Passaporte: Lyon, por Helena Loffredo

Quando vi a movimentação de Heleninha Loffredo no Twitter dizendo que partiria para Lyon, na França, para estudar {e passear, lógico!}, já fui logo me metendo na conversa e fazendo-lhe o convite para participar da tag Passaporte. De tão fofa que é, ela topou de cara!

Quem a acompanha no Twitter deve estar percebendo que a menina está se divertindo horrores – e estudando bastante também. Mas vamos nos concentrar na diversão e curtir as dicas que ela preparou para nós. Ah, e quem quiser acompanhar as aventuras de Helena na França, é só dar uma passadinha no recém criado blog: Caipira Globalizada.

Heleninha, sua linda, amei a sua participação no Passaporte!

Quando todo mundo pensa em viajar para a França, instantaneamente vem Paris e a Torre Eiffel à cabeça. Mas o fato é que o país tem outros lugares belíssimos para conhecer, como o Vale do Loire, a Côte d’Azur e cidades como Lyon, Toulouse, Bordeaux…

Vou contar um pouco sobre Lyon, cidade que escolhi para morar e fazer um intercâmbio de faculdade. Ela foi fundada há cerca de dois mil anos, a partir de um acampamento militar romano, e teve grande importância na Histόria: foi capital galesa, importante pόlo industrial de seda, e foi a sede da resistência francesa durante a II Guerra Mundial. E tem uma όtima localização dentro do país: fica na região Rhône-Alpes, o que significa na beira dos Alpes franceses, pertinho da Suiça, Itália, Côte d’Azur (Marseille, Nice, Saint-Tropez e Monaco). É a região produtora dos vinhos Côte-du-Rhône e Beaujolais e, sim, a cidade é muito linda e vale muito a pena conhecer!

Para turista ver:

Musée des Beaux-Arts: É o segundo maior e melhor acervo da França (perde apenas para o Louvre). A visita vale muito a pena, mas requer tempo para ver tudo. O melhor é que quando você entra no lindo prédio do século XVII, se depara com um jardim cheio de esculturas do Rodin: é uma delícia simplesmente sentar lá e ficar conversando com os amigos, sem ver o tempo passar… A entrada do museu custa entre 3 e 7 euros, dependendo da idade e se tiver carteirinha de estudante, mas não é preciso pagar para ficar no jardim. 20, Place des Terraux 69001 (pegue o metrô Vermelho – Linha A, e desça na estação Hôtel de Ville/Louis Pradel).

Notre Dame de Fourvière: Basílica lindíssima construída no século XIX, no melhor estilo barroco. Prepare a câmera! Não apenas o interior e a cripta da basílica valem a pena, mas também a vista magnânima da cidade, já que ela fica no topo de um morro. É de encher os olhos! Quando for embora, desça o morro a pé pelos jardins, lindos. Vá pelo Metrô Verde – linha D, estação Vieux Lyon, e pegue o Funiculaire direção Fourvière.

Vieux Lyon: De longe, o pedaço que eu mais amo da cidade. É o centro antigo, com seus prédios e ruelas medievais. A maioria dos bouchons {vou falar deles mais adiante} fica aqui, além de muitos pubs e lojas deliciosas de se descobrir. Vá pelo metrô verde – Linha D, estação Vieux Lyon. A partir daí, ande muito e descubra tudo a pé! Dica: as ruas são antigas e de pedra, portanto, preste atenção e escolha bem os sapatos.

Croix-Rousse: Outro pedacinho antigo da cidade, mas com um charme diferente. Cheio de estudantes, artistas, galerias e lojinhas vintage, é o pedaço boêmio da cidade, meio nostálgico, porém descolado. Descubra os traboules, ruazinhas medievais usadas anteriormente para o transporte de seda, e aprecie a vista maravilhosa dos rios Saône e Rhône. Vá pelo Metrô amarelo – Linha C, direção Croix-Rousse/Cuire.


