Música | Blog Oxente Menina

MIMO Festival invade Olinda e Rio

Um dos eventos mais esperados do ano, com a participação de nomes de vanguarda musical de cinco continentes, e consolidado como o maior festival de música gratuito da América Latina, o MIMO chega em novembro ao Rio de Janeiro (10 a 12 de novembro) e a Olinda (17 a 19 de novembro), cidade onde nasceu.

Prestes a completar 15 anos, em 2018, e marcado por passagens internacionais por Amarante (Portugal) e Glasgow (Escócia), a edição 2017 leva às duas cidades uma programação abrangente, com concertos inéditos de artistas de diversas nacionalidades.

Neste ano, depois de passar pelas históricas Tiradentes e Ouro Preto, em Minas Gerais, e pela charmosa Paraty, o festival segue pelo terceiro ano consecutivo para a Cidade Maravilhosa, tendo o palco principal na Marina da Glória e ocupando patrimônios como as igrejas da Candelária, Outeiro da Glória e Museu da República. Em Olinda, cidade-mãe do festival, o MIMO se mantém em igrejas e espaços históricos da cidade, com programação gratuita de concertos, cinema, etapa educativa, fórum de ideia e Chuva de Poesia.

Olinda e Rio de Janeiro receberão, com exclusividade no Brasil, alguns artistas em comum, como Konono Nº 1, grupo que vem diretamente do Congo e o cineasta e músico Emir Kusturica & The No Smocking Orchestra, da Sérvia. No lineup estão também a jovem francesa Laura Perrudin, que com uma harpa cromática eletrificada mistura jazz, hip hop, soul e música eletrônica; o violinista e fantástico improvisador francês Didier Lockwood, com seus mais de 40 anos de carreira, 4 mil apresentações e turnês pelo mundo; o excepcional trio africano 3MA, formado pelo renascentista Rajery com sua valiha, o mágico da kora BallakéSissoko e o incrível oudista Driss El Maloumi; o instrumentista, compositor e cantor de Mali Vieux Farka Touré, que foi considerado pelo jornal inglês “The Guardian” “o novo herói da guitarra africana”; o coletivo Ondatrópica, da Colômbia, que, com um pé na tradição e outro na modernidade, vai da cúmbia ao hip hop, passando pelo funk, dub, jazz e ska; e o roqueiro português Manel Cruz, que ganhou notoriedade, na década de 1990, como integrante da cultuada banda Ornatos Violeta e faz a sua estreia no Brasil.

Chuva de Poesia

Poesias impressas em papéis coloridos são atiradas do alto das torres de igrejas a cada edição, permitindo ao público conhecer trechos de obras de importantes escritores brasileiros. A curadoria vincula os poetas escolhidos aos temas oferecidos no Fórum de Ideias, consolidando uma ligação conceitual que permeia todas as atividades do MIMO.

Todos os concertos, atividades educativas e exibição de filmes são oferecidos gratuitamente ao público. Para algumas atividades da programação, realizadas em locais fechados e com limite de público, os ingressos são disponibilizados antecipadamente. Mais informações no site oficial do MIMO Festival.

Crédito das imagens: Flickr oficial do MIMO Festival

Love Symbol #2: a cor de Prince na Pantone

O Pantone Color Institute, em parceria com The Prince Estate, anunciou este mês a criação de uma cor oficial em homenagem a Prince, o icônico e performático artista que faleceu em abril de 2016. Inspirada na cor do piano Yamaha que seguiria em turnê junto com o cantor, a tonalidade que integra a cartela Pantone é um tributo a Prince pela sua estimada contribuição na música, arte, moda e cultura.

A associação de Prince à cor remete a 1984 com o lançamento do filme Purple Rain, cuja música de mesmo nome acabou levando a estatueta da Academy Awards (o Oscar!) em 1985. Love Symbol #2 – um tom de roxo fechado com fundo levemente acinzentado – chega como cor oficial do legado deixado pelo artista.

E se é para homenagear, que a chuva de coisas roxas caiam sobre nós! Aliás, roxo é uma das minhas cores favoritas (não é por acaso que faz parte da identidade visual do blog). Para inspirar, selecionei alguns produtos na tonalidade Love Symbol #2.

