Lentes de contato: dicas e cuidados

Só quem já teve quase 7 graus de miopia em um dos olhos é capaz de entender a felicidade e a emoção de acordar de madrugada e conseguir enxergar a hora no visor do videocassete (sou desse tempo!). Cerca de 20 anos atrás passei por uma cirurgia para minimizar o alto grau de miopia que me acompanhava desde que eu era pequena, mas o que me salvou em todos os anos que antecederam ao processo cirúrgico foram as lentes de contato. Ainda bem que elas existem!

Lentes de contato: quais são os tipos?

No mercado você vai encontrar lentes de contato gelatinosas e rígidas. Veja abaixo as principais características de cada uma delas:

Lentes gelatinosas

Esse é o tipo que utilizei durante muitos anos! É o mais procurado no mercado por unir eficácia, preço acessível e, mais importante, conforto para quem está usando.

As lentes de contato Bioinfinity são um ótimo exemplo para o tipo gelatinosa: são finas, maleáveis e se adaptam aos olhos com facilidade e conforto. A composição desses produtos traz um alto teor de água, ajudando a manter a lubrificação e a hidratação do órgão.

O uso mais indicado para esse tipo de lente são problemas como miopia, hipermetropia e graus mais baixos de astigmatismo.

+ Comércio de plástico: a indústria da cirurgia plástica
+ Tipos de óculos ideais para cada formato de rosto

Lentes rígidas

Como o nome sugere, as lentes rígidas não são tão maleáveis e confortáveis como as gelatinosas. Por se tratar de um produto mais inflexível, a adaptação pode ser um pouco mais lenta. Não cheguei a usar dessa, mas uma amiga da escola usava e tirava de letra!

Uma das vantagens, apesar de não serem tão maleáveis, é que elas são mais duráveis e resistentes às bactérias. Além do mais, a manutenção é mais simples.

As lentes de contato rígidas são indicadas para quem tem graus mais elevados, principalmente para as pessoas portadoras de ceratocone (uma disfunção na córnea em quem o tecido se curva para fora, formando um cone).

Como manusear as lentes de contato

O olho é um órgão delicado e sensível, por isso, antes de sair colocando as lentes (mesmo que já esteja bastante acostumado), é importante que suas mãos estejam bem limpas. E antes de colocar os produtos nos olhos, aplique a solução recomendada para deixá-los livres de quaisquer resíduos, friccionando-os de leve com o dedo na palma da mão limpa.

Deixe sempre as lentes guardadas no estojo e dentro da solução apropriada. E mais: ainda que você tenha o mesmo grau nos dois olhos, evite trocá-las.

+ Tipos de máscaras de tecido: qual modelo escolher?
+ Como lidar com uma rotina atribulada

Cuidados essenciais:

  • Lave sempre as mãos antes de colocar ou retirar as lentes de contato;
  • Evite dormir com elas;
  • Não mergulhe no mar ou na piscina com suas lentes, sejam elas gelatinosas ou rígidas;
  • Cuidado com a areia. Na praia ou ambientes com muita poeira, proteja os olhos com óculos escuros;
  • Ande sempre com um estojo e solução. Caso se trate de lentes descartáveis, tenha sempre um par extra;
  • Para as mulheres, cuidado ao aplicar maquiagem. Se possível, aplique os cosméticos antes de colocar as lentes;
  • Limpe o estojo com frequência (e troque-o de acordo com as sugestões do fabricante);
  • Não utilize as lentes após o prazo recomendado pelo fabricante ou oftalmologista.

É importante lembrar que o uso de lentes de contato só deve ser iniciado após a indicação e a orientação de um oftalmologista.

    Comentários do Facebook

    Compartilhe:

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.