Gastronomia:

Pense que a França tem a melhor gastronomia do mundo. Agora pense que Lyon é considerada a capital gastronômica francesa. Entenderam onde eu quero chegar, né?! Come-se maravilhosamente bem em Lyon. Prova disso é que Paul Bocuse, tido como melhor chef de todos os tempos, era daqui, suas brasseries e seus discípulos continuam encantando o mundo inteiro até hoje.

Bouchons: São os típicos restaurantes lioneses, com comida maravilhosa e preços relativamente muito bons pelo prazer que proporcionam. Os verdadeiros bouchons são pequenos, com atendimento muito simpático, sem muito luxo ou afetação. Para conhecer os melhores, vá para Vieux Lyon ou para a Rue Mercière, apόs suas andanças de turismo e comprinhas.

Boulangeries (padarias): Que francês vive de pão todo mundo sabe, mas o que muita gente não sabe é que não tem sό baguette nas boulangeries, e sim alguns dos doces e sanduíches mais maravilhosos do mundo. As minha preferida é a Bredz (Rue Saint-Jean, em Vieux Lyon), onde você almoça um sanduba gigantesco, bebida e sobremesa por apenas 5 euros. Experimente o sanduíche de “saumon aux crudités” (salmão cru marinado) e,como sobremesa, a maior prova de que Deus existe (tá bom, exagerei, mas é divino mesmo, haha!): “palmier au praliné”, um doce folhado caramelizado com praliné rosa e crocante por cima. 


Le Sud:  Uma das quatro brasseries de Paul Bocuse (também tem Le Nord,  L’Ouest e L’Est). Ótima oportunidade de apreciar a mais fina cozinha francesa sem gastar o tanto que você gastaria no “verdadeiro” restaurante de Bocuse, que fica nos arredores de Lyon. Para completar, fica às margens do rio Rhône e suas escadarias, um lugar maravilhoso pra caminhar. 11, place Antonin Poncet 69002. Vá pelo Metrô A (vermelho) ou D (verde) e pare na estação Bellecour.

Compras:

Lyon também é um όtimo lugar pra fazer compras, principalmente ao ar livre. Meus lugares preferidos são a Rue de la République e a Rue Victor Hugo, ambas perto da Place Bellecour.

Rue de la République (lado norte da Place Bellecour): Nela você encontra a Printemps, Sephora, H&M,  Fnac, Zara, Monoprix e Mango, que dispensam apresentações e sempre valem a visita. Mas também tem as que não conhecemos no Brasil: Pimkie, Camaïeu e Sinéquanon, maravilhosas lojas de roupas. E você também encontra uma das lojas de cosméticos Yves Rocher: perfumes, maquiagens, géis de banho, cremes, όleos de massagem de όtima qualidade {tudo vegetal e sustentável} por preços muuuuito baratos! Vale a pena entrar, pois eles dão amostras, presentinhos e descontos gigantescos mesmo na primeira compra! 

Rue Victor Hugo (lado sul da Place Bellecour): As lojas de roupas aqui são mais baratas. É uma delícia parar pra garimpar e você encontrará muita coisa bonita a preços mόdicos. Mas, caso não tenha tanto tempo pra gastar, vá direto na loja Jacqueline Riu, impossível não sair abarrotada de sacolas de roupas e sapatos de lá. Em matéria de make, a pedida é a loja da MAC {que no momento está com a desejada coleção “Venomous Vilains” da Disney na vitrine}. E se o intuito é ter cabelos de deusa, vá à La Boutique du Coiffeur, uma loja que, como o nome diz, fornece produtos para salões de beleza, mas pessoas “normais” também podem comprar à vontade. Tem Wella Lifetex, L’Óreal Professional, Schwarzkopf e algumas marcas que eu não conhecia: recomendo a linha “Cycle Vital”, da Eugene Perma {desculpe, Kérastase, você perdeu o primeiro lugar pra mim}.

Em Lyon… como os lyonnais!

