Livros | Blog Oxente Menina

[Resenha] Como eu era antes de você

como-eu-era-antes-de-voce-resenha

Olha que ironia, a pessoa ama ler, tem um blog, mas não fala de livros no blog. Guilty! Mas agora isso está mudando, porque eu e outras 7 blogueiras muito bacanas formamos um grupo com a hashtag #blogselivros para falarmos todos os meses sobre uma obra. Nossos gostos podem ser bem parecidos em alguns livros, ou em alguns gêneros, mas as diferenças existem e a ideia do grupo é justamente que cada uma seja bem sincera na hora de soltar o verbo. Assim nossos leitores não se deixam levar apenas por resenhas engessadas e sem aquele quê de pessoalidade.

Para começar escolhemos o best-seller Como Eu Era Antes de Você, de Jojo Moyes. De tão popular, é possível que você já o tenha lido ou visto o filme, mas se ainda não leu, mesmo que tenha assistido ao filme, não deixe de dar uma chance às páginas e se envolver um pouquinho no mundo de Louisa Clark e Will Traynor.

01-um-resuminho-do-livro-transparente

Louisa Clark tem 26 anos e ainda mora com os pais, o avô, a irmã e o sobrinho em uma pequena cidade da Inglaterra e é o que podemos chamar de uma pessoa acomodada. Lou não tem nenhuma ambição na vida, namora um cara há 7 anos, trabalha num café como garçonete, e acha que a vida está boa do jeito que está, obrigada. Quis o destino que uma reviravolta acontecesse para abalar a insipidez da vida da nossa querida personagem, e Louisa perde o emprego no café do simpático Frank.

Lou não tem grandes qualificações, nem a força de vontade da sua irmã Katrina para se dedicar aos estudos almejando crescer na vida, e na sua busca por um emprego acaba encontrando uma vaga de cuidadora na mansão Grant House para auxiliar o tetraplégico Will Traynor. Will tem 35 anos, perdeu os movimentos do corpo em um acidente, e, ao contrário de Louisa, costumava ter uma ânsia por aproveitar cada momento da vida se jogando de corpo e alma em cada uma das muitas atividades que costumava ter. O acidente acaba transformando Will em uma pessoa amarga e sarcástica, e é com essa personalidade difícil que Louisa precisa lidar todos os dias.

como-eu-era-antes-de-voce-trecho

Se condescendente foi a palavra que traduziu a imagem da senhorita Clark até aqui, sejamos justos ao descrevê-la. Louisa pode não ser a pessoa mais ambiciosa do mundo, mas é alegre, positiva, tem um coração bom e um desejo enorme de ajudar todos ao seu redor. Isso e a necessidade de ganhar dinheiro fazem com que o trabalho na Grant House seja encarado de uma forma resiliente sem, no entanto, destruir seu humor.

As personalidades se chocam e Will e Louisa não tem o que podemos chamar de um bom começo. Mas a paciência da cuidadora, seu otimismo, seu humor – e o seu estilo fashion berrante que acaba por divertir Will – fazem com que os dois deem início a uma grande amizade com Will tentando fazer Louisa aproveitar a vida e Lou tentando fazer com que Will não desista de viver.

02-vale-a-pena-ler-porque-transparente

A leitura aborda o problema da paralisia de Will de forma amena, mas sem minimizá-lo. Os personagens secundários são divertidos, alguns trechos com os pais e o avô de Louisa garantem as melhores risadas do livro. De forma geral, a leitura é leve sem ser enfadonha, e apesar de não girar em torno de um assunto alegre, também não é abordado de forma angustiante.

Agora deixa eu te contar mais uma coisinha: todo mundo conhece alguém como Louisa Clark. É aquela amiga super gente boa, aquela pessoa que tá no top 5 de “pessoas de melhor coração”, mas que de vez em quando você sente vontade de dar uma sacudida nela e dizer um sonoro “acorda pra vida, criatura!”. E todo mundo conhece um Will também. Se não especificamente alguém com deficiência, alguém bem ranzinza e que usa sarcasmo como defesa. Alguém se identifica?

04-Veja-outras-opinioes

Chat Feminino | Desejo do Dia | Dona BispaMenos 1 na EstanteMundo da Helen | NerdivinasVaidade Pega 

Ajude Pedrinho e a Chuteira da Sorte a virar filme

pedrinho

Idealizado e criado pelo jornalista, escritor, cronista esportivo e grande entusiasta de futebol Marcelo Cavalcante, Pedrinho e a Chuteira da Sorte virou livro em 2013 e posteriormente peça de teatro.

Pedrinho é um garoto inteligente, divertido e apaixonado por futebol. No bairro do Trem, ele nutre a paixão pelo esporte ao lado de todos os seus amigos e, principalmente, com seu Nenê, com quem monta o time do Tremendão e organiza o primeiro campeonato do bairro. No entanto, sofre com a pressão da família, que não gosta do esporte e não quer vê-lo jogando. Durante a disputa do campeonato, ele ganha uma chuteira que se transforma num verdadeiro amuleto. Com ela nos pés, Pedrinho se transforma na sensação do campeonato. Mas a chuteira desaparece misteriosamente. E, de fato, seu rendimento cai em campo. Pedrinho vai em busca da sua chuteira para tentar ganhar o campeonato. Enquanto procura, o garoto começa a aprender as lições do futebol. Começa a respeitar os adversários, a trabalhar em equipe, a perder, a ganhar e a obedecer aos seus comandantes.

 

Agora Pedrinho quer alçar novos voos e virar animação para o cinema em um curta de 12 minutos, mas produzir essa animação exige uma verdadeira seleção. Por isso, Pedrinho e seu criador Marcelo estão convocando um time que tem a missão de dar vida a esse garoto apaixonado por futebol, e essa seleção de ouro inclui você.

A equipe já possui o roteiro, o storyboard, uma parte do animatic e o model sheet de Pedrinho, e agora precisam de apoio financeiro para dar vida à produção. Para apoiar, acesse a página do projeto Pedrinho e a Chuteira da Sorte e faça a sua colaboração.

Feira de livros infantis no Shopping Recife

feiras-livros-recife

Ler. Eis aí um dos maiores prazeres da minha vida. Lembro claramente de quando era pequena e ainda dormia no quarto dos meus pais, apagávamos a luz do quarto para dormir, desligava a TV, e da rede eu podia ver uma leve luz na cabeceira da cama, do lado que meu pai dormia, ele devorando algum livro. Lembro da coleção de livros infantis que acompanhavam uma fita K7, todo domingo comprávamos a edição da semana que chegava às bancas. Eu ansiava por esse dia!

A leitura é certamente algo que eu espero passar pra Luca. Além dos livrinhos que ele tem e que estamos sempre lendo, ele sempre me vê com um livro. Talvez ele nem venha a gostar de ler, mas não será por falta de incentivo.

Esse incentivo ganhou uma turbinada depois que visitamos a feirinha de livros infantis que está acontecendo na praça de eventos do Shopping Recife. São vários títulos, inclusive dos clássicos, com preços a partir de R$ 3,00.

livros-infantis

feira-livros-infantis

São tantas opções que o difícil mesmo é escolher um só. Coloquei e tirei vários da cesta inúmeras vezes, e aproveitando que a madrinha e a avó de Luca estavam conosco, as visitas ao caixa foram frequentes no tempo em que passamos lá {e saímos antes de correr o risco de ir à falência}.

A feira de livros Book Lovers Kids vai até o dia 29 de outubro. Aproveitem! {E quem for me chama, que eu quero ir de novo}

LIVROS-DE-luca

Close