Full Jump: ainda dá tempo de curtir nessas férias!

Quem é mãe/pai com filho em idade escolar sabe bem o jogo de cintura que precisa ter para conciliar trabalho e responsabilidades do dia a dia com as férias das crianças. Por aqui, de viagem, só conseguimos dar uma escapada rápida para João Pessoa, mas os outros dias têm sido um misto de criatividade para entreter as crianças (como a oficina de slime organizada pelas mães dos amiguinhos de Luca e a colônia de férias da tia Ana Lu, que eu chamo de duas a três crianças para virem brincar no nosso apê) e exploração das atividades prontas, como cinema, Game Station e parques de shoppings. Uma dessas atividades que resolvemos explorar nas férias e que eu ainda não tinha ido conhecer foi o Full Jump – um maravilhoso parque de trampolins. 

Se a intenção é fazer a criança gastar bem muita energia, o Full Jump é o lugar! Escolhemos um dia de semana para levar Luca e mais três amiguinhos e curtir os 900 m² do parque e se jogar na piscina de espuma, ninja course (a área com malha acrobática, macaquinho, saco de espuma, balanço e argolas), a batalha dos cotonetes (chamado de “jousting”) e as camas elásticas. O lugar também tem uma área específica para crianças de 3 a 5 anos, mas Luca passou longe – se acha o adolescente!

Os ambientes comportam 40 pessoas por vez e são monitorados o tempo todo por profissionais. Para entrar nas atividades, o participante precisa usar meias antiderrapantes, que podem ser adquiridas lá mesmo por R$ 15, caso ainda não tenham. Uma observação em relação às meias: o ideal é que elas cubram o pé todo, ou, se forem daquelas tipo uma sapatilha, que tenha um elástico em cima. Luca tem uma meia do tipo sapatilha que levei para emprestar a um dos amiguinhos que nos acompanhou, mas ficava caindo o tempo todo (inclusive caiu na piscina de espuma, e por sorte os meninos acharam). Acabamos comprando outra na hora e foi bem mais tranquilo.

Os acompanhantes que não quiserem brincar no Full Jump podem ficar nas arquibancadas ou nas mesas do pequeno café. Também é permitido entrar para tirar fotos nas áreas das atividades, contanto que a pessoa esteja descalça e pise apenas na parte do carpete. Eu entrei só para dar uma vigiada nas crianças e para tirar algumas fotos, mas fiquei com uma vontade imensa de entrar e pular junto!

O Full Jump funciona de terça a sexta, e no mês de janeiro está abrindo também às segundas. A sessão dura uma hora, e é importante chegar com pelo menos 20 minutos de antecedência. Os valores começam em R$ 31 para a área kids e R$ 38 para o parque todo, mas variam de acordo com os dias da semana e quantidade de pessoas. Mais informações e tabela de preços você encontra no site oficial do parque.

Serviço: Full Jump – Av. Antônio de Goes, 869, Pina – Recife-PE | Telefone: (81) 99201-7583
Facebook Comments

Compartilhe:
2 comments Add yours

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.