Ferimentos em crianças: como tratar

Criança que brinca, eventualmente se machuca, isso é fato. Por maior que seja o cuidado dos pais nos momentos de recreação, ou dos funcionários da escola em orientar os pequenos a prestarem atenção, as quedas – e por consequência os ferimentos em crianças – são inevitáveis.

+ Bicho de pé: como identificar, tirar e tratar
+ Bebê dodói, coração da mãe aos pedaços

Ferimentos em crianças: os primeiros cuidados

Essa semana Luca se esborrachou no chão enquanto brincava no recreio da escola. Quando recebi a ligação, ele já estava na enfermaria do colégio sendo atendido. Apesar de não estar presente na hora, ele me contou depois que a enfermeira limpou a ferida e fez os curativos. E me contou também que teve muito, mas muito sangue.

Dada a situação do joelho, uma ferida de cerca de 5 cm, acredito que tenha sangrado bastante mesmo. Além do joelho, ele machucou bastante a parte de cima da mão esquerda, o cotovelo esquerdo e teve leve escoriações na palma da mão direita.

Os cuidados em casa

Eu sou o tipo de pessoa que estremece ao ver sangue e feridas! Apesar de ele já ter se machucado em outras circunstâncias, nenhuma com tantos ferimentos feios quanto essa. Assim que tirei os curativos feitos pela escola, fiquei sem saber como limpar e cuidar das lesões.

Tive algumas indicações de amigos sobre o que passar, mas como não acho que ferimentos em crianças seja uma brincadeira, fiquei com medo de infeccionar e entrei em contato com a pediatra. Com as fotos dos ferimentos, foi mais fácil para ele me orientar.

As orientações da Dra. Anna Christina Oliveira foram:

  • Lavar a região para evitar infecções;
  • Fazer limpeza com água boricada 3 vezes ao dia;
  • Usar Clorexidina spray 2 vezes ao dia.

A Clorexidina que comprei foi o Merthiolate. Ao contrário do que o produto era na minha infância, nos anos 80 e início dos anos 90, o Merthiolate mudou sua composição e não arde como antigamente. Mesmo com essas lesões horríveis, Luca não reclamou em momento algum.

+ Pomadas e cremes para assaduras
+ Hora de arrancar o primeiro dente de leite!

As feridas nos dias seguintes

Depois que começamos o uso dos produtos indicados pela pediatra, começamos a notar que melhorou bastante, mas no dia seguinte a ferida do joelho estava com um aspecto muito estranho! Segundo Luca, parecia um slime ou que alguém tinha espirrado e jogado a gosma no joelho dele. Pior era que aparência era exatamente assim, uma gosminha purulenta em um tom amarelo-esverdeado.

A foto à esquerda foi tirada no dia seguinte à queda, quando estava com uma aparência mais gosmenta. A da direita foi tirada dois dias depois da primeira. Apesar de ainda estar com um aspecto bem feio, já começou a secar e a formar uma casquinha.

Os cuidados continuam

Apesar do susto inicial com a notícia, a gente sabe que ferimentos em crianças é absolutamente normal. Essa não foi a primeira e nem vai ser a última vez que Luca vai cair. Deixo aqui o relato da nossa experiência, mas também acho importante ressaltar que talvez o tratamento que foi passado para o meu filho não seja o mesmo recomendado para todos. Na dúvida, evite achismos e sempre consulte um médico.

Comentários do Facebook

Compartilhe:
14 comments Add yours
  1. Olá, tudo bem?
    Para as mães e pais todo cuidado é pouco, e até imagino que deve ser muita preocupação…
    Acredito que alguns pessoas não sabiam que se deve ter um certo cuidado com feridas não só em crianças, mas em nos adultos da mesma forma que temos com queimaduras também por que é uma ferida aberta e que demora um certo tempo para cicatrizar pode infeccionar, e até mesmo uma afta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.