Ray Ban Erika – R$ 460 | Batom Hellebore, da MAC – R$ 99,00 | Cadeira Tulipa, por Pierre Paulin, na Herança Cultural – R$ R$ 2.490,00 | Batedeira Cadence Planetário Orbital, nas Americanas – R$ 239,66 | Caneca Luminarc, na Etna – R$ 25,99 | Tênis Skechers Go Walk 3 FitKnit, na NetShoes – R$ 199,90 | Echarpe Lalitamohana Lilás, na Zohar Acessórios – R$ 69,90.

Não é por nada não, mas eu queria ter todos os produtos deste post!

C&A apresenta figurinos de Jimi Hendrix em Exposição

hendrix

A C&A patrocina a sala Hendrix Jackets, uma das 14 alas da exposição “Hear my Train a Comin’: Hendrix Hits London”, primeira edição do projeto Samsung Rock Exhibition. O espaço reúne moda e música para apresentar o visual icônico da estrela do rock, com várias roupas customizadas ou feitas sob medida, como a jaqueta floral dourada desenhada pela Dandie Fashions em 1967.

figurino-hendrix-02

figurino-hendrix-01

Com inauguração hoje (10) no Shopping JK Iguatemi, em São Paulo, a mostra tem a curadoria de Jacob McMurray do EMP Museum (Experience Music Project Museum) e retrata detalhes sobre o início da carreira do guitarrista em Londres. O projeto foi criado pelo Instituto Dançar e integra uma série anual de exposições dedicadas ao universo da música.

expo-hendrix-01

expo-hendrix-02

Serviço: Sala Hendrix Jackets – Samsung Rock Exhibition: “Hear my Train a Comin’: Hendrix Hits London” | Shopping JK Iguatemi (SP) | De 10 de junho a 30 de julho, das 10 h às 22 h, durante a semana, e das 11 h às 20 h, aos finais de semana | Ingressos: De segunda a quinta – R$ 40,00 / Meia R$ 20,00 e de sexta a domingo – R$ 50,00 / Meia R$ 25,00

 

NORTHWEST-FOLKLIFE-FESTIVAL  QUANDO-CHEGA-JUNHO-CARUARU  ARETHA-FRANKLIN-CANTA-ROLLIN-IN-THE-DEEP  REVIVAL-FASHION-BOOGIE-OOGIE

Lollapalooza 2015: ainda dá tempo de ir!

Lollapalooza-show

Deu bobeira, ficou esperando os amigos resolverem, as passagens aéreas chegarem a um preço bom, a mamãe deixar e… o Lollapalooza já é na próxima semana e você ainda não decidiu nada. Tudo bem, antes de ficar gritando aos quatro ventos como a vida é injusta e que com você nada dá certo, respira fundo. Ainda dá tempo de se programar e curtir esse super evento musical que acontece pelo quarto ano consecutivo, que rola nos dias 28 e 29 de março em São Paulo.

Não tenho ingresso! Do chão eles não vão brotar, mas se você quiser comprar, no site da T4F ainda tem. Além do Lolla Day (um dia de ingresso), você ainda pode comprar o Lolla Pass (dois dias) e um ou dois dia de ingresso junto com o Lolla Lounge. O valor mais em conta é de R$ 170 e corresponde à meia-entrada para um dia do evento. No site também dá para adquirir o transfer e alguns pacotes de viagem.

Make my way back home and learn to fly… O Foo Fighters não está no line up, mas pegue os ensinamentos do Dave Grohl e aprenda a voar. Ou melhor, aprenda a buscar suas passagens aéreas por um preço bem joinha. No Decolar.com você faz a consulta pelo melhor preço de várias companhias, inclusive pode criar um alerta com o valor máximo da passagem. Se a passagem atingir aquele valor, ou menos ainda, você recebe um e-mail. Outra alternativa é criar um alerta no Skyscanner com os trechos e as datas. Sempre que houver alterações de tarifa, para mais ou para menos, você também recebe um e-mail.

