritórios, a peça foi atualizada e ganhou uma pegada mais moderna. Sendo assim, é possível encontrar um terninho para chamar de seu nos mais diversos estilos: com cintura bem marcada, de diferentes texturas, recortes diferenciados, decotes profundos, cores vibrantes e estampados.

Se você está em uma vibe mais relax, uma boa opção é combiná-lo com uma calça cropped de alfaiataria, uma bolsa grande, daquelas que cabem de tudo, e um sapato estiloso sem salto, como os mules, que, por sinal, estão super em alta. Por outro lado, se você trocar o calçado rasteiro por um belo scarpin e diminuir o tamanho da bolsa, você consegue mudar completamente a proposta do look sem precisar fazer muito esforço. Já se a ideia é dar apenas uma modernizada no seu tradicional conjunto de terninho, opte por combiná-lo com um tênis, pois ele dará um ar mais despojado à produção.

Se você é daquelas mais ousadas, se jogue no vestido de terno decotado. Aqui, a dica para não correr o risco de exagerar demais na ousadia, é eleger uma paleta de cores mais clássicas, como o preto e o branco. E, se você quer ousar, mas ainda tem medo dos modelos mais extravagantes, uma boa opção é escolher um estilo de corte clássico, porém em uma versão colorida. Para dar um ar mais sexy, combine com um top de renda e vista o blazer fechado, porém sem mais nada por baixo.

Agora, se o que você quer é estar superatualizada na última tendência, vá de estampa cinza xadrez. Famosas como Cara Delevingne, Olivia Palermo, Cate Blanchett, Rihanna, Victoria Beckham e Olivia Wilde já desfilaram as suas versões recentemente por aí e o item promete ser peça desejo nos próximos meses.

Resumindo: tem terninho para todos os gostos, basta você encontrar aquele que melhor se adequa ao seu estilo e pronto! Já pode experimentar arrasar por aí com uma produção supermoderna e estilosa.

 

Imagens: Wikimedia

Lace up shoes da Schutz

sapato-de-amarrar-schutz

Prepare-se para se amarrar. Literalmente! Os lace up shoes são sapatos com amarração que começaram a se popularizar com alguns modelos de sandálias gladiadoras que traziam as cordinhas para que ficassem bem ajustadas nas pernas. Sorte a nossa que outros modelos além das gladiadoras também se renderam às cordas: scarpins, rasteirinhas, sapatilhas e saltos altíssimos também podem ser encontrados com esse detalhe que deixa os pés mais charmosos. A Schutz é uma das marcas que trazem alguns dos modelos lace up mais lindos!

laceup-shoes-schutz

Sem se prender às regras do “pode / não pode”, os modelos variados dos lace up da Schutz permitem combinações com qualquer tipo de roupa, sempre deixando a composição em harmonia e, acima de tudo, respeitando o seu próprio estilo. Se a escolha for pelo jeans, os modelos cropped são as melhores alternativas, assim não escondem o detalhe da amarração. Calças mais compridas e saias longas não são proibidas, mas não irão valorizar os detalhes – e é quase que um pecado deixar essa particularidade tão linda escondida, né?

Como grande fã dos jeans, atualmente ando curtindo bastante minha calça boyfriend destroyed, e para manter meu estilo básico e ainda assim conseguir correr atrás de Luca {essas férias escolares que não tem fim!} eu escolheria essa sapatilha de amarração da Schutz para usar como a Jaime King na foto acima. E vocês?

Politica-de-conteudo-publieditorial

leia-tambem

ESTILOS-SCHUTZ-NA-ACQUARELA-SHOP  SCHUTZ-EM-LOS-ANGELES  GLADIADORAS-ELAS-ESTAO-DE-VOLTA  O-QUE-RAIOS-VOCE-QUER-DA-MODA

Batons Impala Sandy

01-batons-impala-sandy-oxentemenina

Surtei com essa coleção da Impala feita em parceria com Sandy, mal pude acreditar quando chegou aqui em casa o presskit com os esmaltes e os batons líquidos matte da linha. No dia em que chegou já comecei a testar os batons, e é sobre eles que vou falar nesse post (os esmaltes ficam para outra ocasião).

Proporcional à minha felicidade foi a dificuldade em conseguir fazer fotos fiéis às cores ao vivo, por isso vocês vão perceber minha cor diferente nas fotos, foi só uma maneira que encontrei para captar a cor, e tive que fazer em diferentes horários do dia para buscar o tom mais próximo possível do original.

02-batons-impala-sandy-cor-01

A cor 01 é um rosa goiaba levemente puxado pro salmão. Ele é bem pigmentado mas a cobertura é mediana, precisei passar duas vezes para atingir a cor, e ainda ficou levemente manchado. Cor linda e super usável, inclusive para quem não é muito fã de rosa.

02-batons-impala-sandy-cor-02

O batom 02 me trouxe aquela sensação de já ter visto essa cor em algum lugar. Comparei ao Copenhagen da NYX e nada, comparei ao Hot Wine da Eudora e nada também, até que lembrei de onde conhecia esse vinho com fundo fúcsia: do Rebel, da MAC. A cor é lindíssima e nas fotos eu passei apenas uma camada, a segunda já deixa mais escuro, mas eu queria atingir esse tom mais leve. Uma das minhas cores favoritas da coleção.

02-batons-impala-sandy-cor-03

Nas fotos de divulgação da coleção, a cor 03 foi apresentada com um roxo nas imagens e fúcsia na descrição. Achei que não é nem um e nem outro, achei a cor mais puxada para um rosa frio com um pé no lilás. Essa cor, aliás, foi de longe a mais difícil de fotografar, tentei em vários horários para pegar a luz natural diferente, coloquei alguns filtros, postei até uma tentativa no Instagram, e nada de conseguir chegar à cor exata. Gostei da cobertura, com duas camadas ele ficou exatamente como parece na embalagem e sem falhas.

02-batons-impala-sandy-cor-04

Assim como a cor 03, a cor 04 também foi difícil de fotografar, tanto que acabei colocando uma foto que tirei pelo celular. A cobertura é a melhor entre todos os demais da coleção, e a cor disputa o posto de minha favorita junto com o batom 02. Ele é um magenta bem vivo e me lembrou um pouco o Tiara de Seda da Dailus e o Rosadili da QDB (a foto na embalagem acima deixou o batom mais puxado pro vermelho, considerem a cor como está na foto do meu rosto).

02-batons-impala-sandy-cor-05

Ando numa vibe de nudes e estava muito ansiosa para testar a cor 05, mas fiquei um pouco decepcionada. Primeiro pela cobertura, que achei a mais fraca mesmo com duas camadas, e segundo porque a cor ficou estranha em mim, com aquele efeito de hipoglós na boca (#SnobFeelings). Quero ver essa cor em outras pessoas para ver como fica em outros tons de pele.

Visão geral

Pigmentação: Cores lindas e boa pigmentação.
Cobertura: Média. Uma dica para atingir um resultado melhor é esperar secar um pouco e passar uma segunda camada, se precisar pode passar uma terceira também.
Textura: Leve e com um efeito bem sequinho. Notei que na hora de tirar, era só esfregar como se estivesse fazendo uma esfoliação que ele saía como umas bolinhas.
Durabilidade na boca: Média.

IMPALA-E-SANDY-LANCAM-COLECAO-DE-ESMALTES-E-BATONS  FAVORITOS-BATOM-LIQUIDO-MATTE  BATOM-VOLUPIA-MAIS-VAIDOSA  BATOM-COPENHAGEN-NYX