Lugar de mulher também é na oficina

Acabou-se o tempo em que lugar da mulher era na cozinha, que o papel de ser provedor era apenas do marido, e as mulheres não podiam exercer profissões “de homem”, como a de mecânico. Embora o crescimento ainda seja tímido, é cada vez maior o número de homens que assume os cuidados com a casa e os filhos para que a mulher possa trabalhar fora, e ainda mais expressivo o número de mulheres em cursos e empregos antes predominantemente masculinos. Isso comprova que lugar de mulher também é na oficina, sim!

Se nas oficinas mecânicas a quantidade de mulheres trabalhando ainda não é tão significativa, a parcela de clientes do sexo feminino sim. Diante de uma cultura ainda machista, não são poucos os casos de mulheres que sofrem o preconceito em ambientes dominados por homens, especialmente em relação às orientações sobre os problemas no veículo e à cobrança pelo serviço. A pedagoga Daniella Lyra conta que desde que tirou a carteira de motorista costumava frequentar oficinas mecânicas, e com o tempo passou a entender mais sobre automóveis e a identificar alguns problemas mais recorrentes. “Várias vezes tentaram me enrolar em oficinas pelo simples fato de eu seu mulher. O mecânico apontava um problema e fazia um orçamento altíssimo, quando eu dizia que sabia que o problema era outro, muito mais simples e barato do que ele estava querendo me fazer acreditar, ele tentava desconversar. E eu levava meu carro para consertar em outro lugar”, relembra.

mulher na oficina

Fatos assim não são isolados. E como nessas horas o conhecimento é a melhor arma, preparamos algumas dicas em parceria com o site www.lojapecasauto.pt  para levar em conta sempre que o seu carro estiver necessitando de reparos e você precisar ir a uma oficina mecânica:

Aprenda o básico sobre peças de automóveis.

Você não precisa ser mecânica para saber o básico sobre veículos. Aprender o nome e a função das principais peças vai ajudá-la a entender melhor a conversa com o profissional na oficina, e os riscos de ser enrolada por não fazer ideia do que o mecânico está falando são bem menores. Ler o manual e fazer pesquisas em sites especializados também ajudam.

Faça a revisão do veículo regularmente.

Se a revisão estiver em dia, a probabilidade de o veículo estar com sérios danos é baixo e o problema tem chances de ser solucionado mais rapidamente.

Solicite mais de um orçamento.

Seu carro está com a revisão em dia e mesmo assim você recebeu um orçamento altíssimo da oficina? Desconfie. Leve seu veículo para outro estabelecimento para comparar a lista de problemas. “Consegui uma economia de quase 70% em peças e serviços porque mais da metade dos problemas apontados na primeira oficina que fui eram inexistentes”, conta Daniella Lyra.

mulher mecanica

Solicite a peça quebrada ou avariada.

Não é uma prática incomum trocar uma peça desnecessariamente com a original estando ainda em bom funcionamento. Por isso, ao solicitar a peça avariada, se a oficina estiver agindo de má fé, não vai ter uma explicação plausível para lhe dar. Caso o profissional se recuse a fornecer a peça, chame o gerente ou supervisor do estabelecimento.

Tenha um mecânico ou oficina de confiança.

Por mais que você saiba identificar os problemas do seu carro, é importante ter alguém capacitado e eficiente para averiguar e fazer os devidos consertos. Ter uma oficina de confiança vai evitar a dor de cabeça de procurar um estabelecimento diferente cada vez que o veículo apresentar um problema. E atenção: prefira as oficinas certificadas e com tempo de mercado.

Imagens: Freepik

Facebook Comments

Compartilhe:
2 comments Add yours
  1. Adorei i post. Sou filha de mecânico, teve um tempo que queria aprender mas acredita que meu pai não quis me ensinar? Ele é muito machista você não faz ideia. Agora tô tento que aprender de outras formas!

    beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.