Joias de ouro: 5 maneiras de conservar as suas

Elas estão presentes em momentos marcantes, fazem parte da história da família ao serem passadas entre gerações e têm o poder de deixar você ainda mais linda e elegante. É claro que só poderíamos estar falando sobre as joias de ouro. Os acessórios têm um lugar especial no coração da maioria das mulheres e dizem muito sobre suas personalidades.

Atualmente são várias as possibilidades e opções de modelos capazes de se encaixar perfeitamente nas mais diversas ocasiões, mas e quando o assunto é conservar aquelas que já fazem parte da sua vida? Como manter as joias sempre novinhas e prontas para serem usadas? Para lhe ajudar nessa missão, selecionei cinco dicas valiosas.

+ O valor sentimental das coisas
+ Uma echarpe rosa, várias viagens: reflexão sobre ter peças não descartáveis

5 dicas para conservar suas joias de ouro

Guarde-as em local adequado

Sejam elas brincos de ouro, correntes, anéis ou pulseiras, o primeiro passo é ter um lugarzinho especial para guardá-las. O ideal é que nunca fiquem misturadas e que sejam separadas por tipos. Para não correr o risco de haver desgaste e para impedir que sejam danificadas pelo contato com materiais abrasivos, procure investir em porta-joias ou saquinhos específicos, os de veludo são super indicados. Não esqueça também de mantê-las em local arejado e longe do sol e da umidade.

Evite banhos com as joias

O cloro da piscina e o sal da água do mar definitivamente não são grandes amigos das joias de ouro. O contato da água com os acessórios aumentam as chances de alterar sua cor e dar um aspecto mais envelhecido a eles. Para que isso não aconteça, não entre no mar ou piscina com suas peças. A água do chuveiro não é tão prejudicial quanto as anteriores, mas se puder evitar, procure não tomar banho usando as joias. Isso fará com que elas se mantenham bem conservadas por muito mais tempo.

Não use em situações que possam arranhá-las

Por serem delicadas, as joias de ouro correm o risco de ganhar marcas e arranhões caso sejam usadas em determinadas atividades. Por isso, evite usá-las em certas situações, ok? Um exemplo é ir dormir sem tirá-las. Imagine que esteja usando um anel de ouro. Durante o sono, nosso corpo costuma se movimentar inconscientemente pela cama e essa movimentação pode fazer com que a peça sofra com o atrito. Outra questão importante é tirá-las quando for fazer os serviços domésticos ou ir para a academia.

+ Bolsa neon: como usar e onde comprar
+ Mala de memórias

Limpe-as com delicadeza

A melhor maneira de limpar as joias de ouro ainda é utilizando a flanela, que tem uma textura mais macia e indicada para esse fim. Passar o pano pelos objetos com cuidado, fazendo movimentos circulares, pode render um resultado positivo sem correr o risco de alterar cor e brilho. E vale lembrar que a flanelinha deve estar seca, combinado?

Tenha cuidado com a exposição a produtos

Está se preparando para um evento importante e quer caprichar no perfume, hidratante ou outros tipos de cosméticos? Geralmente, quando usamos correntes de ouro e passamos perfume no pescoço, por exemplo, o contato do cosmético com a pele também atinge a peça. Depois de passar, espere alguns minutos até que o produto “seque” em seu corpo para, aí sim, colocar os acessórios. Esse é um detalhe simples que pode fazer uma grande diferença na conservação das joias. Além dos perfumes, outros tipos de produtos também podem ser abrasivos e danificar os objetos, como acetona e pasta de dente.

Focando na conservação, as joias de ouro podem durar por muito e muito tempo. E seguindo essas precauções listadas acima, a certeza é de que as suas estarão sempre lindas e prontas para darem um toque todo especial ao seu visual. Não deixe de seguir as dicas e bom proveito!

Comentários do Facebook

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.