Se eu pegar no sono me deite no chão. Passagens compradas, ingressos garantidos, agora é hora de arranjar um lugar para esticar o esqueleto. Se casa de amigo ou parente não é alternativa e os hotéis estão muito caros, os hostels podem ser uma excelente opção. A rede Hostelling International tem alguns estabelecimentos bem legais em São Paulo que valem à pena dar uma conferida e verificar se ainda há vagas para o período do Lollapalooza. Outra alternativa é alugar um apê. No Alugue Temporada e no Airbnb é possível encontrar apartamentos que acomodam 4 pessoas por R$ 200,00 a diária, que dividindo por cabeça fica mais barato que pousada. O festival acontece no Autódromo de Interlagos, na Zona Sul da cidade, por isso facilite seu acesso buscando hospedagem pela região de Interlagos, Morumbi, Itaim Bibi, Santo Amaro e outros bairros da redondeza.

calvin-harris-lollapalooza

O tempo em São Paulo é muito louco. No período de 24 horas é possível vivenciar todas as estações do ano, por isso a célebre frase da sua mãe, “pegou um casaco?”, faz todo o sentido. Nessa época do ano é bem comum chover, portanto esteja preparado levando casaco e capa de chuva. Galochas não são essenciais, mas um sapato fechado previne que seu pé fique sujo em caso de lama e previne danos maiores no caso de pisões.

Lollapalooza-look

Lá Fora food park chega ao Recife

la-fora-caminhao

Uma praça de alimentação e eventos ao ar livre. Gastronomia, entretenimento, economia criativa, design, empreendedorismo, tudo isso lá fora. Chega ao Recife nos dias 28/02 e 01/03, no estacionamento do Shopping RioMar, a primeira edição pernambucana do Lá Fora.

food-truck

Além de um amplo espaço de convivência a céu aberto, o Lá Fora – Food Park conta com segurança especializada e banheiros containers de luxo climatizados. “O objetivo do Lá Fora é expandir pelo Nordeste a invasão de grandes nomes da gastronomia em food trucks vendendo, a um preço justo, pratos e receitas que antes só se concebiam vender dentro de restaurantes. Será uma bela experiência de comer ao ar livre, em um ambiente completamente familiar, com boa música, pessoas do bem, em harmonia com a natureza, a sustentabilidade, a gastronomia e claro, o encontro de amigos em um ambiente seguro e informal”, afirma Alex Façanha, diretor criativo da agência cearense Baladeira Inovações, idealizadora do evento.

saxbeatsdest

O food park também receberá os músicos do Sax in the Beats, famosos por levar boa música para as ruas e food parks paulistas. Com uma bateria e um saxofone, a dupla toca de tudo, do jazz ao pop, e sua marca principal é estar fantasiada com cabeças de urso e cavalo durante as apresentações, atraindo a atenção e os olhares curiosos de crianças e adultos.

A arena infantil reserva um espaço de entretenimento e lazer para a criançada. O acesso para participar de atividades artísticas custa R$ 15 por tempo ilimitado. O espaço também contará com um bicicletário para receber os ciclistas que escolherem ir ao evento de bike.

Aretha Franklin canta Rolling in the Deep

Música não é algo que eu fale com frequência aqui no blog, e não é porque eu não goste, é só que tenho um gosto diferente para música. Não digo melhor e nem pior do que o de ninguém. Digo diferente porque sou completamente de fases: hoje posso querer só ouvir blues e brigar com quem falar que não gosta de B.B. King, e amanhã procurar um CD piratex das antigas pra ouvir o Asa puxando o Carnatal de 2003. Mas no meio disso posso querer ouvir o álbum novo do U2.

Confusões musicais à parte, essa semana estava eu na minha passeando pelos links compartilhados no Facebook e me deparei com esse vídeo da maravilhosa Aretha Franklin numa apresentação no programa David Letterman. Gente, fiquei sem ar! A diva do soul fez sua releitura de Rolling in the Deep, da não menos maravilhosa Adele, e, como era de se esperar, o vídeo é de tirar o fôlego. A Sra. Franklin achou pouco e ainda emendou um Ain’t No Mountain.

Aperta o play e segura o queixo.