Embora Lyon seja uma cidade bastante tradicional e histόrica, é também muito internacional e jovem, devido à imensa quantidade de boas universidades e estrangeiros. Isso a torna riquíssima tanto culturalmente, quanto em matéria de diversão e entretenimento. Sempre tem algum bom show, uma mostra de artes, uma boa peça de teatro ou alguma boa festa acontecendo, portanto, passe no Office du Tourisme (Place Bellecour) pra pegar (de graça) seu mapa e tooodos os guias e panfletos que te interessarem.

E se você está em Lyon, você precisa:

Aproveitar a vida noturna. Para quem quiser, aqui tem bar e festa todo dia. Na segunda-feira, a pedida é ir ao Ayers Rock, um bar australiano delicioso, com um repertόrio musical de chorar de tão bom, para se acabar de dançar embalado nos deliciosos drinks de 3 euros. Na sexta e no sábado, é dia de dançar até o primeiro metrô! Meus clubs preferidos são o AKGB, Le Loft, Q-Boat (que na verdade não é um club, é um “bar-balada” num barco no Rhône). Para os verdadeiros amantes de música eletrônica, SoundFactory, que recebe os melhores Dj’s europeus. E, no domingo, já que ninguém é de ferro, o programa é ir ao cinema à tarde e depois, uma boa cerveja, Fish & Chips e torta Apple Crumbles no irlandês Wallace Pub.

Ir à feira. Eu sou suspeita pra falar, pois amo feiras, mas as daqui de Lyon são sensacionais. Todos os dias tem feira em algum lugar: Croix-Rousse, Boulevard des Étas-Unis… mas a minha preferida acontece no sábado, no quais do Saône. Uma overdose de cheiros e cores. Costuma ser um pouquinho mais caro que nos supermercados, mas a qualidade é indiscutivelmente superior, vem tudo direto dos produtores e, convenhamos, nada paga o prazer de ir na feira, hahaha! Frutas, legumes, charcutéries (embutidos), fromagéries (queijos), pães, carnes exόticas, comidas de outros países, vinhos, flores… E pronto, seu picnic/almoço/esquenta/jantarzinho romântico já está garantido!

Fazer piquenique. Aliás, isso nem é tanto coisa de lionês, e sim de francês em geral. Se o tempo está bom e o sol brilhando, passe sua tarde no Parc Tête D’Or. Ele é gigantesco, tem lago, um mini-zoo, um jardim de rosas, e o gramado mais perfeito do mundo pra passar o dia com os amigos jogando bola, rindo, comendo, ou simplesmente relaxando.

 
Usar o transporte comum. Táxis são muito caros, e o transporte em Lyon é muito bom {exceto quando tem greves, coisa bastante comum ultimamente, mas mesmo assim eles divulgam com antecedência as alterações de horários e linhas}. Você terá à sua disposição metrôs, ônibus, cristalis (um tipo de troleibus), funiculaires, tramways (bondes) e Velo’V (bicicletas), e pode pegar gratuitamente o plano das rotas e horários no aeroporto, no Office du Tourisme ou diretamente no site www.tcl.fr.

Facebook Comments

Compartilhe:
16 comments Add yours
  1. Lyon é muito linda!
    Quando fiz intercambio conheci um menino de la…tentei dar uma passada para conhecer mas, o liseu de intercambista de dezoito anos me impediu de conhecer outras cidades alem de Paris!!
    Mas ainda esta no meu roteiro!!
    otimas dicas!
    beijooo

  2. Gostei muito de tudo que li, uma pq ja sou apaixonada pelo idioma, outra pq é meu sonho de consumo viajar para conhecer os lugares.
    Obrigada por me proporcionar conhecer mais de perto está cidade.
    Bjus

  3. Line, está no meu roteiro também, principalmente com essas informações!

    Van, pois é, Paris é lindíssima, mas como disse Helena, há muito mais na França do q Paris. Taí a prova! Vamos colocar Lyon na lista, hahaha. Bjossss

    Tay, somos duas no quesito conhecer lugares. Lyon definitivamente virou um destino para sonhar em conhecer logo. Bjosss

      1. Obrigadaaaa!! Já dei um “OK” em vários itens desta listinha haha amando a cidade! Vale muitooo a pena, para quem vem a passeio, incluir no roteiro! ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.